– Quase R$ 7 bilhões de multa para a Odebrecht e Braskem. Mas…

No acordo de leniência que a Odebrecht fez (incluindo a Braskem, seu braço petroquímico), a empresa pagará R$ 6,82 bilhões de multa ao Brasil, Estados Unidos e Suíça (onde “passou a grana” dos golpes).

Uma pergunta: quanto devem ter fraudado dos cofres públicos? Quantos políticos (provavelmente de todos os partidos) receberam propina?

Mas vale a atenção: em quantos ANOS se pagará isso? E de onde virão os recursos?

Só falta o BNDES ajudar com algum empréstimo…

Um país onde os líderes são Lula, Temer, Aécio, Alckmin, e tantos outros, há necessidade de nossa geração mudar com urgência (e ensinar aos nossos filhos).

bomba.jpg

– Neilton e a Gestão de Carreira

Está bombando na Internet um suposto (portanto, verídico ou não) tuíte do jogador Neilton, datado de 2011, quando o atleta era do Santos (e hoje contratado pelo São Paulo FC), onde está escrito:

Tô assistindo o jogo do lixo do São Paulo“.

Se trollagem de outrem, morreu o assunto (o atleta é vítima). Se a postagem for dele mesmo, fica a observação: como jovens atletas devem ter cuidado com o que fazem nas redes sociais! Nunca desmerecer um rival se faz necessário.

Lembremo-nos que Gefertton, tempos atrás, foi contrato e dispensado na sequência por se assumir corinthiano e dele se encontrar postagens polêmicas ofendendo torcedores sãopaulinos (um caso um pouco diferente deste).

E o que Neilton deve fazer?

Vir a público, dizer que na imaturidade não sabia da grandeza do SPFC, assumir o erro da juventude ocasionado por um impulso e fazer juras de amor. É o “contragolpe”, em especial, aos mais fanáticos. Claro, dizer também que agora é profissional e dedicado atleta do Tricolor do Morumbi.

Agora, cá entre nós: a solução definitiva será marcar 1 gol por jogo e arrancar aplausos em todas as partidas, pois a paciência dos torcedores será bem pequena…

bomba.jpg

ATUALIZANDO: Neilton pediu desculpas. Abaixo (clique na imagem):

bomba.jpg

– O Papai Noel trará o quê para seu time?

Se você pudesse escrever uma carta ao Papai Noel pedindo a ele alguns presentes ao seu time de futebol, quais seriam?

  1. Jogadores consagrados ou jovens promessas?
  2. Títulos mesmo jogando mal ou boas apresentações?
  3. Vitórias a qualquer custo ou fair play em campo?
  4. Cartolas velhacos ou dirigentes éticos?
  5. Treinador caro e experiente ou técnico barato e emergente?
  6. Estádio lotado com ingresso acessível ou arena confortável e custosa?
  7. Torcida organizada cantarolando ou sócio-torcedor mais acomodado?
  8. Galáticos com as finanças sacrificadas ou time barato e contas em dia?

Enfim… o futebol ultimamente ficou chato. Falamos de STJD, tapetão, briga entre torcidas, estádios da Copa superfaturados e outras tantas coisas!

Se fôssemos pedir alguns presentes para o futebol, sem dúvida minha lista teria como prioridades:

1) Espírito Esportivo – como as pessoas se esqueceram que acima de tudo o futebol é esporte, vale lembrar que perder também faz parte do jogo.

2) Honestidade – e aqui vale a ética, os bons modos e o desejo de disputar sem manipulações ou trambiques.

3) Paz e Conforto – minha filha de 7 anos diz a todos que torce para o seu “Paulistinha do Coração”, em referência ao Paulista de Jundiaí. Ela já assistiu no Estádio Jayme Cintra o Galo Tricolor pela Copa Paulista, pois o movimento nas arquibancadas é mais calmo. Mas confesso: a levar aos jogos contra times de torcidas organizadas briguentas é irresponsabilidade que não cometerei por um simples motivo: a violência que cega os fanáticos. Além disso, como um pai pode levar sua filha a um banheiro de estádio? Os chamados banheiros-famílias são ilusão no Brasil, só existem em shoppings e o coitado do pai se vê em maus lençóis.

E você, o que pediria ao Papai Noel para o futebol?

Caixa_de_Presente.jpg