– Eneagrama e os 9 Perfis de Personalidade!

Muito bacana: compartilho uma matéria sobre os 9 tipos de personalidade estudados através de um eneagrama (sobre como as pessoas enxergam o mundo).

Ótimo para a vida pessoal e profissional.

Abaixo, extraído do Jornal de Jundiaí, Caderno Modulinho Empregos, 31/07/2016, Pg 4, por lalves@jj.com.br

ENEAGRAMA: DESCUBRA-SE EM UM DOS 9 PERFIS DE PERSONALIDADE

Cada pessoa enxerga e reage de forma diferente às situações do dia a dia. Segundo o Eneagrama, um sistema milenar de autoconhecimento, essas diferenças de pontos de vista se dão através de nove personalidades padrão. “É como se cada pessoa recebesse óculos para ver o mundo. O formato da lente destaca ou isola certos aspectos e gera atitudes diversas, mesmo diante da mesma circunstância”, explica Denise dos Ouros, professora de Eneagrama e coach.

Para Denise, a maior parte dos desentendimentos e conflitos é causada pelo fato de não conhecermos e respeitarmos o ponto de vista alheio. “Por exemplo, uma simples goteira pode dar origem a diversas reações. Como exemplo, cito o compositor Chopin, o qual teve um relacionamento amoroso com a escritora George Sand. Conta a lenda que durante um período de chuvas, gotejava no bangalô onde estavam hospedados, na Espanha. Ao ouvir o barulho da água pingando, Chopin sentou-se ao piano, reproduziu o som e compôs ‘A Gota D´água’. Ao passo que George procurou pela caixa de ferramentas, arrastou uma mesa, subiu sobre ela e começou a consertar o local por onde a água entrava”, compara.

Denise comenta os perfis de Chopin e George segundo o Eneagrama. “Arriscaria dizer que Chopin era um tipo 4 e a George Sand era um tipo 8. Eu poderia dissertar sobre a inteligência que vem do coração, a qual capta a melodia natural de uma goteira e transforma-a em melodia instrumental. Ou explicar mais sobre a inteligência que vem do corpo, entra em movimento e parte para a imediata solução do problema”, detalha a coach.

A explicação a partir da observação de um fato demonstra como o Eneagrama pode ser aplicado no dia a dia. “A ferramenta ajuda a superar barreiras, reforçar pontos fortes e concretizar anseios mais profundos. Propicia o exercício da empatia, melhorando substancialmente relacionamentos pessoais e familiares. No campo profissional, sua aplicabilidade está ligada ao desenvolvimento de lideranças e de equipes com alta performance, prevenção e redução de conflitos e  na melhoria na comunicação”, exemplifica a professora.

Segundo Denise, a conscientização da pessoa quanto ao seu tipo no Eneagrama não pode ser imposta, mas reconhecida e aceita para que o desenvolvimento pessoal aconteça. “Descobrindo a motivação pela qual agimos podemos sair do piloto automático, encontrando outras maneiras de resolver dilemas, criar oportunidades e melhorar nossos relacionamentos”, explica.

QUEM É QUEM NO ENEAGRAMA?

Tipo 1 | Perfeccionista

Enxerga o mundo por lentes meio quadradas, procura corrigir a si e aos outros através de normas, métodos, relógios e disciplinas. O seu crítico interior muitas vezes não permite que ele relaxe ou se divirta.

Tipo 2 | Doador

Ao vestir esses óculos, o doador parece ter sempre uma maçã nas mãos, pronta para oferecer ao outro, costuma estar mais preparado para ajudar do que para lidar com as próprias necessidades.

Tipo 3 | Realizador

Fazendo, realizando, competindo e conquistando, o realizador vive em busca de uma estrelinha. Quando olha muito para o céu, acaba esquecendo seus próprios sentimentos.

Tipo 4 | Romântico

Sob emoções muito profundas, em tons quase dramáticos, o romântico através dos seus óculos, olha o mundo e observa o que está faltando. Essa falta o remete para o passado ou para o futuro.

Tipo 5 | Observador

Com esses óculos o mundo que é observado parece não ter nada a oferecer. Daí o observador volta para sua caverna e armazena o que tem para si.

Tipo 6 | Cético

O cético enxerga o mundo como um lugar ameaçador, por isso busca constantemente proteção e segurança. Tem uma percepção desconfiada dos fatos que o leva a atacar em alguns casos e o paralisa em outros.

Tipo 7 | Sonhador

O sonhador vê a sua frente um mundo de múltiplas possibilidades e gosta de experimentar um pouco de cada coisa, vivendo mais na superfície. Ele geralmente não gosta de olhar para a dor e o sofrimento.

Tipo 8 | Protetor

O protetor ao colocar seus óculos se acha grande e poderoso, pronto para quebrar regras e lutar contra injustiças. Esse exagero protege suas fraquezas e vulnerabilidades.

Tipo 9 | Mediador

O mediador se desconecta de si mesmo e enxerga um mundo de paz e amor, sem conflitos (como aquele sonhado nos anos 60), esquecendo-se de suas vontades próprias.

HISTÓRIA DO ENEAGRAMA

O estudo sobre as origens do Eneagrama aponta que seu símbolo pode ter pelo menos 2.500 anos e que mestres, líderes espirituais e filósofos como Pitágoras e Platão já utilizavam sua forma geométrica para representar vários sistemas dentro das escolas de sabedoria.

A palavra Eneagrama tem origem grega: Ennea (nove) e Gramma (pontos), sendo traduzida como “figura de nove pontas”. Esses sistemas e ensinamentos ligados à figura do Eneagrama percorreram um longo e misterioso caminho nas areias do tempo até chegarem ao século XX.

Outro marco da presença do Eneagrama nas antigas tradições aparece no séc. IV d.C., quando os padres do deserto colocaram na estrela de nove pontas as virtudes e as paixões humanas.

No início do século XX, o Eneagrama foi trazido para o Ocidente (França e EUA) pelo filósofo greco-armênio George I. Gurdjieff, que havia viajado aos pontos mais remotos do mundo antigo em busca da ciência que possibilitava a transformação da psique humana.

Quem desenvolveu a tipologia psicológica do Eneagrama, descobrindo a relação entre o símbolo e os tipos de personalidade foi o também filósofo boliviano Oscar Ichazo, por volta de 1950.

Na década de 70 o Dr. Claudio Naranjo, chileno, psiquiatra do Instituto Esalen, em Big Sur, California (EUA) participou de treinamentos com Ichazo, na Escola chilena de Arica, aprendeu o método e ampliou seu uso e aplicabilidade na psicologia moderna.

Hoje o Eneagrama conta com validação científica e acadêmica, incluindo diversas teses de mestrado e doutorado nos EUA e na Europa. No mundo dos negócios, o Eneagrama está sendo aplicado por alguns cursos de MBA de instituições como Stanford e Loyola nos EUA, FGV e USP no Brasil.

Sobre a Oito Ouros – Denise dos Ouros Vicentin,  coach especializada em eneagrama, atua na área de desenvolvimento humano e coaching pessoal, profissional e empresarial. A partir do sistema do eneagrama, a profissional auxilia as pessoas na descoberta de suas motivações. Denise possui experiência de mais de 30 anos em ambientes corporativos e há 5 anos fundou a Oito Ouros. É certificada pelo Enneagram Professional Training Program e possui formação em Psicologia Transpessoal, Biopsicologia, Trabalho Sistêmico, Constelação Organizacional e Abordagem Integral.

bomba.jpg

Anúncios

– O acerto de Vuaden foi por vias tortas em Santos 4×2 Flamengo?

Muita chiadeira a respeito da não confirmação da marcação de um pênalti em Bruno Henrique cometido por Rever. O atacante recebe a bola em velocidade, o zagueiro tenta roubá-la e fica a dúvida: cometeu a infração ou não?

Vuaden entendeu que pegou o atleta e marcou o pênalti. Na primeira impressão, também achei que tinha atingido a bola e o jogador. Mas ao assistir novamente o lance, nesse vídeo da Rede Globo entre os minutos 1’38” e 1’41”, percebo que foi uma jogada legal.

O link aqui: http://globoesporte.globo.com/sp/santos-e-regiao/futebol/times/santos/noticia/david-braz-reclama-de-juiz-na-vila-belmiro-faltou-colocar-a-camisa-do-flamengo.ghtml

Vamos às explicações: nessa semana, existiram dois outros lances polêmicos de situações parecidas (mas não idênticas): pênaltis reclamados em Santos x Bahia e São Paulo x Grêmio, onde os zagueiros tocam com o pé a bola e simultaneamente (com a coxa) a perna do adversário, promovendo a “alavanca”. Em ambos os casos, o correto era marcar pênaltis. Entretanto, na Vila Belmiro, a situação é diferente: Rever (como se vê na imagem citada) toca a bola com a ponta da chuteira e consequentemente, após a bola ter sido desviada, há o contato físico. Isso não é infração, é consequência / casualidade da jogada.

DIDATICAMENTE: tocar a bola e o adversário simultaneamente (em qualquer parte do corpo, desequilibrando-o), é infração (e dentro da área, pênalti). Mas tocar a bola e na sequência ocorrer o inevitável contato físico, já não é infração, mas sim lance legal. São situações diferentes pelas Regras do Jogo.

A questão é: o árbitro Leandro Pedro Vuaden errou (estava um pouco distante, mas considere a velocidade do lance e a dificuldade de interpretá-lo, já que o flamenguista vai no limite da legalidade) e depois consertou ao ouvir a informação do bom árbitro (que trabalhou como quarto-árbitro nesta noite) Flávio Rodrigues de Souza. É inevitável questionar: onde estaria Flávio no momento do lance?

Se o quarto-árbitro está na lateral, mas no meio do campo (como é usual estar) teria ele uma visão melhor do que a do árbitro? Não vi nenhuma imagem do posicionamento dele na hora do acontecido lance polêmico. Assim, 3 situações:

  1. Teria Vuaden o escutado sobre alguma observação com olhos de lince do Flávio e mudado de opinião?
  2. Teria Vuaden ouvido de Flávio que pela distância não poderia opinar sobre a jogada, e o gaúcho teve um repente de remorso e desmarcou o pênalti por conta própria?
  3. Teria Vuaden recebido a informação de Flávio de que a TV disse não ter sido pênalti?

A terceira hipótese tem sido a mais provável para muitos internautas, e é justamente essa que eu não quero crer, já que é ilegal.

A única certeza é: pênalti não foi; se desmarcado por via correta ou não, fica difícil afirmar.

bomba.jpg

– Fibromialgia controlada por APP!

Eu já tive fibromialgia, e sei que é um “pé-no-saco…”

Mas me surpreendi ao ler e resolvi compartilhar: Divulgado na Revista Saúde, um aplicativo para o iPhone foi criado pela Sociedade Brasileira de Reumatologia a fim de ajudar no controle de quem tem esse incômodo no dia-a-dia.

Está em: http://itunes.apple.com/us/app/fiqr/id922222459?mt=8

bomba.jpg

– Uma 5a de muita disposição!

Bom dia. Manhã linda e de muitos compromissos. Sendo assim, para ter tempo de realizar todas as tarefas, vamos correr? Fui bem cedinho para o cooper na foto-motivação:

bomba.jpg

Durante o treino, pensando nas coisas do Alto. Hoje em São Pantaleão, celebrado hoje – um mártire do catolicismo (sua história em: https://t.co/7GTY7j1Tue). Nossa foto-meditação:

bomba.jpg

Pós-treino, alongando entre as flores do jardim. Que tal nossa foto-inspiração com o botão de “rosa cor-de-rosa”? Perfeição da mãe-natureza:

bomba.jpg

Enfim, hora de trabalhar! E no caminho, o alvorecer é a nossa foto-contemplação:

bomba.jpg

Ótima quinta-feira para todos!