– Os Clubes de Futebol mais ricos do Mundo e das Américas.

A revista Forbes divulgou dias atrás um estudo mostrando quais são os times de futebol mais ricos do mundo, com base nos números da temporada passada (2019/2020), considerando faturamento e receitas operacionaislembrando que os valores dos clubes são empresariais (capital mais dívida líquida) e incluem as economias do estádio da equipe, mas excluem o valor dos bens imobiliários e empréstimos de jogadores. Na prática, a operação: é o que se gera de riqueza no “negócio futebol”, sem levar em conta o “quanto vale o estádio e o terreno”:

  1. Barcelona: US$ 4,76 bilhões.
  2. Real Madrid: $4,75 bilhões.
  3. Bayern de Munique: US$ 4,215 bilhões.
  4. Manchester United: US$ 4,2 bilhões.
  5. Liverpool: US$ 4,1 bilhões.
  6. Manchester City: US$ 4 bilhões.
  7. Chelsea: US$ 3,2 bilhões.
  8. Arsenal: US$ 2,8 bilhão.
  9. Paris Saint-Germain: US$ 2,5 bilhões.
  10. Tottenham: US$ 2,3 bilhões.
  11. Juventus: US$ 1,95 bilhão.
  12. Borussia Dortmund: US$ 1,9 bilhão.
  13. Atlético de Madrid: US$ 1 bilhão.
  14. Inter de Milão: US$ 743 milhões.
  15. Everton: US$ 658 milhões.
  16. Milan: US$ 559 milhões.
  17. Roma: US$ 548 milhões.
  18. West Ham: US$ 508 milhões.
  19. Leicester: US$ 455 milhões.
  20. Ajax: US$ 413 milhões.

Repare que todos que estavam na Superliga compõe a relação. Veja também a quantidade de clubes da Inglaterra na lista. Compare com o mesmo trabalho e metodologia para outros esportes: o clube mais rico do planeta é de futebol americano, o Dallas Cowboys, da NFL, com US$ 5,7 bilhões! Compare, ainda, com a MLB (a liga de beisebol dos EUA): US$ 2,42 bi.

Porém, o mais difícil é bater, em categoria esportiva, a NBA, o basquete profissional americano. Com os mesmos critérios, os clubes (ou melhor, as franquias) mais ricas do mundo, segundo a Forbes

  1. New York Knicks. Valor: US$ 5 bilhões.
  2. Golden State Warriors. Valor: US$ 4,7 bilhões.
  3. Los Angeles Lakers. Valor: US$ 4,6 bilhões.
  4. Chicago Bulls. Valor: US$ 3,3 bilhões.

Mas e o mesmo trabalho para os clubes do Brasil?

A própria Forbes, com suas repartições do México e do Brasil, resolveu fazer no final de dezembro um trabalho sobre os clubes de futebol de toda a América, com um critério diferente: somou-se valor da marca, preço do elenco e patrimônio imobiliário (ou seja: aqui incluem-se terreno, estádio e atletas, diferente do trabalho com os clubes europeus, que abraçou lucratividade a operação em si) Ressalte-se que nesse critério adotado, há um importante viés de mascarar as dívidas tão grandes dos clubes brasileiros, já que sabiamente elas são altas e não entraram na composição:

São eles:

1 – Atlanta United: U$ 1,4 bilhão
2 – Corinthians: U$ 582 milhões
3 – Palmeiras: U$ 525 milhões
4 – Los Angeles FC: U$ 474 milhões
5 – New England Revolution: U$ 352 milhões
6 – Chivas: U$ 311 milhões
7 – Monterrey: U$ 311 milhões
8 – Sporting Kansas City: U$ 278 milhões
9 – River Plate: U$ 270 milhões
10 – Grêmio: U$ 246 milhões
11 – LA Galaxy: U$ 233 milhões
12 – Minnesota FC: U$ 231 milhões
13 – Internacional: U$ 214 milhões
14 – América-MEX: U$ 200 milhões
15 – Boca Juniors: U$ 199 milhões
16 – Orlando City: U$ 197 milhões
17 – Flamengo: U$ 190 milhões
18 – Independiente: U$ 182 milhões
19 – Santos Laguna: U$ 174 milhões
20 – Real Salt Lake: U$ 167 milhões
21 – São Paulo: U$ 147 milhões
22 – Athletico-PR: U$ 130 milhões
23 – San José Earthquakes: U$ 119 milhões
24 – Toluca: U$ 113 milhões
25 – San Lorenzo: U$ 107 milhões
26 – Tigres: U$ 99 milhões
27 – Tijuana: U$ 98 milhões
28 – Deportivo Cali: U$ 97 milhões
29 – Cruz Azul: U$ 92 milhões
30 – Estudiantes: U$ 90 milhões
31 – Columbus Crew: U$ 89 milhões
32 – Santos: U$ 89 milhões
33 – Atlético-MG: U$ 81 milhões
34 – Racing: U$ 78 milhões
35 – Inter Miami CF: U$ 75 milhões
36 – Seattle Sounders: U$ 75 milhões
37 – Montreal Impact: U$ 72 milhões
38 – Pumas: U$ 71 milhões
39 – New York City: U$ 71 milhões
40 – Vélez: U$ 70 milhões
41 – Vasco da Gama: U$ 68 milhões
42 – Universitário: U$ 67 milhões
43 – Fluminense: U$ 64 milhões
44 – Peñarol: U$ 64 milhões
45 – Pachuca: U$ 60 milhões
46 – New York Red Bulls: U$ 56 milhões
47 – Lanús: U$ 54 milhões
48 – Toronto FC: U$ 51 milhões
49 – León: U$ 50 milhões
50 – Barcelona de Guyaquil: U$ 47 milhões

Enfim: o que acha desses números? É óbvio que pela metodologia, o Corinthians estará a frente do Flamengo pela questão patrimonial (ter um estádio), mas ainda assim qualquer brasileiro está muito longe dos europeus!

Como jogadores devem investir e enviar dinheiro para o Brasil? Histórias bizarras de grana e bola | Blogs - ESPN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.