– Use Máscaras (igual ao Hulk).

Se o Incrível Hulk usa máscaras para se proteger da COVID, por quê nós ficamos resistentes em usá-las?

Olhe só: 

– Bruno Covas, prefeito de SP, em estado grave.

Parece que o prefeito paulistano Bruno Covas está perdendo a luta contra o câncer. Seu último boletim médico disse que o estado atual é “irreversível”.

Você pode ter divergências políticas com ele, mas a dor do momento não lhe permite desumanidades.

Que os familiares e amigos estejam preparados.

– Para vencer, é preciso saber aonde deseja chegar

Seja uma pessoa otimista e determinada. Só consegue chegar a causa final, quem tem foco e perseverança. Mais ainda, um sorriso no rosto. É inegável …

Continua no link, com as devidas citações em:

Para vencer é preciso saber, aonde deseja chegar

– Por onde a paisagem nos levará?

A entusiasmante paisagem da Rodovia dos Bandeirantes, sentido Campinas-SP, vista pelo retrovisor.

Para onde iremos? De onde voltamos? Não sei. Mas sabemos que é para um bonito destino!

Vamos agir sempre com tal propósito nas nossas condutas pessoais… evidentemente, com o sentido de “beleza” no termo de correção e lisura.

– A campanha portuguesa para higiene das axilas.

Antes da parada da pandemia de Covid-19, a cidade de Lisboa estava fazendo uma campanha bem-humorada para combater o mau cheiro das axilas no metrô público!

Veja só que iniciativa diferente (e bacana):

Extraído de: https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2019/11/campanha-sovaquitos-usa-bom-humor-para-incentivar-higiene-de-usuarios-do-metro-de-lisboa.shtml

CAMPANHA “SOVAQUITOS” USA BOM HUMOR PARA INCENTIVAR HIGUENE DE USUÁRIOS DO METRÔ DE LISBOA

Por Giuliana Miranda

Uma série de animações engraçadinhas, protagonizada por quatro sovacos coloridos e rebolativos, é a nova estratégia publicitária para conscientizar a população sobre a importância dos hábitos de higiene no transporte público de Lisboa.

Com cerca de 160 milhões de passageiros por ano, o metrô da capital portuguesa é muitas vezes criticado por um certo cheirinho persistente entre os usuários —especialmente nos meses mais frios.

A ação, batizada sugestivamente de “Os Sovaquitos”, usa o bom humor como estratégia para chamar a atenção para o impacto do mau cheiro nas axilas durante as viagens.

Com o slogan “por viagens mais agradáveis, cuide dos seus Sovaquitos”, o material publicitário apresenta os bonecos e convida os usuários a visitarem o perfil dos sovacos numa rede social.

Feita pela agência portuguesa Lola Normajean, a campanha tem três brasileiros na ficha técnica.

“Aqui ainda é um problema muito delicado falar que as pessoas estão cheirando mal. Em alguns lugares do mundo, não é, mas em Portugal, assim como no Brasil, esta ainda é uma questão”, avalia o publicitário Sérgio Lobo, diretor de criação. “As nossas culturas ainda tornam isso um pouco mais indelicado.”

Brasileiro radicado em Portugal há pouco mais de dois anos, Sérgio diz que a irreverência foi a aposta para driblar o tabu em torno do tema. “Nós buscamos uma forma de falar isso de um jeito mais delicado, que não agredisse ninguém”, completa.

Apesar de focar os usuários do metrô de Lisboa, a campanha não foi encomendada pela companhia metroviária.

O trabalho é resultado de um desafio feito pela empresa MOP (Multimedia Outdoors de Portugal) para que agências do país criassem propostas inovadoras para outdoors, uma das plataformas mais antigas de publicidade.

Lançada há menos de duas semanas, a campanha tem repercutido entre os usuários, e muitos usam as redes sociais para pedir que a iniciativa educacional seja estendida a outras cidades e aos demais meios de transportes.

“Já temos quatro empresas interessadas em se associar à marca dos Sovaquitos e ajudar a espalhar a mensagem. Há desde marca de higiene pessoal até clínica de tratamento para doenças que causem excesso de suor e mau cheiro”, diz Rodrigo Silva Gomes, CEO da Lola Normajean.

De passagem pelo metrô de Lisboa, a turista paulistana Flávia Dutra, 42, aprovou a iniciativa.

“Acho ótimo. Deviam inclusive levar para outros países da Europa, onde nesta época fria tem muita gente que parece fugir do banho”, diverte-se. “Passei antes por Paris e Londres e foi uma das primeiras coisas que notei.”

Já o estudante de engenharia João Campos, 19, que usa o metrô de Lisboa diariamente, diz que não vê tanta necessidade em enfatizar o uso de desodorantes.

“Não acho ruim, mas creio que há problemas mais urgentes na cidade, como a demora excessiva e a superlotação dos transportes”, diz.

Os personagens da campanha Sovaquitos, criada para orientar usuários do metrô de Lisboa

– Sobre o complicado jogo de domingo no Canindé…

Só agora eu tive tempo de escrever: assistiram à desastrosa arbitragem de João Vitor Gobbi no Portuguesa 0x1 Red Bull Brasil?

Puxa, que pena. Eu elogiei várias vezes as atuações desse jovem árbitro, em todas as vezes nas quais eu o vi atuar. Tem enorme potencial! Mas, pelo pouco que pude ver no jogo citado, me assustou pelos erros capitais.

Torço para que tenha sido uma noite infeliz do árbitro, que não o conheço fora do mundo do apito, e que recupere o bom desempenho de outrora.

Compartilho uma matéria sobre essa partida, do Blog do Paulinho, onde há um link para a análise mais apurada do ex-árbitro Euclydes Zamperetti Fiori em seu espaço. Aqui: https://blogdopaulinho.com.br/2021/05/11/lusa-foi-assaltada-no-caninde/

– QIs individuas somados são maiores que “QIs coletivos”?

Sabe aquela história de que “muitas cabeças pensam melhor do que uma”, ou “há gente que produz mais individualmente trabalhando do que em grupo”?

Pois é: Pesquisa realizada no importantíssimo MIT conclui: “A soma da inteligência de várias pessoas inteligentes é menor do que a inteligência somada de pessoas inteligentes em grupo”.

Trocando em miúdos: Pessoas inteligentes em grupo tem QI somado maior do que se trabalhassem em separado.

Extraído de: http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/0,,EMI230003-16366,00-QUANDO+A+SOMA+PODE+DAR+MAIS+QUE.html

QUANDO A SOMA 1 + 1 PODE DAR MAIS QUE 2

Por Robson Viturino com Lelivaldo Marques Filho

Sabe aquele gerente circunspecto que sempre dá um jeito de concluir seus projetos sozinho, se possível num cubículo bem longe dos colegas? Pois então, a não ser que ele tenha o gênio criativo de um Picasso ou o QI de um Einstein, é melhor atraí-lo para mais perto do seu time. Uma pesquisa conduzida por professores das universidades americanas MIT, Carnegie Mellon e Union College concluiu que a inteligência coletiva pode ser maior do que a soma simples das partes – o que afeta diretamente as empresas. Eles verificaram que os grupos, como os indivíduos, têm níveis característicos de inteligência que podem ser medidos e usados para prever a performance de um time. “Nossa hipótese foi confirmada”, diz Thomas W. Malone, professor do MIT que é coautor do estudo e é conhecido por livros de administração como O Futuro dos Empregos. “Há uma inteligência coletiva que aparece no desempenho da equipe em várias situações.”
A pesquisa também mostrou que a atuação das equipes em que havia uma pessoa dominando os trabalhos era menos inteligente do que a produção dos grupos que atuavam de forma mais democrática. Pelos cálculos dos pesquisadores, houve uma variação de até 40% no resultado das tarefas por causa da inteligência coletiva. Os testes envolveram 699 pessoas, organizadas em grupos de dois a cinco indivíduos. Eles solucionaram quebra-cabeças visuais, fizeram brainstorming e negociações.
O sucesso da inteligência coletiva, segundo os pesquisadores, depende da qualidade da interação entre os membros de um time. Por exemplo: nos grupos formados por integrantes com um nível elevado de “sensibilidade social”, geralmente foram obtidos bons resultados no trabalho conjunto. “A sensibilidade social tem a ver com a percepção que os membros do grupo têm das emoções do outro”, diz Christopher Chabris, coautor do estudo.
Outro fato revelador diz respeito à atuação das mulheres nas atividades coletivas. Segundo a pesquisa, a sensibilidade social mostrou-se maior nas turmas formadas principalmente por figuras femininas. Em consequência disso, essas equipes apresentaram melhor desempenho em relação aos times em que os homens preponderavam – o que pode ser mais um indício de que, de fato, este será o século delas. “Não desenhamos o estudo com foco no efeito de gênero. Foi uma surpresa para nós”, diz Malone.
E para quem ainda acredita que o fator determinante para o bom desempenho pode ser aquele indivíduo brilhante, mas isolado do grupo, os pesquisadores dão uma última má notícia: os dados de inteligência média ou máxima dos membros não permitiram prever o resultado da equipe.

bomba.jpg

– Millôr sobre as diferenças de lado!

Millôr Fernandes, em 04 de Agosto de 2018, ao Pedro Bial em seu programa na Rede Globo:

A diferença fundamental entre Direita e Esquerda é que a Direita acredita cegamente em tudo que lhe ensinaram, e a Esquerda acredita cegamente em tudo que ensina”.

Não discuto. Concordo plenamente, com o acréscimo / correção como “Extrema Direita e Extrema Esquerda”.

Resultado de imagem para direita ou esquerda

– Panorâmica!

Como ainda o horizonte está escuro e feio, vale um registro de um dia mais inspirador!

Que tal a panorâmica abaixo, com o fundo voltado para a cidade de Itupeva?

Viva a natureza e sua beleza!

img_2704

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Análise Pré-Jogo da Arbitragem para São Paulo x Ferroviária e Red Bull Bragantino x Palmeiras.

Dois jogos complementam as Quartas-de-Final do Campeonato Paulista nesta 6a feira. E quem serão os árbitros e o que esperar deles?

1- Em São Paulo, no Morumbi: São Paulo x Ferroviária: Salim Fende Chavez.
Salim foi um dos árbitros que mais andou evoluindo nos últimos anos (embora, precisa evoluir ainda mais). Nas séries inferiores, sempre esteve muito “verde” dentro de campo, foi ganhando experiência e “aprendendo a apitar” em meio às escalas de jogos profissionais. Hoje, é um árbitro seguramente muito melhor do que há 3 anos – mas tomara que não tenha chegado ao seu limite técnico.

2- Em Bragança Paulista, no Nabizão: Red Bull Bragantino x Palmeiras: Raphael Claus (com Edina Alves Batista como 4ª árbitra).
Nem em Campeonato Brasileiro temos visto Árbitro e seu Reserva pertencendo ao quadro da FIFA, mas veremos hoje no Interior. E isso aqui nos dá muitas observações (já que os dois escalados são concorrentes à uma vaga na Copa do Mundo do Catar 2022):

A – O jogo ganhou status de “clássico”, já que é a arbitragem mais qualificada da rodada e os times são extremamente respeitados pelo futebol jogado e nível de investimento..

B – Edina volta a ser escalada após um tempo “descansando”, depois da situação complicada em que se envolveu em Internacional 0x2 Red Bull Bragantino(vide aqui: https://wp.me/p4RTuC-uCc).

C – Abel Ferreira, que tem reclamado bastante dos árbitros, não poderá nem pensar em questionar os critérios da escala, já que todos são da elite neste jogo (aliás, perceberam que depois que o treinador do Palmeiras reclamou da tabela do Paulistão, somente árbitros FIFA foram escalados?).

Desejo bons jogos e grande arbitragem a todos.

– Ser testemunho de esperança nesses tempos difíceis de fé “testada”.

Nossa fé está sendo “testada”? Nada disso. Deus não nos dá um fardo maior do que possamos carregar!

Vejo pessoas desesperançosas por conta da Covid-19. Gente que até perdeu a fé!

Calma. Deus não nos abandona, é Ele quem está nos sustentando. E para nos alertar da necessidade de levarmos às pessoas desiludidas que não podemos desistir da nossa crença nem da nossa esperança, compartilho o importante lembrete abaixo (Extraído da publicação do Professor Felipe Aquino em seu Twitter):

“Em defesa da fé, através de todo o mundo, homens e mulheres, meninos de tenra idade e moças na flor da juventude combateram até ao derramamento do sangue. Esta fé expulsou os demônios, afastou as doenças, ressuscitou os mortos.”

(São Leão Magno, papa e doutor da Igreja.)

Não é perfeito tal alerta? O problema é que nosso tempo e nossa ansiedade nos atrapalham. Devemos ser resilientes nesse difícil instante que o planeta vive.

50D3956F-EEA2-44D0-87AD-2F16A89D9A73

– E acabaram as 2as doses da Coronavac, por enquanto…

Que pepino! Mais de 70 cidades suspenderam a 2a dose da vacinação contra a Covid por falta de vacinas Coronavac. O Butantan (que é o fabricante no Brasil) não consegue produzir novos lotes (pois precisa de insumos, que vêm da China e estão escassos devido à demanda), e não há muito o que fazer.

A questão é: deveria-se dar menos “1as doses” e guardar as “2as doses” para os já vacinados (e assim não perder a primeira vacinação de quem tomou, pois existe o risco) ou não?

Claro, com planejamento, planos A e B, tudo seria melhor. Mas quem pode responder isso é a comunidade científica. Mas algo importante: “brigar com os chineses”, que são os produtores dos insumos, é dar “tiro no pé”.

Butantan entrega mais 1 milhão de doses de vacina contra covid-19 | Poder360

– Ninguém se Preocupa com a Preservação dos Animais Feios?

Assunto interessante e delicado: inúmeras ONGs protegem animais considerados “bonitos”, mas poucas cuidam de espécies consideradas “feias”.

Alguém já viu entidade de defesa do Sapo Roxo, do Blobfish, ou do Macaco Proboscis?

Compartilho a matéria, extraída da Revista Isto É, ed 2211, pg 85-86

SALVEM OS FEIOS

Enquanto sobram ONGs e governos dispostos a proteger pandas, golfinhos e tigres, animais com problemas de aparência rumam para a extinção em vários pontos do planeta

Larissa Veloso

Em decorrência da ação humana, para que uma espécie sobreviva hoje, não basta mais ser a mais rápida, ter venenos letais ou montar o melhor esconderijo. Na nova lei da selva, e preciso também ter boa aparência. Bichos fofinhos como o urso polar, imponentes como os tigres ou graciosos como os golfinhos são os queridinhos de entidades ambientais, governos e publicitários. Enquanto isso, espécies como o blobfish não estão nem sequer no banco de dados da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), que classifica os animais de acordo com o grau de vulnerabilidade.

Os pesquisadores da associação britânica Evolutionarily Distinct and Globally Endangered (Edge), que protege as espécies mais, digamos, diferenciadas do planeta, sabem bem como os feios são desprezados. “Temos uma lista com 100 anfíbios que evoluíram de uma maneira singular. Destes, 85 recebem pouca ou nenhuma atenção”, diz a gerente de projetos da Edge, Carly Waterman. Por outro lado, não receber atenção seria uma bênção para o primata aye-aye. Seu visual é tão desfavorável que é caçado pelos habitantes da ilha de Madagascar, que acreditam se tratar de animal diabólico.

Alguns importantes papéis no ambiente são desempenhados por animais que não são atraentes. “Muitas espécies marinhas, por exemplo, não são consideradas bonitas, mas várias contêm substâncias com potencial valor industrial e medicinal”, disse à ISTOÉ Ernest Small, pesquisador do Ministério da Agricultura do Canadá e autor do artigo “A Nova Arca de Noé: Apenas Espécies Úteis e Belas”.

A evolução humana explica em parte nossa preferência por alguns bichos. Uma das estratégias evolutivas que desenvolvemos por milênios é o sentimento de afeição por bebês humanos, que resultou em maior proteção. Essa característica acabou se estendendo aos animais, e o resultado foi a vontade de defender aqueles que lembram nossos bebês, beneficiando principalmente os mamíferos. Mas, para preservar algumas espécies, precisamos controlar os efeitos dessa herança. Apesar de não ficarem bem como bichinhos de pelúcia, animais como o dragão de Komodo e o sapo roxo são importantes para o equilíbrio ambiental. Quanto mais desses bichos desaparecerem, maiores as chances de humanos, pandas e golfinhos ficarem sem ecossistema.

maxresdefault

Acima, um Blobfish

– A triste coincidência entre Política e Futebol no Brasil… cadê os honestos e competentes?

Fato: com dor, vejo que o Futebol está como a Política: não há um nome sequer que possa trazer união entre os pares / diferentes, mostrar honestidade e competência para dar credibilidade à coisa…

Diga: qual pessoa contempla, hoje, essas virtudes: congregar a todos, fazer a coisa certa e mostrar ética / lisura nos atos?

Responda pensando na Presidência da República e na Presidência da CBF e constate: a primeira, muito maior que a segunda, coincide na ausência de alternativas…

Discussões à parte: hipoteticamente, saindo Caboclo devido ao seu imbrolho (vide aqui: https://wp.me/p4RTuC-uPa), entraria o vice mais velho, o Cel Nunes. Mas qual cartola do mundo do futebol poderia ser um bom nome para presidir a Confederação Brasileira de Futebol?

– Como a Fotografia é um Lazer bacana!

Achar o momento exato do “bom clique” é algo difícil. Às vezes, a gente consegue com mais facilidade…

Aqui, um retrato bacana de Jundiaí, dias atrás, numa alvorada bem colorida!

Registrar a beleza da natureza nos envaidece e relaxa…

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Bom dia, 6a feira.

👊🏻 Olá amigos. Que #frio!
Hoje vamos correr com #agasalho – faz tempo que ele não era necessário…
S’imbora suar a fim de produzir e curtir a tão necessária #endorfina?
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #asics #adidas #calça #training #corrida #sport #esporte #running
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #NossaSenhoraDoEquilíbrio, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #Equilíbrio #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da #natureza.
Hoje, com #roseiras!
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅 Desperte, #BragançaPaulista.
Que a #SextaFeira (bem gelada) possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia #clouds #nuvens
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby