– Algumas Seleções lutarão contra a homofobia na Copa do Catar 2022. E aí, CBF?

Gary Lineker, ex-jogador inglês e atualmente apresentador de programas esportivos, disse que os atletas gays importantes do futebol deveriam assumir sua homossexualidade durante a Copa do Catar, já que lá o homossexualismo é crime, e tal fato deveria ser motivo de protesto pelas entidades de Direitos Humanos.

A própria Seleção da Inglaterra declarou que jogará com a braçadeira de capitão nas cores do arco-íris, simbolizando a Luta contra a Homofobia. Outras Seleções estudam a mesma coisa.

Lembrei-me da promessa do presidente da CBF, Edinaldo Rodrigues, que dias atrás junto ao Papa Francisco, disse que acabaria com o racismo, sexismo, homofobia ou qualquer discriminação em nosso país, levando o futebol brasileiro a ser um instrumento de igualdade e cidadania.

Mas… nessa luta dos direitos dos gays através do futebol no Catar, será que a CBF realmente entrará em campo, ou ficará só no discurso?

Não acredito que um simples gesto de usar braçadeira nas cores do arco-íris seja praticado pela Seleção Brasileira. E você?

Imagem extraída de: http://agemt.org/contraponto/2017/08/29/homofobia-no-futebol-o-preconceito-nas-arquibancadas/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.