– Fechando a conta!

Como há pouco postei uma linda flor em Preto e Branco, encerro as postagens do dia com esse belíssimo entardecer caipira (abaixo).

Cores de um bom dia de vida (gelado, mas bom) para que o amanhã seja ainda melhor!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Melhorar a Qualidade de Vida dos Funcionários e a Produtividade nas Empresas

Um modismo que está dando certo: as empresas liberam parte da jornada de trabalho dos funcionários em troca de maior eficiência no trabalho.

Abaixo, extraído de Isto É, ed, 2333, pg 74-76

OS FUNCIONÁRIOS FOLGAM, AS EMPRESAS LUCRAM

Uma tendência ganha espaço no mundo corporativo brasileiro: companhias de todos os portes reduzem o horário de trabalho dos empregados e recebem em troca o aumento da produtividade

Por Luísa Purchio

São quase oito horas da manhã e Weenna Ribeiro, 36 anos, já deixou a filha Júlia, de 6, na escola. De lá, a analista de recursos humanos segue para a Bosch, multinacional alemã de engenharia e eletrônica sediada em Campinas (SP). Ao meio-dia, Weena termina o expediente, desliga o computador e vai buscar Júlia no colégio. O resto do dia elas passam juntas. A jornada reduzida é fruto de uma negociação que a executiva fez depois que Júlia ficou doente. “Tive que repensar a vida”, diz. Replanejar tudo significou pedir demissão da própria Bosch. O afastamento, porém, durou apenas um ano. De volta à multinacional, Weena trabalha atualmente quatro horas por dia. O salário caiu, mas a vida melhorou. “Conviver com uma criança não tem preço”, afirma. A história descrita acima representa uma tendência cada vez mais presente nas empresas brasileiras. Elas descobriram que, ao fazer concessões na jornada de trabalho, é possível manter os melhores quadros. Mais do que isso: horários flexíveis podem até aumentar a produtividade – e, portanto, trazer melhores resultados para os balanços.

Um caso interessante é o da empresa de recrutamento Vagas.com, uma das líderes do setor no País. A Vagas não estabelece horários fixos de entrada e saída e muitas das hierarquias foram suprimidas. O modelo, que recebe o nome de holocracia, estimula o surgimento de líderes naturais e não os impostos pela direção. “Eu não saio da empresa nem por um salário mais alto”, diz Marina Corrêa Peliello, 26 anos, responsável por intermediar os contatos entre um candidato a uma vaga e futuros empregadores. O resultado desse jeito diferente de ser está na performance econômica: há muito tempo a Vagas cresce acima de 20% ao ano. No Brasil, a flexibilidade da jornada tem sido adotada por empresas de todos os portes. A Mondelez, multinacional americana que detém marcas como Lacta e Trident, dispensa de trabalhar depois das 13h, em duas sextas-feiras do mês, os 1,5 mil funcionários da área administrativa de São Paulo.

Estimular a felicidade dos funcionários não é uma questão de bondade por parte das empresas. Trata-se, acima de tudo, de uma preocupação financeira. Presidente do Google, que adota uma política de flexibilidade total nos horários de trabalho, Larry Page defende que, no futuro próximo, quem não entender isso ficará condenado ao fracasso. O mexicano Carlos Slim, o homem mais rico do mundo, vai além. Segundo ele, em breve os finais de semana terão de ser ampliados para que as pessoas desfrutem de tempo livre e, assim, se sintam estimuladas a produzir mais no horário do expediente. O recado é claro. Não interessa manter um empregado12 horas dentro de um escritório fechado se ele não produz a contento. No mundo do trabalho moderno, o funcionário fica na empresa apenas o tempo realmente necessário – simular eficiência não vai funcionar mais. “A ideia é fazer com que a pessoa fique na empresa o tempo que quiser, mas produzindo”, afirma Alexandre Teixeira, jornalista e autor do livro “Felicidade S.A.”.

As novas relações entre funcionários e empregadores estão sendo construídas com a ajuda da internet. Graças a ela, é possível trabalhar remotamente, numa praia distante ou num prédio comercial, e em qualquer horário, de manhã ou de madrugada. O próximo desafio será evitar que a facilidade proporcionada pela tecnologia não tenha um efeito adverso – o de fazer com que as pessoas trabalhem o tempo todo, em qualquer lugar. No Brasil, outra dificuldade é adaptar a legislação trabalhista para as novas demandas do mercado. “Pela CLT, a empresa tem de controlar o número de horas que o funcionário trabalha”, afirma o especialista Alexandre Teixeira. “Se não controlar, ela fica sujeita a uma ação trabalhista.” Para o professor de gestão de pessoas da USP Wilson Amorim, o ideal seria deixar o funcionário escolher em qual regime deseja trabalhar. “O modelo pode ser vantajoso para uns, mas prejudicial a outros”, afirma. Outro entrave é a cultura organizacional da maioria das empresas brasileiras. No ano passado, o Banco Mundial promoveu em São Paulo um projeto-piloto com 20 companhias interessadas em flexibilizar os horários de trabalho dos funcionários. Depois de seis meses de estudos e discussões, só duas empresas adotaram novas práticas de gestão.

– O unfair-play das simulações em São Paulo 2×0 Palmeiras.

Usar a mão e/ou os braços para disputar uma bola, com a chance de atingir o rosto adversário, é algo para ser punido com severidade a pedido da FIFA já faz 1 ano.

No Choque-Rei de domingo, vimos por AMBAS equipes simulações de agressões. Em todas elas, jogadores abriram os braços e atingiram o peito ou levemente o rosto do adversário. Mas invariavelmente, os atletas cairam em campo, pediram atendimento médico e simularam que foram duramente atingidos no rosto.

Imagino quando Raphael Claus foi assistir o VT do seu jogo, e viu que em diversas oportunidades teve que chamar o médico sem necessidade alguma – que não passavam de simulações dos boleiros! O desejo dele em dar Amarelos para tanta simulação deve ter sido grande…

Quando essa cultura acabará?

– Um passeio de moto em momento impróprio…

Cá entre nós: em meio a severa pandemia que estamos vivendo, ninguém “dá um toque” ao presidente Bolsonaro que é necessário evitar aglomeração?

Quero crer (contém ironia, óbvio) que todas as pessoas ali estavam vacinadas e com anticorpos. Veja a foto abaixo:

Extraído de: https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2021/05/24/the-guardian-chama-de-obsceno-passeio-de-moto-de-bolsonaro-na-pandemia.htm

THE GUARDIAN CHAMA PASSEIO DE MOTO DE OBSCENO.

Um dos jornais mais importante do mundo, o britânico The Guardian repercutiu o passeio de motocicleta do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizado ontem no Rio de Janeiro, que causou aglomeração em plena pandemia de coronavírus. O ato contou com a presença do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

O The Guardian classificou como “obsceno” o comportamento do presidente, e disse que o ato foi uma “tentativa” de Bolsonaro de “reenergizar seu movimento de extrema direita em declínio, enquanto a raiva pública cresce sobre sua forma de lidar com o surto de covid-19 no país”.

“Milhares de bolsonaristas agitando bandeiras se reuniram em frente ao Parque Olímpico na Zona Oeste do Rio na manhã de domingo para a demonstração de apoio em duas rodas antes de rumar para o leste em direção aos distritos de praia ao sul e ao centro da cidade, com Bolsonaro perto da frente”, destacou o jornal.

O noticioso também deu destaque para as reações de opositores a Jair Bolsonaro, que bateram panelas e repudiaram o ato das varandas de seus apartamentos, chamando Jair Bolsonaro de “genocida”.

“Muitos dissidentes denunciaram como ‘genocida’ sua forma de lidar com uma epidemia de covid-19 que matou quase meio milhão de brasileiros, quase metade do total de vidas perdidas na América Latina e no Caribe”, completou o The Guardian.

O argentino Clarín também repercutiu as cenas de Jair Bolsonaro aglomerando pelas ruas da capital fluminense, e ponderou que, “apesar do coronavírus”, o presidente “liderou” uma marcha com motociclistas sem fazer uso de máscaras de proteção.

“Ao chegar na praia do Flamengo, próximo ao centro da cidade, o presidente desceu de sua motocicleta para passear entre os milhares de manifestantes que o aguardavam. Ele apertou a mão deles e posou para fotos com seus rostos descobertos”, diz ressaltando o não uso da máscara de proteção contra o novo coronavíurs por parte de Bolsonaro e seus apoiadores.

Chamando de “presidente de extrema direita” pelo jornal argentino, o Clarín destacou ainda as falas do presidente brasileiro contra os governadores e prefeitos, e disse que desde abril Bolsonaro “busca mobilizar sua base de fãs mais extremistas em um momento em que sua popularidade está no ponto mais baixo desde que chegou ao poder em 2019”, e com pesquisas recentes mostrando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva liderando a corrida presidencial em 2022.

– Uma dica válida, ou somente uma frase de efeito?

Eu já li a frase abaixo atribuída a várias pessoas: Jack Dorsey (Twitter), Jack Welch (GE), Richard Branson (Virgin) e Jeff Bezos (Amazon). Mas ela é do 1o citado. Aqui:

“Contrate pessoas apaixonadas. É a única coisa impossível de ensinar”.

Fico pensando: ela impacta como no dia-a-dia das empresas? É ampla demais para a discussão!

A “paixão corporativa” pode ser ensinada? Penso que sim! Implementar os valores e a cultura organizacional é possível!

E se for uma referência à “paixão pelo próximo”? Talvez também si, através da criação / educação das crianças.

Por fim: e se for “paixão como vocação”? Aí é diferente… a pessoa que de maneira inata faz alguma coisa e pode ser aperfeiçoada no ofício, mas o gosto vem dela própria

Não importa todos os conceitos acima, mas sim que façamos com que os colaboradores sejam apaixonados pelo que fazem na vida – tanto nos campos profissional quanto pessoal!

– Dizer qualquer coisa com educação, sempre será melhor.

Quando você vai abordar algo com alguém, seja qual for o assunto, vale a pena escolher as palavras.

Você pode ser seco, cuidadoso, grosso ou… gentil. Ou qualquer outra opção.

Veja essa imagem com a mensagem abaixo:

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida. Quem conhecer o autor, favor informar para créditos na postagem.

– Sylvinho no Corinthians? Mas e o treinador “cascudo?

Eu sempre duvidei que Renato Gaúcho, apaixonado pelo Rio de Janeiro e que “não está precisando de dinheiro” (afinal, ganhou bastante nos últimos tempos), fosse aceitar a proposta do Corinthians (ainda mais à espera do Flamengo, já que nunca se pode esperar tranquilidade no relacionamento da torcida com Rogério Ceni).

Diego Aguirre também disse não. Aqui, fica a dúvida: questões financeiras, receio de elenco limitado ou descrédito com a diretoria? Qual teria sido o motivo da recusa?

Sylvinho disse sim. E no anúncio, ficou a propaganda que o “Corinthians é moderno” (vide abaixo). 

Sinceramente? Acho um equívoco. O “moderno Tiago Nunes” foi dispensado pelo Timão. E, nesse momento, me causa espanto pois… qual a experiência de Sylvinho? Respeitosamente, acumulou derrotas e foi demitido no Lyon. Na Seleção Brasileira, estava “treinando” alguém?

Treinador que não pratica, perde a mão. Treinador que não tem experiência, só vai tê-la quando trabalhar. Mas logo de cara no Coringão?

Eu imaginava um nome “cascudo”, que pudesse “aguentar a pressão”. Mas não foi essa a linha da diretoria.

Aguardemos.

Corinthians anuncia a contratação de Sylvinho | corinthians | ge

– Green and White.

🇺🇸 White and green form an incredible combination of colors in nature. Of course, “they tell that the day is cold …”

🇧🇷 O branco e o verde formam uma incrível combinação de cores na natureza. Claro, “entregam que o dia está frio…”

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#clouds #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress

– Um “F” inesperado.

Durante nossa aula em casa, hoje, perguntei à minha filha: “A letra ‘F’ é do que, Estela?” E ela sem titubear: “De FAROFA, Papi”!

Caramba, que inesperado! Pensei que ela viria com o óbvio: flor, faca, fogo…

As crianças sempre nos surpreendem (ou estava com fome kk).

– O excesso de pilhagem no futebol, visto nas decisões regionais.

Se você assistiu as reclamações contra a arbitragem em Minas Gerais, Rio de Janeiro e em outros estados, ou se assustou com a violência em Pernambuco ou no Pará, ou ainda cansou de ver as caras e bocas no Morumbi com atletas de ambas equipes e Abel Ferreira (com suas expressões teatrais), deve estar pensando: cansou!

É muito chato assistir futebol e ver que a cada falta, uma “conferência” é feita e as queixas se proliferam por todo o gramado. Há reclamação para tudo contra os árbitros, dos lances bobos aos mais delicados. Se quer ganhar a todo custo, com simulações e gritos. E isso é bom?

O que me preocupa é: a falta de esportividade e de ética, além da despreocupação em cumprir as regras. E se o futebol é esporte e deve servir de exemplo, qual é esse legado deixado para as crianças?

Precisamos educar os atletas cada vez mais a respeitar os valores básicos do futebol, a fim de que a pilhagem e a imposição do “ganhar a qualquer custo” não distorçam a desportividade básica.

Campanha da FPF para promover o respeito à arbitragem | Refnews - Arbitragem de futebol em foco

Imagem de autoria desconhecida. Quem souber, favor informar para divulgar os créditos.

– Alvorada bonita, clique 3:

Com esse maravilhoso sol de 2a feira, tentamos esquentar o friozinho que persiste em nos atormentar…

Olhe só:

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress

– A vida pós lockdown. Como é?

Para nós que desejamos logo que a normalidade venha, pois não aguentamos mais a Covid, um exemplo de como o primeiro passo (a liberação de alguns negócios de lazer) pode ser um pouco diferente:

Extraído de: https://dricaribas.com/fim-do-lockdown-na-austria-2/

A VIDA PÓS LOCKDOWN

por Adriana Ribasmayer

Hoje é domingo, 23 de maio. É o primeiro fim de semana sem as restrições do Coronavírus, aqui na Áustria.

Eu e minha família decidimos aproveitar e passar um fim de semana, fora de Viena. Isso depois de 14 meses, sem poder viajar.

Fomos para um hotel-fazenda, no estado da Alta-Austria. O lugar é muito bonito e claro, depois de meses na cidade, um pouco de contato com a natureza, sempre faz bem.

Mas, ao contrário de antes da Pandemia, de que se poderia reservar um hotel e ir, aliás o que era normal, não é mais possível.

Testes de entrada e máscaras FPP2

Depois da reserva, deve-se agendar um teste de covid19. Há algumas possibilidades de marcação. Pode-se feito nas farmácias ou se inscrever nas ruas teste (strassentest). Normalmente, esses testes são os Anti Angen test, os do cotonete. Esses duram 24 horas.

Para quem vive na cidade de Viena, pode-se ser feito os testes PCR. Em comparação com os testes de cotonete, esses são feitos no laboratório. A vantagem é que esses duram até 72 horas.

Para a inscrição desses testes, demanda um pouco paciência. Primeiro deve-se registrar em um plataforma online e através do email receber uma senha. Aí, pode-se baixar um código de barra e com esse buscar o teste na rede de drogarias Bipa. São quatro testes por pessoa, por semana.

Uma vez com o teste em mãos, você deve fazer o registro, através do código de barras, do teste. Não somente! Você deve filmar, você mesmo fazendo o teste. Esse é o teste do gargarejo, em outras palavras, você faz um video do seu gargarejo.

Feito tudo e seguindo as instruções, você entrega tudo, no Bipa. Logo na entrada, há um baú de entrega. Você deixa aí, o teste com sua saliva. Dentro de 24 horas, chega o resultado por email.

É com o resultado negativo do teste de Covid19, você pode acessar restaurantes ou hotéis, por exemplo. Aliás, a primeira coisa que se pede. E claro, tem que se estar com a máscara FPP2.

Um mínimo de normalidade, pelo menos.

Apesar de todos os procedimentos, que podem ser bem chatinho, é melhor que nada.

A única pena é que o tempo não colabora. Chove muito e parece que será, todo o fim de semana. O que fazer?

Fim do Lockdown na Austria O post A vida pós lockdown apareceu primeiro em O Blog do DricaRibas: Vida na Europa.

A vida pós lockdown

– Alvorada bonita, clique 2:

Cores da 2a feira. Olhe aí às 06h30, que inspiradora alvorada:

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress

– Controle as emoções no trabalho.

GESTÃO, EMOCÃO E EQUILÍBRIO – Na Administração de Empresas, o sentimento de raiva é algo a ser totalmente abolido (não só na vida profissional, mas também pessoal).

Compartilho sobre o que o grande Jack Welch disse sobre isso,

Em: https://www.youtube.com/watch?v=oQQ2oxYlt5U

– Alvorada bonita, clique 1:

Sem filtros – Depois das minhas atividades físicas, pude contemplar o dia clareando à beira do Lago do Taboão, em Bragança Paulista.

Natureza perfeita retratada nesta segunda-feira (06h00)! Vide o clique tão bonito abaixo:

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress

– A ironia do “detalhe” no futebol (quando ganha e quando perde).

Para muitos, soou como arrogante e de mau perdedor a entrevista coletiva pós-jogo do treinador palmeirense Abel Ferreira, não reconhecendo nenhuma virtude do adversário São Paulo, mas trazendo uma série de comparações ao dizer que não achava ter ocorrido superioridade do atual Campeão Paulista.

Chamou atenção a fala de que ganhou por “um detalhe”. E foi justamente tal situação que levou o Palmeiras ao vencer o Santos pela Libertadores, no gol de Breno Lopes!

Incrível as ironias do futebol: em jogos de semelhança, quando ganha o detalhe é aplaudido e efusivamente tratado como diferencial; quando perde, o detalhe vira acaso

– Bom dia, Segundona!

👊🏻 Olá amigos. Que #frio lá fora!
Não podemos enrolar nem ter #preguiça. Vamos começar a #semana com um bom #cooper?
S’imbora correr a fim de produzir e curtir a tão necessária #endorfina?
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #adidas #mizuno #training #corrida #sport #esporte #running #cortisol
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #VirgemMaria, rogai por nós que recorremos a vós, abençoando-nos nesta semana. #Amém.
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da #natureza.
Hoje, postando a #RosaDoDeserto.
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅 05h30 – Desperte, #BragançaPaulista.
Que a #SegundaFeira possa valer a pena!
(Depois da #corrida “corujão”, 2o tempo de caminhada).
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby