– Fracasso do Red Bull Bragantino? Mas quem te disse isso?

Se você ler ou ouvir alguém taxar o termo “fracasso” do Red Bull Bragantino, desconfie. Você pode avaliar da forma que for, mas “não permitir a discussão” ou “dar a entender o contrário” somente para caçar cliques, é bobagem de quem não entende nada.

Primeiramente, um projeto empresarial envolve muita coisa: marketing, dinheiro, retorno de imagem, solidificação de uma marca, entre outros.

A Parmalat, por exemplo, conseguiu o que queria quando entrou no mercado brasileiro co-gerindo o Palmeiras: divulgar sua marca (por incrível que pareça, a palavra Parmalat era lembrada no país como  sinônimo de “óleo lubrificante”, em pesquisa da própria empresa, pois não vendia produtos lácteos no Brasil e patrocinava a Fórmula 1 – em especial, Nelson Piquet). Ganhar títulos foi consequência da união entre os parceiros.

A própria Parmalat ganhou mercado com sua subsidiária Etti, concorrendo (e vencendo) a Cica, líder no seu segmento, fazendo maciça divulgação ao se tornar gestora do Paulista FC (criando o Etti Jundiaí). O projeto de marketing foi um sucesso, além de alavancar o time (que não foi para a série A do Brasileirão, nem venceu a Libertadores, mas ressuscitou o clube e serviu ao que a empresa queria).

Diante dos objetivos empresariais, por quê o projeto Red Bull Bragantino, segundo alguns, é um fracasso? Para ter o nome da empresa falado e divulgado à exaustão nos grandes meios de imprensa, quanto gastaria? Ficou mais barato (e inteligente) adquirir um time. A marca só solidificou-se no mercado que está inserida.

Pessoas fora do mundo do marketing (do torcedor comum ao “jornalista” que torce contra), questionarão: e os títulos?

Mas quem disse que o objetivo de um projeto empresarial é o título? Reforço: valorização da imagem, busca de mercado, lucro e até mesmo, se for o caso, título!

Tanto Manchester City quanto PSG não venceram a Liga dos Campões. Guardiola fracassou? Os mecenas endinheirados são fracassados?

O Bragantino corria risco de cair para a série C do Brasileirão. Subiu. Solidificou-se no ano seguinte na Série A. Em seguida foi vice-campeão da Copa Sul-americana. Neste ano disputou a Libertadores da América.

Fracasso?

Pois, é, caro jornalista que está escrevendo de longe… fracasso é quando você não atinge o objetivo desejado. E você sabe qual é ele?

Eu estou morando em Bragança Paulista. Vejo e converso com as pessoas do futebol daqui, e apesar da frustração de não se classificar para a outra fase (e ficar de fora da Sul-americana), o orgulho ao time continua. Não tem gente xingando, não tem gritos de “Fora, Thiago Scuro”, não tem essa de “time do energético ou time da linguiça”. Tem gente orgulhosa, pois o que tem sido feito, em pouco tempo, é muito bom.

Antes que um “lindão” qualquer possa reclamar achando que a postagem é para ele, me refiro ao jornalista Menon, cujo título de sua coluna foi mais torcedor do que profissional.

Aliás, sobre projeto de marketing, fan fest e outras coisas, a fim de conhecimento, escrevi aqui: https://professorrafaelporcari.com/2022/05/14/isso-e-marketing-red-bull-bragantino-na-expoagro-e-outras-acoes/

Sobre o público presente, aqui: https://professorrafaelporcari.com/2022/05/18/os-numeros-de-torcedores-nunca-devem-ser-analisados-friamente/

Por fim, algo que não se comenta, mas é fundamental: o número de torcedores jovens (de crianças a adolescentes, meninos e meninas) que vão ao estádio, e a simpatia desse futuro público consumidor-torcedor (pois no futebol-business, é assim que deve se tratar o cliente) ao time de futebol e aos produtos que a empresa vende. Essa é a maior conquista.

Lembra que falamos de objetivos?

Um comentário sobre “– Fracasso do Red Bull Bragantino? Mas quem te disse isso?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.