– A torta democracia na Venezuela e a ridícula conversação no Brasil

Foram 16 mortos e 50 feridos em brigas nas eleições parlamentares venezuelanas (ocorridas ontem), onde a ditadura iniciada por Hugo Chávez e continuada por Nicolas Maduro (mesmo não se assumindo oficialmente ditador) impede a liberdade de expressão e a ação da oposição dos populares. Triste é ouvir a presidente do PT, Gleise Hoffmann, fazer tal defesa dos governantes situacionistas de lá e declarar abertamente apoio ao PSVU (lembrando que lá falta comida e sobra petróleo). Sem contar que, na hora de votar, não foi achado o cadastro de eleitor de Maduro, que até fez pose em frente a cabine, tornando-se um mico imenso.

Tão triste é ver Aécio Neves jantando alegremente com Michel Temer a fim de “discutirem o futuro do Brasil”. São eles, tão sujo quantos os demais envolvidos na Lava-Jato, que salvarão a nação?

Parem o país que eu quero descer… Ou deveria dizer: “Parem a América do Sul”?

bomba.jpg

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.