– Análise Pré-Jogo da Arbitragem de São Paulo X Tigre

Para o decisivo jogo de volta entre São Paulo X Tigre, valendo o título da Copa Sulamericana, a Conmebol escalou o chileno Enrique Osses.

Ótima escala. Nas últimas rodadas, os times brasileiros têm sofrido com arbitragens ruins fora de casa. Contra a Universidade Católica, em Santiago, o mediano árbitro do Equador Omar Ponce apitou o Tricolor. No Morumbi, na volta, o ótimo venezuelano Juan Soto. O Grêmio também sofreu nas quartas-de-finais, com o péssimo equatoriano Carlos Vera no seu jogo em Bogotá contra o Millonarios.

Claro que a arbitragem da final é assunto de destaque, devido a desastrosa atuação do árbitro paraguaio Antonio Arias na última semana. Na primeira partida da finalíssima, Arias sentiu a pressão do estádio La Bombonera (mesmo não estando lotado), ignorando faltas claras dos argentinos e apitando todos os lances faltosos duvidosos dos brasileiros. Em particular, deixou Rafael Toloi ser agredido por duas vezes e não puniu Echeverria, Paparatto e Maggiolo, que pelo número e violência das infrações cometidas, mereciam ser expulsos (seu único mérito foi a expulsão de Luís Fabiano e Donatti).

Osses, ao contrário, tem muita experiência e tem feito uma excepcional temporada. O chileno talvez seja o melhor árbitro sulamericano em atividade, destacando-se pelo controle disciplinar do jogo e excelente condição técnica.

Recentemente, Enrique Osses apitou Boca Jrs X Corinthians na Argentina (final da Libertadores). Na ocasião, acertadamente advertiu Riquelme com Cartão Amarelo por reclamações (o argentino queria “apitar o jogo”…); não entrou na simulação de Emerson, que após dividir com Roncaglia fingiu ter sido agredido; e, por fim, acertou ao não marcar pênalti de Chicão após a tentativa de evitar o gol do Boca Jrs com as mãos, onde corajosamente o árbitro deu vantagem no lance, que resultou em gol (acertando na aplicação correta da regra, amarelando Chicão por tentar e não conseguir evitar um tento).

Fica o recado para o São Paulo FC: a Conmebol escalou um árbitro que não permitirá revides de agressões. Jogadas violentas sem bola ou entradas duras em disputa de bola, aqui no Morumbi, deverão ser punidas.

Para quem esperava “vingança” ou “compensação” no jogo de volta, se decepcionou. Para quem quer assistir a uma partida onde a aplicação correta da Regra do Jogo será zelada, ótima escolha.

Bom jogo nesta quarta-feira, e que a catimba e violência tenham ficado lá em Buenos Aires.

2 comentários sobre “– Análise Pré-Jogo da Arbitragem de São Paulo X Tigre

  1. Segundo Porcari, o árbitro chileno “tem experiência e tem feito uma excepcional temporada”. E mais: “Talvez seja o melhor árbitro sul-americano em atividade, destacando-se pelo controle disciplinar do jogo e excelente condição técnica”.

    Nossa sua opiniao perdeu a credibilidade…assistiu o jogo do morumbi?

    Curtir

  2. Sim, e mantenho a opinião. Um erro não destrói nem pode apagar a carreira intiera de alguém. Sua falha foi a falta de Orban em Lucas. Do resto, normal.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.