– O Novo Árbitro FIFA do Brasil

E Wilton Sampaio (GO) foi escolhido para ser o novo árbitro FIFA do Brasil, entrando na vaga de Evandro Rogério Roman, que aposentou o apito.

Novidade? Não. Já era bola cantada entre os árbitros. A surpresa foi a permanência de Francisco Carlos Nascimento (Alagoas) no quadro internacional, pela péssima temporada realizada.

Wilton é um árbitro comum, de atuações regulares, e que se destacou negativamente nesse ano pela má arbitragem do primeiro jogo da final da Copa do Brasil entre Palmeiras X Coritiba (leia a análise desta partida no Blog Pergunte ao Árbitro, link em: http://is.gd/Analise). Porém foi escolhido para ser o novo representante do Brasil nas fileiras internacionais.

Infelizmente, o quadro FIFA brasileiro, composto por 10 árbitros, parece não comportar mais tal número. Dissertamos isso dias atrás no Blog da Rede Bom Dia / Diário de São Paulo (link em: http://is.gd/FIFAdoBRASIL ).

E você: gostou da indicação? Deixe seu comentário:

imgres.jpg

– Acordo Ortográfico tem Vigência Adiada!

E o adiamento da obrigatoriedade do Acordo Ortográfico?

Se você ainda se sente mal em escrever ideia ao invés de idéia, ou contrarregra por contra-regra, saiba que até 2016, as duas formas estarão corretas.

Acho importante padronizar a língua portuguesa, pois, afinal, o português do Brasil está se tornado uma língua brasileira. E, cá entre nós, nas máquinas eletrônicas, quando configuradas, já se pergunta quais das “línguas portuguesas” se quer escolher: a do Brasil ou a de Portugal.

Até lá, terei coragem em substituir vôo por voo… Ou não?

imgres.jpg

– Brasil fará Recall de Moedas de R$ 0,50

O Banco Central do Brasil detectou um lote de moedas com defeito de fabricação. Cerca de 40 mil moedas de R$ 0,50 foram cunhadas com o valor errado! Estão estampadas o valor de R$ 0,05…

Dá para acreditar que algo assim ainda aconteça?

Olha ela aí embaixo (se você receber alguma moeda assim, troque-a em um banco qualquer):

moedacomdefeito.jpg

– Conmebol muda a Regra dos Cartões

A Confederação de Futebol da América do Sul (Conmebol) notoriamente é uma bagunça. Costumeiramente você vê confusões em jogos da entidade, e nunca há punição. Pior: neste ano, tivemos jogos em campos de gramado sintético pela Libertadores da América que não eram aprovados pela FIFA (Juan Aurich, Peru) e que ela permitiu.

Agora, a Conmebol anunciou que 3 cartões amarelos valerão uma suspensão automática em suas competições. Antes, levar cartão amarelo valia apenas uma multa simbólica.

A não-suspensão pelo acúmulo de cartões era uma das poucas coisas boas que a Sulamericana fazia! Sou a favor de multar ao invés de proibir o jogador de participar da partida. Entenda: os cartões amarelos surgiram como símbolo de advertência para que o atleta tomasse cuidado para não ser expulso. Antes, não existiam os cartões amarelo e o vermelho, e o árbitro simplesmente dizia ao atleta que estava expulso quando ele excedesse. Em 1966, na Copa da Inglaterra, o argentino Ratin fez de conta que não entendia sua expulsão e insisita em permanecer em campo, alegando não entender o que o árbitro falava, já que ele só conhecia o espanhol (pura milonga…). Assim, os cartões se tornaram linguagem universal no futebol, a partir da Copa de 70.

Um atleta ser suspenso pelo 3o amarelo pode levar a privação de um craque em disputar uma final de Copa do Mundo: lembremo-nos de Ballack, em 2002, no jogo Brasil X Alemanha, onde o atleta alemão ficou de fora devido aos cartões.

Eu prefiro não suspensão pelo 3o cartão acumulado, para que o espetáculo não seja privado de desfalques importantes. Aliás, a Regra de Jogo não determina tal ausência, mas sim os regulamentos criados pelos torneios (caso desejem).

E você, o que pensa sobre isso? Deixe seu comentário:

imgres.jpg

– Neil Young & Drogas

O músico canadense Neil Young falou às páginas amarelas de Veja (Ed 26/10/2011, à Eurípedes Alcântara), e foi enfático sobre as drogas.

Se quiserem ouvir um conselho meu, lá vai: sem drogas tudo é melhor. Melhor e mais barato”.

E ele fala com propriedade…

imgres.jpg