– Nosso infinito céu azul!

Agora 16h30 e horizonte se perdendo no infinito.

Nosso céu caipira tirando o stress. Belo ou não?

bomba.jpg

– Palavras de quem entende de corrupção

Confie em especialistas. Este, por exemplo, expert em cuidar do dinheiro público, disse:

FHC não nomeava Moreira franco para cargos que mexessem com dinheiro. Agora deram R$ 30 bilhões para ele cuidar. Não pode dar certo.

(Eduardo Cunha, ex-deputado federal cassado).

Acredito em todos eles, principalmente quando fazem denúncias uns contra os outros.

bomba.jpg

– Ranking de Universidades

Qualquer classificação por ranking (do que quer que seja), levará à discussão: as melhores de uma lista são, de fato, as “melhores”?

Pois bem: a Folha de São Paulo trouxe seu Ranking Geral das Universidades 2016 (RUF) das melhores do Brasil. Pela ordem, as 3 primeiras são: UFRJ, USP e UNICAMP.

Consulte a instituição de ensino da sua cidade, sabendo em qual posição que ela ficou no link do RUF, em: http://ruf.folha.uol.com.br/2016/

Também o Estadão trouxe um ranking, da Times Higher Education (THE), que pode ser consultado abaixo (nele, a USP é a 1a e a UNICAMP a 2a da América Latina, mas longe das demais do resto do mundo).

RANKING INTERNACIONAL EM: (ESTADÃO.COM)

USP E UNICAMP CAEM EM RANKING INTERNACIONAL DE UNIVERSIDADES

A Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) perderam posições no ranking de melhores instituições de ensino do mundo. É o que mostra a lista da revista britânica Times Higher Education (THE), uma das principais em avaliação do ensino superior no mundo. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 21.

Neste ano, a USP aparece em um grupo que está entre 251 e 300 melhores universidades. Após a posição nº 200, o ranking deixa de considerar as instituições de forma unitária e passa a considerá-las por grupos. No ano passado, a universidade aparecia no grupo 201-250.

É o pior resultado da USP desde 2012. Naquele ano, a instituição ficava em 158º lugar na lista. Mesmo assim, continua sendo a melhor universidade da América Latina, seguida pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A instituição de Campinas caiu do grupo 351-400 para 401-500, deixando a USP como a única entre as 400 melhores do mundo.

O THE informou à reportagem que fez correções em seu ranking de 2015. No ano passado, havia sido divulgado que a universidade já tinha caído para a posição 251-300. Mas naquele ano a instituição se manteve, na verdade, no grupo 201-250, perdendo a posição só agora.

A novidade neste ano é a inclusão de duas instituições públicas paulistas entre as 800 melhores – a Universidade Federal do ABC (UFABC) e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

A avaliação do THE utiliza informações como número de citações em pesquisa, o nível de internacionalização, o grau de titulação dos professores, a transferência de conhecimento para a sociedade e outros aspectos.

O ranking geral ainda mostra universidades americanas e do Reino Unido no topo. Entre as 10 principais instituições, seis são americanas: Instituto de Tecnologia da Califórnia (2º), Universidade de Stanford (3º), MIT (5º), Universidade de Harvard (6º), Universidade de Princeton (7º) e Universidade de California, Berkeley (10º). No primeiro lugar está a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Além das instituições tradicionais, a edição deste ano aponta para uma melhora das universidades asiáticas, que têm ganhado posições nas últimas edições: a Universidade Nacional de Cingapura, por exemplo, subiu de 26º para 24º lugar. A Universidade de Pequim, na China, melhorou e foi do 42º lugar para 29º.

“O Brasil precisará trabalhar duro para melhorar suas universidades à medida que a concorrência global fica mais acirrada caso queira alcançar a mesma tarefa ambiciosa”, analisa o editor do ranking, Phil Baty.

Apesar das inclusões, o editor faz ressalva às pioras das instituições brasileiras. “O Brasil perdeu terreno. Ambas de suas instituições líderes, a USP e a Unicamp, perderam posições, o que significa que existe apenas uma universidade brasileira dentre as 400 melhores, uma a menos do que no ano passado. No total, um terço de seus representantes caiu para um grupo inferior.”

Neste ano, a USP já perdeu posições em outro ranking da revista, que mede reputação acadêmica. A universidade caiu da faixa 51-60 para a faixa 91-100 em relação ao ano passado. O ranking existe desde 2011 e a USP foi inserida na relação em 2012. Harvard, nos EUA, ficou com o primeiro lugar.

CONTRAPONTO

Os dados contrastam com os resultados de outro ranking internacional, o QS World University, da publicação britânica Quacquarelli Symonds (QS). Nesta lista, a USP saiu do 143º lugar em 2015 para 120º neste ano, melhor posição já conquistada desde 2010, quando o ranking passou a ser divulgado. A Unicamp também melhorou: foi de 195º para 191º. Esta pesquisa considera também, além da reputação acadêmica e citações de artigos científicos, a reputação entre empregadores e proporção entre professores e alunos e número de estudantes e professores estrangeiros.

bomba.jpg

– Palmas para Virginia Raggi!

Os Jogos Olímpicos de 2024 ainda não tem sede escolhida. Roma era candidata, mas… a nova prefeita, Virginia Raggi, ao saber que o evento custaria aproximadamente R$ 20 bilhões, retirou a candidatura, alegando outras prioridades para os cidadãos romanos.

Essa sim é uma política de respeito!

bomba.jpg

– As últimas do WhatsApp: do Golpe às Novidades!

Semana cheia para o mensageiro WhatsApp:

  • Um golpe que lesou muita gente: prometeram vídeo-chamada e na verdade… era uma emboscada!
  • A boa permissão para marcar pessoas. Agora, você pode fazer com que uma pessoa seja destacada com o @ e, mesmo em grupos silenciados, ela é alarmada.

Abaixo:

O golpe do WhatsApp, extraído de: http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/09/14/mais-de-200-mil-brasileiros-cairam-em-golpe-no-whatsapp-em-uma-semana.htm?cmpid=tw-uolnot

MAIS DE 200 MIL BRASILEIROS CAÍRAM EM GOLPE NO WHATSAPP EM UMA SEMANA

Não se deixe enganar pela falsa promessa de videochamada no WhatsApp. O golpe não é novo, mas mais de 200 mil brasileiros já foram impactados por ele nos últimos sete dias, segundo a empresa de segurança digital PSafe.

O falso serviço está se espalhando não só por grupos de WhatsApp como também pelo Facebook, com o objetivo de despertar a curiosidade das vítimas. Isso porque, ao tentar ativar o recurso de videochamada, o usuário é direcionado para o cadastro do celular em um serviço de SMS pago.

Para evitar este tipo de transtorno, a PSafe orienta que os internautas tenham cuidado com atualizações externas de aplicativos. Procure sempre baixar apps e atualizações de lojas oficiais, como a Google Play e a App Store.

Ainda assim é importante conferir se o aplicativo é verdadeiro, lendo a descrição com atenção, checando os comentários e desconfiando daqueles que prometem itens extras em jogos.

É recomendado ainda ter um antivírus instalado no smartphone, que identificaria a página maliciosa e alertaria o usuário do golpe.

A marcação de destinatários com @, extraído de:

https://blogdoiphone.com/2016/09/whatsapp-e-atualizado-e-agora-permite-marcar-pessoas-em-mensagens-de-grupos/

WHATSAPP É ATUALIZADO E AGORA PERMITE MARCAR PESSOAS EM MENSAGENS DE GRUPOS

O aplicativo WhatsApp liberou um novo recurso para conversas em grupo na última atualização do aplicativo para iPhone e Android. Agora, com as marcações, usuários podem vincular pessoas específicas em uma mensagem para que o destinatário receba um alerta no celular indicado a conversa. Similar as marcações do Facebook e do Instagram, o recurso chega como uma forma prática para organizar as conversas de grupos, mas pode trazer incômodos à privacidade dos usuários.

Usar a marcação é muito simples. Basta digitar o caractere @ no teclado virtual do aparelho e, em seguida, inserir o nome da pessoa. Quando a mensagem é enviada, o destinatário especificado receberá um alerta de nova mensagem. É nesse momento que surge um problema: mensagens marcadas enviam alertas no celular mesmo se o grupo estiver silenciado. Se você (como eu) silencia grupos que participa, deve encarar a novidade com certa cautela. Ainda assim, é preferível receber algumas poucas mensagens marcadas do que uma enxurrada de conversas aleatórias.

Anteriormente, no WhatApp a opção de citação era a melhor forma para ter uma conversa direcionada dentro de um chat de grupo. Agora, com o recurso de marcação, usuários podem unir as duas ações para organizar a comunicação de um grupo, o que é bem interessante em conversas que pode ter até 256 participantes.

Outro efeito colateral do recurso é o envio de SPAM com divulgações de produtos ou eventos. Usando a marcação, usuários podem incluir várias pessoas em uma mesma mensagem, que pode ser enviada para você a partir de diversos grupos, mesmo que o emissor não seja seu contato no mensageiro. Basta que você esteja na conversa (péssima ideia divulgar isso). Por se tratar de uma opção que altera a privacidade do usuário, o WhatsApp deve gerar em breve uma configuração para que a função seja desativada. Até lá, vamos ver como fica a interação em grupos daqui por diante.

bomba.jpg

A falta não marcada no 2o gol de Vasco 2×2 Santos

Foi uma leve infração: Lucas Lima (SFC) abdica de pular para disputar a bola com Alan (VAS), numa espécie de “semi cama-de-gato” desequilibrando o adversário. O árbitro gaúcho Jean Pierre “Vin Diese” Gonçalves Lima está de frente para o vascaíno e não percebeu a falta (se estivesse de lado, viria Lucas Lima, pois o santista estava encoberto pelo corpo do próprio Alan). Por esse mal posicionamento, não marcou a falta que resultou no fatal contra-ataque do Santos FC.

O curioso: Rodrigo (VAS) foi expulso após a partida por dizer ao árbitro: “você é cagão”. Também foi relatado na súmula que o quarto árbitro, no vestiário, foi ofendido por um sr identificado como Eurico Brandãoque disse: “Guarda a carteira, guarda o relógio, tem ladrão do vestiário que tem que sair de camburão”. Além disso, relatou que coletou um sapato e uma sandálias da marca havaianas, atirada no gramado.

bomba.jpg

– Eike Batista entregou o esquema envolvendo Guido Mantega. Quando pegarão o chefe?

A Polícia Federal, com base nos depoimentos em que o ex-bilionário Eike Batista ajudou, descobriu elos importantes de pagamentos de caixa 2 e propina ao PT, comandados pelo ex-Ministro Guido Mantega (do tempo em que ele era do Conselho de Administração da Petrobrás).

E o Lula continuará dizendo que nada sabia???

bomba.jpg

– Os 8 Lances Polêmicos de Corinthians 1×0 Fluminense

Muitas reclamações contra o quarteto de arbitragem paranaense na Arena Itaquerão para o jogo de volta entre Timão x Flu pelas Oitavas de Final da Copa do Brasil. Justas ou injustas?

Vamos às jogadas:

Lances 1 e 2) Os dois primeiros gols anulados do Fluminense foram muito parecidos. Jogadas em que a bola é lançada e que Cícero esta à frente da linha do penúltimo homem da equipe paulista. Nenhuma contestação, só cumprimentos ao ótimo bandeira Ivan Bohn pelos acertos.

Lance 3) O árbitro Rodolpho Toski Marques, aspirante à FIFA, vê como tranco legal a disputa de bola entre Giovanni (COR) e Cícero (FLU) dentro da área. O atacante fluminense é trancado dentro do limite permitido pela regra pelo adversário corintiano. Esse é o ombro-a-ombro em que quem for disputar a bola de maneira “mais mole”, com menos vigor, cai inevitavelmente pelo contato físico. Não é infração. Portanto não foi pênalti. Acertou o árbitro.

Lance 4) Cícero (COR) e Marquinhos Gabriel (FLU) estão esperando a bola dentro da área no agarra-agarra. Quando a bola chega ao atacante, ele dobra as duas pernas e pede pênalti. Acertou o árbitro em não marcar pênalti, mas deveria ter dado o tiro livre indireto e o cartão amarelo por simulação.

Lance 5) Douglas (FLU) é lançado em profundidade e fica cara-a-cara com Cássio (COR). Entretanto, é assinalado impedimento pelo bandeira Bruno Boschilia. Errou, havia um atleta do Corinthians no lado esquerdo dando condição, em mesma linha. Entretanto, sejamos justos: é um lance de não impedimento “ajustado”, difícil, milimétrico, que somente com ajuda do olhar eletrônico se poderia definir com exatidão.

Lance 6) A bola é lançada para a área corintiana e no meio do bololô Henrique (FLU) a toca para Richarlison (FLU) em claro impedimento e que faz o terceiro gol irregular. O bandeira Bruno Boschilia demora para marcar o impedimento pois se equivoca e crê que um defensor corintiano é quem a toca, mas é corrigido pelo árbitro Toski com perfeição no “trabalho de equipe da arbitragem”. Acerto e cumprimentos para a rápida solução do problema.

Lance 7) A expulsão de Marquinhos (FLU): o atleta, após a marcação de uma falta cometida, soca o ar reclamando da marcação. Em seguida, ele diz algo ao árbitro e é expulso. Toski se excedeu ao aplicar o cartão vermelho direto (o jogador não foi expulso pelo amarelo reincidente), pois, segundo o relato em súmula, o atleta de cabeça quente, disse literalmente: “vai se fuder”. O juiz estando longe da jogada e a falta já marcada, será que não poderia dar uma sonora advertência verbal? Precisava “gastar o cartão”? Palavrões na linguagem futebolística, muitas vezes, tem sentido de contestação relativo. Se ele chega com o dedo em riste ameaçando, aí sim. Mas parece mais um desabafo do que uma ofensa, repito, na linguagem do futebol (ele não iria dizer “Vossa Senhoria se equivocou”).

Lance 8) Esse certamente o mais difícil: Richarlison em posição legal fica de frente para o gol, intercepta a bola no ombro e é tocado levemente por Fágner. Não haveria o porquê do jogador se atirar (pois era uma situação de domínio e vantagem à frente do seu marcador). Para mim, toque leve mas relevante desequilíbrio por parte de Fágner, que após o contato recolhe a perna. Isso é infração por imprudência, sem violência alguma. E dentro da área, pênalti. Errou o árbitro.

As outras tantas reclamações do jogo não foram relatadas, ficando, portanto, a cargo do Tribunal alguma punição pelas falas em rádio e TV de jogadores e dirigentes.

Portanto, foram:

  • Quatro lances de impedimentos anotados, sendo que 3 resultantes em gol foram bem anulados. Apenas 1, o mais difícil e que não resultou em gol, errado.
  • Três lances de pênaltis reclamados e não anotados, sendo que 1 (o último) procede a queixa.
  • Um lance de expulsão discutível. Certamente, um árbitro mais calejado resolveria com autoridade;mas sem muito nome, Toski optou pelo rigor do cartão.

Detalhe final: Anderson Daronco FIFA-RS, que já estava escalado antes do jogo de ontem, apitará no próximo domingo Corinthians x Fluminense pelo Brasileirão.

bomba.jpg