– As Pausas da IFAB e da CBF (de resfriamento e de hidratação) serão discutidas durante a Copa?

Você sabia que, quase seis meses depois de entrarem em vigor, não temos por parte da CBF a divulgação das Regras 2022/2023 traduzidas para a Língua Portuguesa?

Pois bem: no site da entidade, você tem a de 2021/2022 e os anexos de alterações; no site da FPF, há disponibilizado o arquivo 2022/2023 em espanhol. No mundo ideal, no primeiro dia de mudança de regras, as associações esportivas deveriam fornecer um livro com a tradução oficial.

DICA – me atualizo com a leitura do original no App da IFAB, disponível na Apple Store ou no Google Play. O texto em inglês é mais fidedigno.

Porém, para ilustrar essa situação inusitada (de desatualização), compartilho um fato recente no qual fui procurado: prestei consultoria à uma banca examinadora de um concurso público para Professor de Educação Física de um determinado município (por respeito, guardarei os nomes). Eis que uma das questões era:

No futebol profissional, baseado nas Regras do Jogo, qual o tempo máximo permitido para hidratação de atletas?
( A ) 1 minuto
( B ) 3 minutos
( C ) 5 minutos
( D ) Não há tempo limite
( E ) Nenhuma das anteriores

O gabarito mostrava 3 minutos como resposta correta. Só que um candidato, que perdeu a vaga por critério de desempate de idade (ele teve a mesma pontuação do candidato contrato, que só foi aprovado por ser mais velho), entrou com recurso pois alegou que seria 1 minuto!

A realizadora do concurso justificou que se baseou na Circular 22 da CBF, que cita “Pausa para hidratação de até 3 minutos”.

ACONTECE que essa circular (real) é equivocada! Não pode!!!

No texto em inglês, você tem a permissão de uma parada para resfriamento corporal, em condições de calor extremo, de até 3 minutos (poderemos ver isso no Catar, caso exista um calor insuportável). Porém, se for um calor forte, mas suportável, você pode permitir apenas 1 minuto para hidratação.

Aqui no Brasil, nós vemos a “Pausa para hidratação” sendo praticada a todo instante como “Pausa para resfriamento”, mas nos documentos oficiais (súmula), relatado como hidratação. Parar o jogo para beber água por 3 minutos, mesmo não estando tanto calor, é ilegal. Permite-se apenas 1 minuto.

Qualquer dúvida, veja o texto extraído do Livro de Regras de Portugal (esse, atualizado):

PARAGENS –
1- Paragens para arrefecimento:
No interesse do bem-estar e segurança dos jogadores, os Regulamento das Competições podem permitir, sob certas condições climatéricas (alta humidade e temperatura), paragens para arrefecimento (normalmente entre noventa segundos e três minutos) para permitir baixar a temperatura corporal; isto é diferente das paragens para hidratação.
2- Paragens para hidratação:
Os Regulamento das Competições podem permitir paragens para hidratação (não mais de um minuto) para permitir aos jogadores se hidratarem; isto é diferente das paragens para arrefecimento.

O que tem que valer é o que a IFAB manda: 3 minutos de descanso para esfriar o corpo. Se chamar “Pausa de hidratação”, para não confundir as pessoas, tem que ser de apenas 1 minuto. No Mundial do Catar, veremos a qualidade dos aparelhos de ar-condicionado e o quanto teremos dessas pausas ou não (e quais serão).

Imagem extraída de IFAB.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.