– Será? As competência do futuro para os líderes.

Essas serão as competências dos líderes no futuro?

Estarão entre as muitas, seguramente. Somente elas, óbvio que não. Abaixo:

– Rogério Ceni na entrevista pós-jogo e a proposta de Beretta para as coletivas dos árbitros!

Escuto a entrevista do treinador Rogério Ceni após a vitória do Flamengo sobre o Palmeiras. E ele pediu algo exatamente idêntico o que a Itália discutiu em 2007: coletiva de árbitros. Abaixo:

Nesta semana, repercutiu por várias mídias a declaração de um atleta italiano sobre arbitragem.

Samuele Beretta, jogador da Internazionale de Milão, propôs algo diferente para fiscalizar a idoneidade dos árbitros: obrigá-los a dar entrevistas coletivas pós-jogo. Segundo ele,

“os árbitros não podem ser questionados pela honestidade, mas ao menos que justifiquem suas marcações publicamente e tenham oportunidade de dizer ‘eu errei’ para todos“.

A ideia é polêmica.

Na prática, vários problemas: Daria tempo dos árbitros reverem os lances para falarem sobre eles? Lances interpretativos poderiam gerar discussões ainda maiores? Os árbitros que assumissem publicamente que erraram seriam boicotados por outros clubes, que não se sentiriam seguros em suas escalas? Ou aqueles que sustentassem determinadas marcações errôneas poderiam ser taxados de mentirosos ou colocados em suspensão?

Por outro lado, daria mais transparência aos olhos do público; possíveis desentendimentos de marcações seriam ali solucionados; aprender-se-ia, por parte dos leigos, mais sobre Regra de Jogo.

No fiel da balança, qual sua opinião sobre essa proposta?

Até a acho interessante. Gosto de transparência. Mas a aplicabilidade dela é algo a se pensar.

Resultado de imagem para Microfone

– 4 Vezes Hélio Castroneves!

Que emocionante a 500 milhas de Indianápolis! Mais ainda com a vitória do brasileiro Hélio Castroneves (conquistando seu tetracampeonato).

O decorrer da corrida aqui: https://motorsport.uol.com.br/indycar/news/helio-castroneves-da-show-no-fim-e-faz-historia-ao-vencer-500-milhas-de-indianapolis-pela-quarta-vez/6518561/

O único problema da Fórmula Indy é que a prova é cansativa… para o telespectador comum, como eu, “valem as voltas finais”. Mas, lógico, para os aficcionados, ela é sensacional da primeira volta até a bandeirada.

O que falar de alguém que ganha 4 vezes a mais emblemática prova de automobilismo do mundo? Sem contar com a capacidade dos EUA de realizarem grandes eventoscom muito público, pois ela estão vacinados!

Hélio Castroneves dá show no fim e faz história ao vencer 500 Milhas de Indianápolis pela quarta vez

– A pureza de uma descoberta.

A alegria da minha “Menina-Maravilha” ao achar uma foto antiga minha, uniformizado de juiz (das antigas)!

Bons tempos de arbitragem de futebol… saudade de um tempo que não volta mais. Enquanto isso, as outras searas urgem atualizações e o mais importante: o sorriso de quem está entendendo as fases da vida…

Imagem

– Blue and Orange.

Há 4 anos, uma alvorada magnífica em Jundiaí registrada nesta foto.

O laranja combina demais com o azul do céu, não?

Esse clique ficou muito bom (por conta da paisagem generosa que a natureza nos deu).

Imagem

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Cansei de Política – e de fanático por ela.

Quando vejo as manifestações pró e contra Governo, ou quando leio os motivos de defesa e de ataque, me assunto com a dualidade: para uns, é santo imaculado; para outros, é pecador endemoniado.

O pior é que vejo bolsonaristas e lulistas usando argumentos forçados. Ora, todos tiveram seus erros (Bolsonaro, na péssima condução da pandemia; Lula, na corrupção a níveis nunca vistos). E tiveram algumas virtudes, que não conseguem se sobressair aos seus defeitos.

Aí, quando o fanático mais exaltado lê, vai dizer que “Bolsonaro financiou pesquisas e comprou vacinas” (como se não tivesse tido um discurso negacionista por tempos), ou que “Lula deu emprego, renda e pujança econômica” (como se não fosse um “castelo de cartas” que desabou na primeira crise, somado ao Mensalão e Petrolão).

Dória, Ciro, Amoêdo, Marina… nenhum dos candidatos (ou pré-candidatos) me transmitem seriedade, competência e honestidade.

Cansa.

Eleições 2018: 5 razões pelas quais é tão difícil renovar a política  brasileira | Asmetro-SN

– Celebrando a Santíssima Trindade

Hoje é dia de júbilo aos católicos. Celebra-se a Festa da Santíssima Trindade, sempre no domingo posterior ao Pentecostes.

O catecismo da Igreja explica: Deus é Uno e Trino – um só Deus em essência, mas três em pessoas, que se manifesta no Pai Criador, que ama tanto o mundo que nos enviou seu Filho Salvador, cujo amor ilimitado gera o Espírito Santo paráclito!

Portanto, adoremos a Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo (Santíssima Trindade) hoje e sempre.

702591AD-0A26-49A2-A808-48F2BB95935B

– São Paulo 0x0 Fluminense e a prova de que vale a pena estudar a Regra do Futebol.

Dois veteranos no protagonismo: Nenê (FLU) e Miranda (SPFC). O primeiro vai cobrar um pênalti para a sua equipe e o segundo, inteligentemente, se posiciona à frente do batedor que vai cobrar o tiro penal e está fora da área (e de maneira legal). Um lance didático e interessante!

Alguém explicou a regra para os atletas do São Paulo (e por isso defendo: equipes profissionais devem ter ex-árbitros em suas comissões técnicas, ensinando regras do jogo para as categorias de base e dando dicas para os profissionais). A meia-lua só serve para mostrar a distância  dos 9,15m que os atletas devem ter do ponto penal na cobrança de pênalti.

Se o cobrador sair da meia lua e estiver a uma distância maior, não há problema que alguém fique posicionado à frente dele, pois a regra está sendo cumprida. Miranda fez isso. Parabéns!

A pergunta é: precisa-se correr 10 metros para chutar um pênalti?

Verifique: os atletas são-paulino ficaram em arco, à beira da meia-lua, bem posicionados. Ninguém faz isso.

– Sol dominical.

Um domingo que amanheceu com céu róseo, mas que depois ficou nublado, e que enfim virou um sol muito bonito.

Vamos aproveitá-lo em família?

Imagem

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#sun #natureza #inspiração #fotografia #mobgraphia #landscapes #nuvens

– Vale a pena investir numa boa esteira.

Depois da ótima corrida da manhã, uma forte caminhada com “balanga-bunda” na esteira, revezando forte inclinação.

Confesso: eu gostava da minha Athletic, mas depois que conheci essa Bonnavita profissional… uau!

Pratique esportesfaz bem para o corpo, para a mente e para a alma.

– Qual o estilo de vida que você leva?

Cada vez mais admiro o Papa Francisco. Sobre “materialismo e cotidiano”, disse via Twitter:

Um estilo de vida sóbrio é bom para nós e permite-nos uma melhor partilha com os necessitados.

Curto e grosso! Para quê queremos coisas tão caras e desnecessárias se há irmãos que nada tem?

papa-fancisco-1.jpg

– Bom dia, domingo cor-de-rosa!

👊🏻 Olá amigos!
Tudo pronto para suar mais uma vez em busca de #saúde.
Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária #endorfina?
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #adidas #asics #nike #training #corrida #sport #esporte #running
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #NossaSenhoraDesatadoraDosNós, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #DesatadoraDosNós #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da #natureza.
Hoje, com o #AmorPerfeito amarelo.
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅 Desperte, #BragançaPaulista, com o lindo #céu róseo.
Que o #domingo possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #rosa #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Uma vitória pessoal!

Há 5 anos, tive um problema de saúde que me atrapalhou muito (cessado em 30/05/2020).

Tanto no campo profissional quanto o pessoal, ocorreram prejuizos em decorrência dele. Não prejudiquei direta ou indiretamente ninguém por causa disso, mas sacrifiquei por algum tempo meus familiares – que sempre estiveram ao meu lado e me ajudaram em tudo.

No 3o ano, já no desmame das medicações, tudo parecia melhor. Porém, um baque que sofri quando estava muito próximo da liberação (uma situação de trabalho onde existou uma questão deselegante) me ocasionou um revés, afinal, a cura não era terminada! Voltei às doses maiores e, enfim, depois de um período contínuo de diminuição delas (com espaçamento atingindo até mesmo uma semana entre os remédios), ufa, fim de tratamento! Corpo, alma e mente em harmonia, enfim.

Nada de alardear: não tem envolvimento de dependência química / psíquica ou qualquer outra moléstia contagiosa ou comprometedora à honra. “Apenas” um problema que passou (“apenas”, entre aspas, pois quando você está no olho do furacão, tem a noção exata da coisa).

Obrigado, Deus, pela vida. Obrigado, família. Obrigado, médicos!

E vida que segue!