– Ufa!

Dia 83 de aproximadamente 150 vencidos. Graças a Deus.

Tentando ser “pãe” na ausência da mamãe, que está se sacrificando por todos nós (motivo em: https://wp.me/p4RTuC-Bm4).

Fiz minha parte, simplesmente.

Até amanhã.

– Euforia ou Felicidade?

Tenho medo quando alguém diz que está “eufórico”, por isso “está feliz”. Euforia, é sabido, não é sinônimo de felicidade. É simplesmente um estado emocional, que se frustrado, torna a pessoa depressiva.

O bom é ter a felicidade independente do estado emocional eufórico. Ser feliz mesmo quando se tem problemas, é o ideal (até porque não existe pessoa que vive sem percalços cotidianamente).

Claro, a euforia tem suas virtudes, mas ela não é constante – e sim oscilante! De tal forma, a euforia deve ser passageira, mas a felicidade, torçamos para que seja perene.

Imagens vetoriais Euforia, banco de Euforia vetores | Depositphotos

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida.

– Análise Pré-Jogo da Arbitragem para Amparo x Paulista.

Para o jogo do Leão da Montanha contra o Galo da Japi, teremos a seguinte escala de arbitragem:

Árbitro: João Batista do Nascimento Avelino
Árbitro Assistente 1: Marcos Regis Vasconcelos
Árbitro Assistente 2: Benedito Alessandro de Jesus Santana
Quarto Árbitro: Caíque Tiago de Oliveira Miquilini
Analista de Vídeo: Sérgio Ricardo de Oliveira

João tem 28 anos, e apenas 6 temporadas na FPF. Em 2020, a Comissão de Árbitros quis “renovar na marra” o quadro e ele era um dos escolhidos, pulando das categorias amadoras para a A3. Em 2021, trabalhou em um número menor de jogos na A3 e neste ano voltou aos jogos amadores. Fará em Amparo seu 1º jogo profissional do ano. Em jogos do Tricolor Jundiaiense, apitou muito bem Paulista x Ceará pela Copa SP, e gostei do que vi. Suas qualidades aqui: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2022/01/11/analise-da-arbitragem-de-paulista-0x1-ceara/

Os bandeiras Marcos, já com 37 anos, e Benedito, com 40 anos, não tiveram destaque em divisões maiores e estão trabalhando em Sub 20 e Sub 23.

Torço para uma boa arbitragem e um ótimo jogo!

Acompanhe a transmissão de Amparo x Paulista pela Rádio Difusora Jundiaiense AM 810, com o comando de Adilson Freddo. Narração de Rafael Mainini; comentários de Robinson Berró Machado; análise da arbitragem com Rafael Porcari; reportagens de Luiz Antonio “Cobrinha” de Oliveira. Sábado, às 15h00 – mas a jornada esportiva começa a partir das 14h00 para você ter a melhor informação com o Time Forte do Esporte!

– O sol vai indo embora…

O belo fim de tarde que tivemos por aqui: olhe só, abaixo, o Astro-Rei dizendo adeus!

A natureza nos motiva com sua beleza.

Imagem

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#entardecer #sunset #sol #sun #sky #céu #nature #horizonte #fotografia #BragançaPaulista #paisagem #landscapes #inspiração #mobgrafia

– Pausa para rezar.

Parando todas as atividades do dia por alguns minutos, a fim de adorar Jesus Eucarístico!

🙏🏻
#Fé
#Paz
#Amor
#Jesus
#Religião
#Adoração
#Eucaristia
#Esperança
#Catolicismo
#SantíssimoSacramento

(foto: Capela Nossa Senhora do Bom Parto, Bragança Paulista/SP, autoria pessoal).

– A 1a geração onde os filhos têm QI menor que os dos pais. E a culpa é de quem?

Pela primeira vez na história, uma geração é menos inteligente do que os seus pais. E a culpa é das telas!

Extraído de: https://saude.abril.com.br/blog/pediatria-descomplicada/familia-digital-o-abuso-de-telas-cobra-um-preco-alto-de-todos/

O ABUSO DAS TELAS COBRANDO UM PREÇO ALTO DE TODOS

Não desgrudar de dispositivos tecnológicos atrapalha o desenvolvimento pleno das crianças e afeta o convívio familiar. Precisamos rever esse hábito

É um jantar típico de família. Os celulares estão apoiados sobre a mesa. Cada um possui seu próprio aparelho, que vibra de cinco em cinco segundos, chamando para algo que certamente pode esperar.

O pai utiliza fones sem fio e está numa call interminável. A criança mais nova é colocada diante de um tablet – que passa Mundo de Bita ou Galinha Pintadinha – para que consiga permanecer à mesa. O filho adolescente está preocupado em terminar logo o jantar para postar uma selfie com um filtro novo no Tik Tok. Ao fundo, a televisão ligada anuncia algo no noticiário. Parece uma cena comum para você? Essa é a mais nova geração digital. Ou melhor, família digital.

O fato é que nunca estivemos tão conectados com o mundo que nos cerca – as informações voam. Mas isso não é necessariamente um problema. A grande questão é o tempo que dedicamos às novas tecnologias. Pode reparar: não fazemos ideia da quantidade de horas que passamos em frente às telas. O turno de trabalho acaba e continuamos ali, passeando na rede social, assistindo a séries ou filmes, lendo notícias e fofocas, vendo lives…

O mais assustador é que esse tipo de comportamento se agrava sem nem percebermos. O tempo de tela foge do controle dos pais quando um tablet ou celular cai na mão de uma criança. Pior: perdemos a noção do que elas estão vendo. E é importante lembrar que, fora músicas inocentes e jogos educativos, as redes estão cheias de conteúdos perigosos, com insinuação sexual e cyberbullying, além de vídeos que estimulam o consumismo, definindo o comportamento do jovem e do adolescente.

Temos que refletir sobre onde chegamos. Afinal, o tempo de ócio criativo deixa de existir quando uma tela entra em jogo. Perde-se a capacidade de pensar, inventar, criar histórias. Perde-se a oportunidade de se relacionar com o outro, de dar risada e de curtir momentos em família – como acontecia na mesa de jantar.

Não precisamos (ou não deveríamos) ficar online o tempo todo. Esse comportamento nos desconectou da presença real, do olho no olho e da convivência em família. Isso tudo precisa ser resgatado – e urgentemente.

Estudos de neurociência mostram que o cérebro humano é capaz de fazer 700 a 1 mil conexões cerebrais por segundo nos primeiros anos de vida. Aos 2 anos de idade, teremos mais conexões cerebrais do que aos 6 anos. Apenas as mais importantes serão mantidas até a vida adulta. Que memórias e aprendizados você quer oferecer ao seu filho?

Viva o mundo real

Penso que o desenvolvimento da criança está intimamente ligado à vivência que ela tem do mundo. O brincar, o contato com a natureza e a relação com o outro, por exemplo, são momentos importantes de aprendizado. Muitas tarefas e estímulos podem e devem ser orientados, mas essas experiências mais livres permitem que a criança exercite a capacidade criativa em seu máximo potencial.

São aspectos do desenvolvimento que não podem ser conquistados através de uma tela. Por isso, refiro-me a esse aspecto de alienação digital: devemos perceber o quanto o uso dos eletrônicos nos privaram de tantas outras coisas essenciais.

Longe de mim ser contra o avanço da tecnologia! Seria negar o mundo que nos cerca. Nossos filhos nasceram na era touch, com a facilidade de ter tudo na palma da mão. O digital faz parte da vida deles. O grande dilema, faço questão de frisar, é o mau uso desses recursos.

Segundo o neurocientista francês Michel Desmurget, vivemos um momento histórico, no qual, pela primeira vez, os filhos têm um quociente de inteligência (o famoso QI) mais baixo que o dos pais. Em outras palavras, a geração atual tem menor capacidade cognitiva, apresentando problemas de linguagem, concentração, memória e cultura.

Isso é decorrente da diminuição das interações sociais, da piora da qualidade do sono, do aumento de atividades que não exercitam a mente, entre outras coisas que estão, no fundo, intimamente associadas ao uso abusivo das telas.

De parceiros a vilões

Os dispositivos digitais se transformam em um problema no momento em que deixamos de interagir com nossos filhos da forma que deveríamos. Veja: o cérebro deles é estimulado de outra maneira quando se divertem ao ar livre, usam jogos e brinquedos reais e lidam com pessoas de carne e osso.

Com a pandemia de coronavírus, a situação ficou ainda mais crítica. Afinal, atividades essenciais, como a ida à escola, ficaram restritas (quando possível) ao universo online. E, assim, passou-se um ano inteiro.

Sem falar que muitos pais liberaram as telas não apenas para as aulas, mas também para atuarem como passatempos, já que, além de cuidar das crianças, precisavam trabalhar e manter a casa em ordem.

Mas, como minimizar os danos? Como sobreviver às condições que uma pandemia nos impôs? É urgente que tomemos as rédeas e saibamos controlar o que nossos filhos estão vendo e por quanto tempo. Trago aqui algumas dicas de sobrevivência à tecnologia – elas servem inclusive para os adultos.

1. Comece impondo limites para todos: momentos em família nunca devem acontecer com o celular, tablet ou qualquer tecnologia individual sendo utilizada. Aproveitem o tempo para conversar e interagir de forma real.

2. O horário de refeições deve ser sagrado: nada de celulares à mesa.

3. Controle o tempo de uso: para crianças abaixo de 2 anos, as telas devem ser evitadas ao máximo. Para crianças de 2 a 5 anos, limitar a uma hora por dia. Dos 6 aos 10 anos, permita de uma a duas horas diárias. Para adolescentes entre 11 e 18 anos, de duas a três horas por dia é o suficiente. Todas as atividades devem ser supervisionadas e ter intuito educacional.

4. Não existe segredo na internet! Os pais devem estar cientes dos conteúdos que os filhos assistem, e tomar especial cuidado com aqueles de cunho violento e sexual (com nudez e pornografia), além das práticas de cyberbulling.

5. Tenham (todos) um momento de desconexão. Promova o contato com a natureza, a prática de exercícios físicos e as atividades ao ar livre – que sejam possíveis nesse momento.

6. Estejam atentos aos sinais de que algo não vai bem, como alteração de comportamento, agressividade, irritabilidade, dificuldade para dormir, sonolência excessiva durante o dia ou mesmo apatia. Tudo isso pode sinalizar depressão, ansiedade e até mesmo experiências de violência na internet.

7. Deem o exemplo enquanto pais, aprendendo também sobre o uso racional das tecnologias, já que isso afeta toda a família.

Seguimos nesse processo de constante aprendizado, lembrando sempre que a primeira infância só é vivida uma única vez.

criança brincando com tablet

Excesso de telas traz repercussões para a família toda. Foto: Robo Wunderkind/Unsplash/SAÚDE é Vital

– What Are The Far-Reaching Consequences of School Bullying and Mobbing?

How many lives could’ve been saved if we’d spoken up sooner? For years, everyone saw bullies picking on and ganging up on targets- they saw it on the…

Continua em: What Are The Far-Reaching Consequences of School Bullying and Mobbing?

– Bolsoverso e Lulaverso.

O Bolsoverso e o Lulaverso existem! É o que os algoritmos do Facebook permitem surgir

Se o sujeito estaciona seus olhos numa publicação em louvor ao político X ou Y, a inteligência artificial lhe destacará mais publicações como essas que ele viu. Assim, potencializa-se a imagem positiva ou negativa de alguém, sem o internauta perceber (pois a faz paulatinamente).

No universo alternativo (como das histórias de heróis da Marvel ou da DC), existe aquele onde Bolsonaro é perfeito, imaculado, enviado por Deus como “Novo Messias”. Também existe outro, onde Lula foi injustamente crucificado, levado à cadeia por ser honesto, numa fábula onde se inventou uma narrativa de Máfia das Sanguessugas, Mensalão dos Correios, Petrolão, Odebrecht e demais construtoras.

Mas foram criados ainda outros: o do Cabo Daciolo, o do Emayel, o do Dória…

Cuidado! As Redes Sociais podem nos iludir. E aí fica a grande dica: o mundo real pode ser mais verdadeiro (e obviamente é) do que o virtual.

Bolsonaro cresce cinco pontos em um mês e aparece à frente de Lula em SP | VEJA

Foto: Cristiano Mariz/VEJA e Ricardo Stuckert/Divulgação/Reprodução. Extraído de: https://veja.abril.com.br/coluna/maquiavel/bolsonaro-cresce-cinco-pontos-em-um-mes-e-aparece-a-frente-de-lula-em-sp/

– Adoremos o Santíssimo Sacramento.

Toda 5a feira é dia dedicado à Adoração do Cristo Eucarístico pela Igreja Católica. Sendo assim, façamos como os anjos: nos prostremos diante do Senhor!

Peça. Agradeça. Abra seu coração à Ele, o Pão Celestial, o Cordeiro Imolado.

ALMA DE CRISTO
Alma de Cristo, santificai-me. 
Corpo de Cristo, salvai-me. 
Sangue de Cristo, inebriai-me. 
Água do lado de Cristo, lavai-me 
Paixão de Cristo, confortai-me. 
Ó bom Jesus, ouvi-me. 
Dentro das Vossas chagas, escondei-me. 
Não permitais que eu me separe de Vós. 
Do inimigo maligno defendei-me. 
Na hora da minha morte, chamai-me. 
Mandai-me ir para Vós, 
Para que Vos louve com os Vossos Santos 
Pelos séculos dos séculos. Amém.

Foto: Arquivo Pessoal, clicada na Capela Nossa Senhora de Fátima – Jundiaí / SP

– Contemplar, simplesmente.

15h, contemplando a imensidão!

Bonito ou não? Veja só:

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#entardecer #sunset #amanhecer #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #landscapes #inspiração #mobgrafia #XôStress #nuvens #clouds #lago #lake

– O que está acontecendo com o Atlético Mineiro?

Antonio “El Turco” Mohamed está sendo bastante criticado em Minas Gerais por não fazer o Atlético Mineiro jogar como jogava nos tempos de Cuca.

Iniciando a fase de grupos empatando com o América (perderia, se não fosse a arbitragem que errou), e terminando essa etapa com derrota em pleno Mineirão para o Tolima, ainda assim passou em 1º.

A questão é: o problema seria o treinador, ou Cuca, sabedor de que seu time cairia de rendimento, saiu no momento certo?

Ou, se preferir, os dois: Mohamed e os jogadores são culpados pelo rendimento aquém do desejado?

Turco Mohamed é apresentado pelo Atlético-MG: "o maior desafio da carreira" - 25/01/2022 - UOL Esporte

Imagem: crédito de Pedro Souza/Atlético-MG

– Manhã de beleza.

A beleza do Lago do Taboão, em Bragança Paulista, nesta 5ª feira cedo, retratada nessa imagem.

Por aqui, a natureza caprichou nas suas poses. Olhe o sol em meio a água:

Imagem

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#amanhecer #morning #sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #landscapes #inspiração #mobgrafia #XôStress #nuvens #clouds

– Entre tranças.

Literalmente, o sol foi enquadrado por aqui.

E como está bonito! Veja só:

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#amanhecer #morning #sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #landscapes #inspiração #mobgrafia #XôStress #janela #windows #manhã

– Pitacos da manhã/ madrugada, parte 4: Tenho um Stalker! Bem azedinho…

Puxa, recebi por um amigo as publicações de “indiretas” de um “stalkeador”. Que chique!

Ao mesmo tempo… que pena. É de um menino que se perdeu na personagem criada. Mesmo aconselhado, insistiu em ser amargo, teimoso e autossuficiente, criticando outrora quem lhe quer bem..

Paciência. Não o sigo nas redes sociais e não me interessa o que faz, afinal, eram publicações e comentários tóxicos demais. Mas me entristece saber que “tá malvadinho” nos seus posts. Mesmo assim, obrigado pela audiência e seja feliz!

Sabe qual o medo? Minha vó dizia que “homem que gruda noutro homem vira lobisomem” rsrs… Aliás, se o cara não curte, por quê seguir ou stalkear?

Que estranho fetiche.

– Pitacos da manhã/ madrugada, parte 3: É sério, Paulista?

Rapaz… o Galo da Terra da Uva, no ano passado, perdeu no Profissional para o modesto e novato Colorado Caieiras.

Ontem, o Sub 20 perdeu no Campeonato Paulista da sua categoria para o… Ibrachina!

Saudade dos tempos que enfrentava os grandes da Capital e fazia bonito. O problema é: sem dinheiro, sem competência e sem horizonte, nada se faz!

Triste realidade: hoje, fadado a se licenciar. Tomara que isso mude e alguém apareça.

– Pitacos da manhã/ madrugada, parte 1: Parabéns, times cearenses!

Que legal! Fortaleza vence no Chile e se classifica para a 2ª fase da Libertadores da América; Ceará vence na Argentina e se classifica para a 2ª fase da Copa Sul-americana!

É muito bom ver o futebol do Nordeste vivo em competições internacionais. Depois do apogeu com o Sport, anos atrás, enfim duas equipes que não estão sendo “io-iô” em divisões nacionais e mostrando competência (dentro e fora de campo).