– Desabafo de um microempresário de saco cheio!

Admito: cansa! Cansa demais trabalhar honestamente e no final do mês nada sobrar.

Confesso: estressa! Estressa muito pegar as guias de impostos e lembrar que supostamente esse dinheiro iria para Saúde, Educação e Segurança de nós, contribuintes.

Assumo: dá nojo! Enoja ler o noticiário e ver o quanto descaradamente roubam nesse país.

Estou farto de trabalhar e nada ganhar. A Economia está péssima, você se segura para manter a calma e não consegue. Muitos clientes não pagam suas contas por diversos motivos: pela crise, pela necessidade e pela picaretagem. Afinal, o exemplo vem do nosso Executivo.

O lucro do pobre comerciante é cada vez mais minimizado, sendo ele, bruto, menor do que anos anteriores (e os preços finais de venda ainda assim majorados).

Reduzir gastos já foi feito; diminuir o pró-labore idem. Aí você fica no dilema: demitir ou suportar mais prejuízos? Pior: se você demite uma pessoa, deve levar ainda em conta que na casa dela há cônjuge e filhos. E ainda vem o final do ano, época de presentes (ou melhor, lembrancinhas), impostos e outras tantas coisas!

Não está fácil ser correto nesse país. A fé, os valores do berço e a moral sustentam nessa hora. E a crença que um dia isso mudará “segura a onda” para não fazer uma bobagem.

E tem gente que consegue defender ainda esse Governo, como se ele não fosse protagonista desse circo que o Brasil se tornou.

bomba.jpg