– Obrigado por nada, Collor!

Depois de 30 anos de confisco da Caderneta de Poupança pelo então presidente Collor (Zélia Cardoso de Melo, a ministra da Economia, havido falado no Jornal Nacional momentos antes que todas as suas reservas estariam na Poupança e que era um investimento seguro), eis que o agora senador pediu desculpas, dizendo que era algo necessário.

Cá entre nós: depois de toda a corrupção cometida, vê-lo como Senador da República é algo inimaginável para mim. É como se Lula se candidatasse e fosse eleito.

Que país é ese que dá vez e voz para tantos corruptos?

Collor pede perdão pelo confisco do saldo de cadernetas de ...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.