– Racing 0x0 São Paulo. Que fase, Crespo!

Quando a fase é boa, tudo dá certo.

O São Paulo FC é líder do Paulistão, líder do seu grupo na Libertadores e está a 10 jogos invictos (8 vitórias e 2 empates). Crespo, que eu não botava fé pelo desempenho nos outros times e a falta de experiência como técnico (apesar de ter sido excepcional jogador e da conquista da Sul-americana), me surpreende.

Mesmo quando nada dá certo como hoje, onde o Racing foi melhor e o Tricolor teve lesões e outras complicações, o time não perde. E aquela instabilidade emocional dos tempos de Fernando Diniz parece ter acabado.

Vamos ver se continua assim!

– Obesidade já supera a Fome em causas de Morte no Mundo.

Uma pesquisa chamada “Peso Global das Doenças”, com 500 cientistas, sendo que 300 importantes instituições participaram (em 187 países), resultou no maior estudo de saúde mundial de todos os tempos. E nela, constatou-se que morrem mais pessoas por excesso de peso do que de fome.

Não que o problema da fome no mundo tenha sido resolvido; mas sim que o da obesidade tem se agravado.

A maior causa de morte hoje, segundo a obra, é a pressão alta, seguida pelo tabagismo, alcoolismo, poluição, obesidade e subnutrição!

Quer traduzir as causas acima para outros nomes? Nervosismo, Cigarro, Bebida Alcoólica, Poluição, Excesso de Gordura e Fome!

Vale a pena se prevenir e/ou ajudar a que está envolvido nessas situações.

bomba.jpg

– Leveza.

O entardecer muito bonito em Bragança Paulista. Quem quer andar de patinete?

Aqui, a vida pode ser levada com mais leveza (ao lado das crianças).

🛴🍃📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#natureza #paisagem #inspiração #sol 

– Rebeldia e Adolescência.

Por quê a adolescência tem que vir acompanhada de rebeldia?

Nesta fase da vida, a explosão de hormônios pode dizer muita coisa… mas outros fatores também!

Extraído de: https://ilpensierononlineare.com/2021/04/27/ribellione-e-adolescenza/

RIBELLIONE E ADOLESCENZA

por ilpensierononlineare

“Ogni atto di ribellione esprime nostalgia per l’innocenza e una richiesta all’essenza dell’essere.” (Albert Camus)

Un atto di ribellione è movimento, è azione. Un agito che inconsciamente diminuisce una tensione interna, una costrizione intollerabile. Per dirla alla Fenichel, questo agito comporta “una scarica parziale degli impulsi tenuti a freno”. Con la ribellione avviene una scarica di quegli impulsi, attraverso un agito (trasgredire le regole, ad esempio), che erano in qualche modo rimossi e “compressi”.

La ribellione è una delle caratteristiche dell’adolescenza. Fa parte dello sviluppo psichico ed emotivo dell’adolescente e ne scolpisce la personalità; è uno degli ingredienti essenziali per la formazione dell’individuo maturo.

“Finisce bene quel che comincia male” (dott. Gennaro Rinaldi)

– Crendo em Adão e Eva literalmente. Mas ainda?

Sabe-se que o livro do Gênesis, em seu princípio,fala sobre a criação do universo pelo Pai. Deus é contado em uma forma novelística, romântica e simples, para mostrar às gerações que Ele é o autor da vida e Senhor de todas as coisas.

Nesta história de amor, a humanidade é representada por Adão e Eva, mostrando como o pecado corrompeu as pessoas. Entretanto, há ainda aqueles que não conseguem aceitar que o homem e a mulher criados pelo barro e com o sopro divino são uma expressão poética. Neste rol de fiéis estão radicais fanáticos que se apegam literalmente ao texto da Sagrada Escritura e outras pessoas de fé mais simplória. Na outra ponta, muitas vezes composta por incrédulos e ateus, há aqueles que entendem o Gênesis como uma fábula inadmissível, onde não compreendem (ou não aceitam) que a Criação e as criaturas são obras da existência de Deus, independente dos personagens moldados da Bíblia e ali simbolizados para entendimento e catequese mais pura..

A questão é: Adão e Eva são amados e odiados por várias pessoas nos dias atuais, e um renomado professor de Harvard faz sucesso mundo afora tentando explicar a rixa entre evolucionistas e criacionistas.

Abaixo, extraído de: https://istoe.com.br/adao-e-eva-do-paraiso-ao-inferno/

ADÃO E EVA, DO PARAÍSO AO INFERNO

Professor de Harvard, Stephen Greenblatt conta por que a parábola do pecado original caiu em desgraça após dois milênios, ainda que milhões de pessoas nela acreditem

A história de Adão e Eva parece ter caído em desuso em um tempo que o debate sobre os gêneros abalou a dicotomia tradicional dos sexos. Há quem diga que o casal do Gênesis vive até hoje um exílio iniciado em 1859, quando o naturalista britânico Charles Darwin refutou o criacionismo ao publicar “A Origem das Espécies”, obra que demonstra que a evolução dos seres vivos se deu por seleção natural, e que o homem dominou os outros animais não por ter sido feito à imagem de Deus, mas porque usou da inteligência para resolver suas necessidades. Mesmo após a ciência ter condenado ao inferno a parábola do pecado original, ela continua a ser seguida e admirada por milhões de pessoas. O que explica a admiração tanto de devotos como de descrentes?

O escritor Stephen Greenblatt, de 74 anos, professor da Universidade Harvard, investiga as razões de sua eficácia milenar no livro “Ascensão e Queda de Adão e Eva”, de 2017, lançado agora pela Companhia das Letras. Fascinado pela fábula adâmica, mesmo dizendo ser um cético de formação judaica, o autor questiona como uma história que ocupa uma página e meia do Gênesis ainda se impõe. E se adianta em fornecer a resposta: a aventura da transgressão de Eva e Adão e sua expulsão do Jardim do Éden se esquiva das elaborações mentais complexas. “Tudo o que ela gerou parece ter recorrido a uma energia original inesgotável”, afirma. “Como se o seu âmago fosse radioativo.”

A SERPENTE

Greenblatt levanta a genealogia da lenda, descreve os períodos em que ela gozou de alta reputação e os em que foi duramente criticada, além de analisar sua repercussão junto à posteridade. A “história das histórias” foi escrita entre os ano 600 e 500 a.C., durante o exílio dos hebreus na Babilônia, como uma resposta às cosmogonias arcaicas, como as epopeias sumérias “Enima Elish” e “Gilgamesh”, de 2 mil anos antes, que abordam respectivamente o dilúvio universal e a origem do homem. Em vez de peripécias de deuses promíscuos que se matam e cometem atrocidades, o narrador hebreu do Gênesis buscou fornecer dignidade à espécie humana. Adão foi plasmado à imagem de Javé. Quando o casal prova o fruto do conhecimento por incentivo da serpente, é expulso do paraíso, forçado a se alimentar como os animais e a trabalhar para sobreviver. Começava a história humana.

A universalidade de tal exemplo se deve à formulação da narrativa, que constitui a base das três grandes religiões monoteístas. “A história de Adão e Eva fala a todos nós”, afirma Greenblatt. “Trata de quem somos, de onde viemos por que amamos e sofremos. “

Mesmo contestado por gerações de pensadores, o mito capta como a espécie humana trata o trabalho e a morte. Desde Antiguidade, a premissa segundo a qual Javé criou uma armadilha ética para o casal virou objeto de comentários, nem sempre positivos. Se a história é inventada, ela se tornou convincentemente real e ganhou vida por meio da representação de escritores, filósofos e artistas. Greenblatt destaca o “instantâneo” pintado em 1504 pelo artista alemão Albrecht Dürer, no qual ele surpreende o casal um segundo antes de aceitar o convite da serpente.

Para além das controvérsias, a cena em que Deus sopra vida nas narinas de uma criatura de barro codifica uma verdade, de acordo com Greenblatt: a da força da narrativa que molda uma cultura. “Em algum momento num passado imensamente distante foi um sopro que deu vida a Adão, o sopro de um contador de história”, diz.

bomba.jpg

bomba.jpg
PECADO ORIGINAL “Adão e Eva” (1504), de Albrecht Dürer: “retrato” do casal no último segundo de inocência

– Pelo direito de não gostar do BBB!

Que febre (e para alguns, um vício) é o Big Brother Brasil, não?

Não assisti e nem sei o rosto das pessoas que participaram, mas pelas Redes Sociais conheci todos os nomes delas, e sei que a moça de Campina Grande foi a vencedora.

A questão é: antes, as pessoas debochavam de quem gostasse do programa, falando até que era de “baixa intelectualidade de público”. Discordo, respeito quem assiste, pois Entretenimento é “gosto”.

Eu não gosto e não assisto. Mas hoje vejo pessoas no sentido inverso: dizendo que é arrogância desprezar esse “jogo da realidade da vida humana”!

Ué? Desde quando é prepotência não gostar de um programa de TV?

Repito: respeito quem gosta de BBB, mas eu não curto. Será que em breve isso será proibido também?

Que mundo pilhado…

Juliette é campeã do 'BBB 21': memes, fenômeno na web e mais momentos  marcantes - Purepeople

– A tragédia na creche de SC.

Que assustador a tragédia em Saudades-SC! Meu Deus… 

Como explicar? Um doente mental de 18 anos entrou com um facão numa creche e matou a sangue frio 3 crianças pequenas e 2 professoras.

Por quê?

Não dá para continuar o texto. A matéria em: https://www.correiobraziliense.com.br/brasil/2021/05/4922226-tragedia-em-sc-cinco-vitimas-levaram-aos-menos-5-golpes-de-facao.html

Rezemos, simplesmente. Não consigo entender tais tristezas.

Governadora decreta luto oficial de três dias por mortes em escola de  Saudades - Governo do Estado de Santa Catarina

– LDU 2×3 Flamengo. Quando Rogério Ceni terá paz?

Acompanhando pela Internet o jogo pela Libertadores do Mengão lá em Quito, fiquei impressionado com a “má vontade” que existe com Rogério Ceni.

O time ganhava por 2×0 e “sobrava” em campo. Na altitude, cansou e cedeu o empate. Foi só isso acontecer e muitos torcedores arranjavam todos os defeitos possíveis para o técnico. E nenhum elogio quando estava ganhando? 

O mérito é só dos atletas, mas o ônus sempre será de quem os dirige?

Sorte dele que o 3o gol, o da vitória, saiu. Caso contrário, de novo ficaria a história de trocar o comando do Flamengo ou não. Que cornetagem!

Flamengo x LDU pela Libertadores será exibido no SBT para quase todo o  país; saiba quem fica fora

– Dia Mundial da Língua Portuguesa

Hoje é Dia Mundial da Língua Portuguesa. Eu ainda sofro com o acordo ortográfico, que padronizou regras ortográficas nos países em que ela é a língua oficial.

Eu ainda sofro com “ideia sem acento” ou “voo ao invés de vôo”. Mas enfim…

Olhe que interessante essa matéria sobre as mudanças e influências da língua, com uma visão portuguesa da coisa (e sem as regras que deveriam norteá-lo)!

Abaixo, extraído de: https://observador.pt/2021/05/05/dia-mundial-da-lingua-portuguesa-assinala-se-em-44-paises-com-mais-de-150-atividades/

DIA MUNDIAL DA LÍNGUA PORTUGUESA. QUAL A PRONÚNCIA MAOS CORRECTA?

O padrão europeu da Língua Portugesa é o dialecto de Lisboa, mas é a pronúncia do Norte que se mantém fiel à origem. O linguísta João Veloso esclarece que o sotaque do Norte é o mais conservador.

É no Norte do país que ainda se preservam as marcas da origem da Língua Portuguesa. João Veloso , linguista e professor na Faculdade de Letras da Universidade do Porto explica à Rádio Observador o que está em causa na evolução da língua e na formação de novos dialetos.

Enquanto a Norte se mantêm hábitos antigos, no Alentejo foi adotado “o gerúndio utilizado até ao século XIX” . De acordo com João Veloso, as maiores influencias na língua são o tempo, o espaço e o convívio com línguas diferentes. Por exemplo, o hábito mais recente adotado pela Língua Portuguesa foi a pronuncia carregada dos “r’s”. O linguista explica que o “novo dialeto” resultou da presença dos franceses em Portugal no SEC.XIX.

Com o tempo, a Língua Portuguesa deve sofrer mais alterações, o linguista João Veloso prevê que “a próxima influência na sonorização das palavras vai ser o Inglês, lecionado nas escolas.”

Esta quarta feira é celebrado o Dia Mundial da Língua Portuguesa, que vai ser assinalado em 44 países, com mais de 150 atividades, em formato misto, presencial e virtual, devido à pandemia de Covid-19.

Proclamado em 2019 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), este é o segundo ano em que se celebra o Dia Mundial da Língua Portuguesa.

Em declarações à Rádio Observador, o embaixador de Portugal na UNESCO e ex-candidato à Presidência da República, Sampaio da Nóvoa, olha para a Língua Portuguesa como um “tesouro imenso que recebemos da história e que temos a obrigação de cuidar e projetar”. Sampaio da Nóvoa destaca ainda esta “língua que está no mundo inteiro”, o que é uma “característica única”.

Dia Mundial da Língua Portuguesa - Embassy Brasília

– Não seja tão chapa-branca, Paulo Figueiredo!

Estou ouvindo o Jornal da Manhã da Jovem Pan. Como comentaristas das reportagens, estão o sempre ponderado e sábio José Maria Trindade e jovem Paulo Figueiredo (neto do ex-presidente João Batista Figueiredo).

Paulo “cansa”! Todos os seus comentários são 100% a favor do Governo, onde quem é prol, está certo. Quem contesta um “A”, é errado, esquerdista, blábláblá.

Caramba, não existe meio termo?

Jovem Pan arrega e retira Paulo Figueiredo do 3 em 1 – Terça Livre TV

– O Turismo da Vacina.

Seria inevitável: pessoas afortunadas em busca de doses da vacina em tempo mais rápido do que na espera de recebê-la no Brasil.

Abaixo, extraído de: https://veja.abril.com.br/saude/turismo-da-vacina-o-que-se-sabe-sobre-a-pratica-que-tem-crescido/

A EXPLOSÃO DO TURISMO DA VACINA

por Mariana Rosário

Dados do Estado da Flórida apontam para milhares de forasteiros visitando a região para receber as agulhadas; brasileiros estão entre os visitantes.

O avanço irregular da vacinação contra a Covid-19 ao redor do mundo começou a movimentar um tipo de turismo dedicado à receber agulhadas de imunizantes contra o novo coronavírus. Alguns países como Estados Unidos, Rússia e Cuba posicionaram-se sobre os casos. Entre os identificados como afeitos a fazer as malas em busca da imunização, surgem relatos de brasileiros que saíram do país com destino aos Estados Unidos, onde há ampla oferta de imunizantes.

No estado da Flórida não é solicitado comprovante de residência em áreas de aplicação, o que tem causado uma volumosa presença de estrangeiros. De acordo com levantamento da secretaria de saúde local, são por volta de 210.0000 pessoas que não residem no estado que receberam a imunização até ontem. Para se ter uma ideia, a vacinação total ultrapassa as 8,9 milhões de doses. A definição mais recente sobre a vacinação de não residentes ocorreu em 30 de abril, quando membros da divisão de controle de emergências local afirmaram que as aplicações devem declarar, apenas verbalmente, se são residentes, ou em razão de trabalho.

Outro aceno nesse sentido veio pelo governador do estado do Alasca, Mike Dunleavy, ao anunciar — há duas semanas — em sua página do Twitter que qualquer viajante que chegasse à região, pelo aeroporto, a partir de junho receberia doses de imunizantes. De acordo com o jornal The New York Times, trata-se de uma potente ação de marketing para aquecer o turismo no entorno. Por enquanto, há uma série de restrições para que brasileiros entrem no país, as exceções cabem aos estudantes com visto, alguns profissionais, residentes permanentes, além de filhos e cônjuges de estadunidenses. Para chegar ao país, evidentemente, é preciso realizar quarentena por 14 dias.

Em fevereiro, Cuba anunciou que vacinaria os turistas com sua vacina Soberana 2. A peça publicitária trazia o slogan: “praias, Caribe, mojito e vacina. Tudo em um só lugar”. O imunizante está em fase 3 de testes, com previsão de resultados em maio, de acordo com a rede Al Jazeera.

Outro país que ensaiou um movimento parecido foi a Rússia, com sua vacina Sputnik V. Na página oficial do imunizante no Twitter, foi escrito, em abril, que um programa de turismo e vacinação seria lançado em julho. O Fundo de Investimento Direto da Rússia não deu mais esclarecimentos sobre o caso.

Em menor distância, a vacinação de pessoas que moram em regiões de fronteira no Brasil também mobiliza os Ministérios da Saúde locais. Conforme VEJA publicou, o governo do Rio Grande do Sul tem negociado com o Uruguai, por meio de videoconferências, a vacinação conjunta nos territórios fronteiriços.

DENVER, CO - FEBRUARY 20: UCHealth pharmacist Marissa Kim prepares a dose of the Pfizer-BioNTech COVID-19 vaccine during a mass vaccination event in the parking lot of Coors Field on February 20, 2021 in Denver, Colorado. UCHealth plans to administer 10,000 second doses to seniors over 70 during the drive-up event this weekend. (Photo by Michael Ciaglo/Getty Images)