– Eu defendo que se cumpram contratos. Mas no caso específico do Zé Ricardo…

Se você assinou o contrato, cumpra-o. E exija o mesmo do outro lado.

Cumprir o contrato é: ir até o fim nas suas atividades, ou pagar a multa realizando o distrato (pois são as situações da legalidade).

Se você recebe uma proposta profissional mais atraente, é seu direito negociar. Paga-se à multa ao empregador e vá viver uma nova realidade. Não tem nada de ilegal.

Porém… 

Entrando na questão moral: se você assegurou e deu confiança a seu empregador de que, independente de outra situação profissional, irá até o fim, não está mais na questão legal, mas na ético-moral (se abandonar o emprego e sair para outra empreitada, ou até mesmo para um concorrente, embora tenha apalavrado).

No caso específico do Zé Ricardo, que deixou o Vasco da Gama: aqui a gente tem que abordar a insegurança. Lembram do episódio em que ele foi abordado pelos truculentos torcedores? Recorde aqui: https://wp.me/p4RTuC-CHP

Por quê passar esses perrengues? Vá com Deus e seja feliz no Japão! O empregador, aqui, parece que não combinou pagamento extra por insalubridade…

Vasco da Gama Futebol - Notícias, Resultados, Estatísticas, Rumores e Mais  sobre Vasco da Gama | ESPN

Imagem extraída de: https://www.espn.com.br/futebol/time/_/id/3454/vasco-da-gama

Um comentário sobre “– Eu defendo que se cumpram contratos. Mas no caso específico do Zé Ricardo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.