– Isso é Marketing! Red Bull Bragantino na Expoagro e outras ações.

Eu não gosto de Festa do Peão ou semelhantes, mas respeito quem tem a preferência. Entretanto, minhas filhas queriam ir na Feira Agrícola que está acontecendo em Bragança Paulista, onde ocorre simultaneamente o Rodeio da cidade. Como estou sozinho com elas (estamos morando aqui, mas nossa família está em Jundiaí – e minha esposa está há algum tempo trabalhando no Exterior – vide em: https://wp.me/p4RTuC-Bm4), resolvi fazer a vontade delas.

O evento gera muitos empregos na região, apresenta importantes artistas do cenário nacional e gira muito dinheiro. É reconhecidamente uma atração que traz personalidades e políticos para cá, além, claro, de empresas do agronegócio e outros setores (chama-se: 55ª Expoagro e 28ª Festa de Peão de Boiadeiro). Ocorre no “Parque de Monta”, e há atividades durante o dia e  à noite, por 10 dias (apenas 3 registros lúdicos para ilustrar aqui: https://wp.me/p4RTuC-Die).

Pois bem: entre os patrocinadores masters, está o Red Bull Bragantino. E para minha surpresa, não é divulgação da empresa de energéticos Red Bull, mas sim do time de futebol! Todas as iniciativas giram em torno da equipe esportiva dentro do recinto (e acredite: não há a venda de uma lata sequer de bebida da empresa, mas somente de produtos do clube). 

Ressalto: não é uma ação como patrocinador / incentivador local, mas master do evento. 

Muitas camisas do clube por lá (tanto da antiga patrocinadora, a Nike, como da nova, New Balance), além de agasalhos e outros tipos de roupas. Há um grande estande com loja e brincadeiras para as crianças, além de mini-espetáculos. Minha filha caçula, por exemplo, ficou encantada com o mascote e até dançou com ele (e ganhou um chapéu de cowgirl do time; assista que simpatia do Tourinho e o abraço gostoso que ele recebeu: https://youtube.com/shorts/TW19uquMOnA).

Mas vale lembrar: o marketing da empresa (agressivo e inteligente) é uma constante na região. Me recordo de um PT Cruiser estilizado com a marca Red Bull rodando a cidade (com o Toro Loko e o Massa Bruta, o Touro e o Leão que são os mascotes). Há trabalho com crianças nas escolas, ações solidárias como doação de sangue em parceria com o HUSF e visita a pacientes oncológicos por parte dos atletas. Aliás, a Comissão Técnica e os jogadores residem na cidade e convivem por aqui, e podem ser encontrados em pizzarias e lojas locais (e eles curtem: já declararam como é legal serem abordados carinhosamente nos parques e falaram da qualidade de vida).

Além dessas ações, me recordo de um outdoor eletrônico multimídia na entrada da cidade, mostrando pontos turísticos de onde a empresa Red Bull tem clubes, misturando imagens belíssimas de Nova Iorque, Leipzig, Salzburg e Bragança Paulista, dizendo: “Somos todos Red Bulls”. Um válido emponderamento.

Por fim: estudantes e professores da Universidade São Francisco (uma instituição de ensino referencial do Interior Paulista) tem benefícios especiais, pois várias atividades são realizadas em parceira com o clube, Afinal, o “futebol-negócio” é também “futebol-ciência”.

Presenciei várias funcionárias realizando pesquisas de comportamento do torcedor na Praça da Matriz, além da oferta da participação no programa Sócio-Torcedor, com diversos planos e descontos que vão desde os comércios da cidade até outros nacionais. Nos dias de jogos, nas imediações, há vários equipamentos pra as crianças brincarem, além de desafios para os adultos. Uma espécie de “mini-fã-fests”.

Um amigo questionou sobre lotação ou não do estádio nos dias de jogos. Considerando os hábitos da cidade e vários detalhes (município pequeno, com muita extensão territorial, onde boa parte da população mora em fazendas que distam quilômetros do Centro) e com atrações fora do âmbito esportivo, é bom – já que há partidas marcadas, sem bom senso, no domingo à noite.

Escrevo tudo isso porque meu Mestrado foi em marketing Esportivo e não vejo NINGUÉM fazendo essas coisas no país (ops: não estou recebendo por essa postagem nem é um post patrocinado). Lembrando sempre que, o objetivo de uma empresa, não necessariamente é ganhar títulos, mas rejuvenescer uma marca, firmar um conceito de produto, divulgar-se, entre outros. E dentro disso, o case Red Bull Bragantino já é um sucesso, pois imagine: quanto a empresa gastaria anunciando sua marca para ter o mesmo retorno de mídia na grande imprensa? E onde estaria o Bragantino, sem essa mudança?

Uma pena que poucas empresas têm pensado o futebol como Business…

Ops: a Responsabilidade Social também é uma ação muito benquista pelo marketing. Dias atrás, um torcedor teve que assistir o jogo Red Bull Bragantino x Corinthians dentro do restaurante, e ficou insatisfeito (ele era cadeirante e teve dificuldade de acessibilidade naquela oportunidade). Leio que o problema foi resolvido, houve a retratação e o torcedor presenteado pela equipe, como pedido de desculpas. Abaixo:

Ah, se os grandes times brasileiros tivessem a mesma preocupação e aproveitassem o potencial nacional que têm, a fim de explorar suas marcas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.