– Grito dos Excluídos na Diocese de Jundiaí e Considerações

Na próxima sexta-feira, dia 07, uma grande manifestação em defesa da Justiça social acontecerá em diversas localidades do país: o “Grito dos Excluídos”.

Em Jundiaí, boa expectativa. sobre o evento e considerações, abaixo, no convite oficial (enviado pelo jornalista Reinaldo Oliveira):

GRITO DOS EXCLUÍDOS 2012 – Queremos um Estado a serviço da Nação, que garanta os direitos à toda população!

A Diocese de Jundiaí realizará no dia 07 de setembro às 15h, na Catedral Nossa Senhora do Desterro o II Grito dos Excluídos, iniciando com a solene celebração Eucarística, presidida pelo bispo Dom Vicente Costa e posteriormente uma caminhada até a Praça Floriano Peixoto para as manifestações no Coreto da Catedral.

O Grito dos Excluídos é uma manifestação popular carregada de simbolismo, um espaço de animação e profecia, que ocorre em todo o País com o apoio da CNBB, no Dia da Pátria, 7 de Setembro, para chamar a atenção da sociedade para as condições de exclusão social no País. Não é um movimento nem uma campanha, mas um espaço de participação livre e popular, em que os excluídos, junto com os movimentos e entidades que os defendem, trazem a luz o protesto oculto e, ao mesmo tempo, o anseio por mudanças.

Convidamos a todos, autoridades, agentes do Executivo e Legislativo, e em especial os agentes de pastorais sociais, sindicatos, movimentos sociais, associações, entidades beneficentes, movimentos populares e de classe, para juntos com as pessoas que vivem em situação de exclusão, participemos deste momento de denúncia e principalmente de propostas de um modelo de sociedade justa e solidária. Solicitamos as organizações participantes que tragam bandeiras, faixas e cartazes para exposição durante a celebração. 

Coordenação da Ação Evangelizadora

Pastoral Fé e Política da Diocese de Jundiaí

Apoio:

Pastorais Sociais da Diocese de Jundiaí, Cáritas Diocesana de Jundiaí, Campanha da Fraternidade.

Outras informações com Claudinho 97367.1584 ou Rosangela 97500.9614

UM ESTADO A SERVIÇO DA NAÇÃO

por Laudelino Augusto

No próximo dia 7 de setembro, Dia da Pátria, faremos memória do “brado retumbante: Independência ou Morte!”. Grande parte da Nação ainda padece “dependência e morte”, fazendo crescer um novo e mais retumbante grito, o “GRITO DOS EXCLUÍDOS E EXCLUÍDAS”.

Em todos os cantos do País, serão realizados atos públicos, romarias, celebrações, seminários, feiras, acampamentos, chamando à atenção da Sociedade brasileira para as situações de exclusão social que ainda persistem. O “Grito” é um espaço de animação e profecia, sempre aberto e plural, de pessoas, grupos, entidades, Igrejas e movimentos sociais comprometidos com as causas dos excluídos e excluídas”.

Este evento é uma proposta das pastorais sociais da CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, como uma das atividades a serem desenvolvidas na linha do serviço que a Igreja Católica deve prestar à Sociedade brasileira.O “Grito dos Excluídos” será celebrado anualmente, em nível nacional, no dia 7 de setembro…” (CNBB 56, 129).

O tema deste ano, é em consonância com a 5ª Semana Social Brasileira que pergunta: “Estado , para quê e para quem?”,  e, “Queremos um Estado a serviço da Nação, que garanta direitos a toda população!”.

Em pleno processo de Eleições, o “Grito” ganha uma conotação mais forte e especial, representando o clamor por cidadania, por justiça social, por ética em tudo e em todos. Os candidatos precisam entender e exercer o “Poder-Serviço”, o “Poder Obediencial” que “ouve” o clamor do povo e busca atender às suas necessidades, que estejam dispostos a “mandar como quem obedece”, como fez o próprio Mestre e Senhor Jesus.

Neste contexto, o “Grito” por eleições limpas, com candidatos limpos, sem gastos excessivos, com ética e com propostas concretas e possíveis, vai compondo com o grande “Grito” da Nação Brasileira: “INDEPENDÊNCIA E VIDA !”

No dia 7 de setembro, ressoaremos o forte grito da Nação brasileira  por “um Estado a serviço da Nação” e, no dia 7 de outubro, a oportunidade de, pelo voto consciente e responsável, elegermos autênticos servidores do povo.  ( * È presidente do Conselho Nacional do Laicato do Brasil)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.