– Recordando minha dissertação!

Puxa, que ótimo recordação! Minha dissertação de mestrado, que “apareceu” em meio aos meus arquivos que eu estava arrumando…

Ótimo tempo de estudante!

Nome: “O NOVO PROCESSO ADMINISTRATIVO DO FUTEBOL BRASILEIRO FRENTE A PROFISSIONALIZAÇÃO NO GERENCIAMENTO DOS CLUBES”.

Falávamos em Lei Pelé naquela época. Hoje, mais atualizada, seria sobre SAF.

Olha que legal o sumário:

S U M Á R I O
 
AGRADECIMENTOS 06
 
PARTE I – INTRODUÇÃO 12
1 APRESENTAÇÃO 13
2 PROBLEMA 14
3 JUSTIFICATIVAS 14
4 OBJETIVOS 15
5 METODOLOGIA DE PESQUISA 15
 
PARTE II – REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 18
6 A SOCIEDADE E O ESPORTE 19
6.1 O ESPORTE COMO ELEMENTO CULTURAL DE UM POVO 19
6.2 A FORÇA INFLUENCIADORA DO MARKETING ESPORTIVO NA SOCIEDADE 19
7 LEVANTAMENTOS DE AÇÕES SOBRE O MARKETING ESPORTIVO E FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 24
7.1 FUNDAMENTAÇÕES TEÓRICAS 24
7.2 LEVANTAMENTO DO NICHO DE MERCADO 25
7.3 A VERDADEIRA FUNÇÃO DO MARKETING  NO ESPORTE 31
7.4 PRIMEIROS EMPREENDIMENTOS E A HISTÓRIA DO MARKETING ESPORTIVO 32
8 A ESTRUTURA FUNCIONAL DAS PRINCIPAIS FEDERAÇÕES NA AMÉRICA DO SUL E SEUS EVENTOS 37
8.1 DEFININDO AS DIVERSAS FEDERAÇÕES E SEUS RELACIONAMENTOS 37
       8.1.1 A FIFA 39
                8.1.1.1 A ESTRUTURA ADMINISTRATIVA 40
       8.1.2 A CONMEBOL 41
                8.1.2.1 A COPA MERCOSUL 41
                8.1.2.2 OS PATROCINADORES DA CONMEBOL 42
                8.1.2.3 A ORGANIZAÇÃO DAS CONFEDERAÇÕES CONTINENTAIS

FRENTE À CONMEBOL

43
       8.1.3 A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL 43
                8.1.3.1 OS PRINCIPAIS CAMPEONATOS 44
                            8.1.3.1.1 O CAMPEONATO BRASILEIRO 44
                            8.1.3.1.2 A COPA DO BRASIL 45
                8.1.3.2 OS PATROCÍNADORES DA CBF 46
                            8.1.3.2.1 O FORNECIMENTO DO MATERIAL ESPORTIVO DA SELEÇÃO 47
                            8.1.3.2.2 O PATROCINADOR DO MATERIAL DE TRABALHO DA SELEÇÃO 49
       8.1.4 A FEDERAÇÃO PAULISTA DE FUTEBOL 50
                8.1.4.1 O CAMPEONATO PAULISTA 51
                            8.1.4.1.1 ASPECTOS ORGANIZACIONAIS ADMINISTRATIVOS E

PROMOCIONAIS PARA O CAMPEONATO PAULISTA

51
                            8.1.4.1.2 ASPECTOS ORGANIZACIONAIS FINANCEIROS PARA O

CAMPEONATO PAULISTA

51
                8.1.4.2 LEVANTAMENTO SOBRE O HISTÓRICO ADMINISTRATIVO DA FPF 52
9 A ESTRUTURA FUNCIONAL DAS PRINCIPAIS FEDERAÇÕES NA EUROPA E SEUS EVENTOS 55
9.1 O PIONEIRISMO NA PROFISSIONALIZAÇÃO DO FUTEBOL 55
       9.1.1 AS TRANSFORMAÇÕES NA ITÁLIA 55
       9.1.2 AS TRANSFORMAÇÕES NA ESPANHA 56
       9.1.3 AS TRANSFORMAÇÕES NA INGLATERRA 57
10 O ESTADO ATUAL DA PROFISSIONALIZAÇÃO DA ESTRUTURA DO FUTEBOL BRASILEIRO 59
10.1 O ESFORÇO EM BUSCA DO PROFISSIONALISMO 59
       10.1.1 O PROFISSIONALISMO NA CONDUÇÃO DO ESPORTE 59
       10.1.2 A LEI BOSMAN 60
       10.1.3 A LEI PELÉ 62
       10.1.4 O FUTEBOL PROFISSIONAL CHEGA À BOLSA DE VALORES 65
10.2 OS INVESTIDORES NO FUTEBOL 67
       10.2.1 SIMPLES PATROCÍNIO 68
       10.2.2 A CO-GESTÃO ADMINISTRATIVA 68
       10.2.3 ALUGUEL DA MARCA 69
       10.2.4 FINANCIAMENTO DE EQUIPE 69
       10.2.5 TERCEIRIZAÇÃO DE EQUIPE 70
       10.2.6 FORMAÇÃO DE EMPRESA ASSOCIADA 70
       10.2.7 ARRENDAMENTO DE EQUIPE 71
       10.2.8 CRIAÇÃO DE UMA NOVA INSTITUIÇÃO 71
10.3 A MODERNIZAÇÃO DOS CLUBES 72
       10.3.1 CASO VASCO DA GAMA 72
       10.3.2 CASO BAHIA 73
       10.3.3 CASO ETTI JUNDIAÍ 74
       10.3.4 CASO UNIBOL-PERNAMBUCO 76
       10.3.5 CASO CFZ DO RIO 78
       10.3.6 CASO SANTA CATARINA 78
       10.3.7 CASO SÃO PAULO 79
       10.3.8 CASO CORINTHIANS 81
       10.3.9 CASO PALMEIRAS 84
       10.3.10 CASO CLUBES DO INTERIOR PAULISTA 85
                10.3.10.1 COMO VIVE O FUTEBOL DO INTERIOR NAS QUATRO LINHAS 85
                10.3.10.2 AS PARCERIAS E ESTRATÉGIAS DAS DEMAIS EQUIPES 87
10.4 OS PATROCINADORES 89
       10.4.1 GIGANTES DO PATROCÍNIO 89
                10.4.1.1 A PARMALAT 89
                10.4.1.2 O EXCEL ECONÔMICO 93
       10.4.2 ENTRAVES DO PATROCÍNIO 93
                10.4.2.1 A MANIPULAÇÃO DE CLUBES 98
10.5 O ALTO CUSTO DO FUTEBOL 99
       10.5.1 O BICHO NO FUTEBOL E OS DISPARATES SALARIAIS 101
 
PARTE III – ANÁLISE 106
11 ANÁLISES GERAIS 107
11.1 O FUTEBOL SULAMERICANO: PASSIONALIDADE E RESISTÊNCIA À MUDANÇAS 107
11.2 SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE OS PROCESSOS  DAS LIGAS EUROPÉIAS 109
11.3 A SITUAÇÃO BRASILEIRA 111
11.4 HÁ ALGO A MAIS DO QUE SÓ POSSUIR DINHEIRO PARA  PROFISSIONALIZAR 112
12 ANÁLISES ENTRE OS ELEMENTOS DA ESTRUTURA DO FUTEBOL BRASILEIRO 114
12.1 RELAÇÃO CLUBES X EMPRESÁRIOS 114
12.2 RELAÇÃO CLUBES X PATROCINADORES 114
12.3 RELAÇÃO CLUBES X FEDERAÇÕES/ORGANIZADORES 115
12.4 RELAÇÕES CLUBES & FEDERAÇÕES X TORCEDORES 116
13 ANÁLISE SOBRE OS ENVOLVIDOS NA ESTRUTURA DO FUTEBOL BRASILEIRO 118
13.1 ENVOLVIDOS EM TRABALHO 118
       13.1.1 OS JOGADORES DE FUTEBOL 118
       13.1.2 AS COMISSÕES TÉCNICAS 119
       13.1.3 A ARBITRAGEM 120
       13.1.4 OUTROS ENVOLVIDOS 121
13.2 ENVOLVIDOS EM LAZER 121
 
PARTE IV – CONCLUSÕES 124
14 CONCLUSÕES PRELIMINARES 125
14.1 QUADRO ESTRUTURAL DO FUNCIONAMENTO DO FUTEBOL  BRASILEIRO 126
14.2 COMENTÁRIOS SOBRE A ESTRUTURA EM FUNCIONAMENTO NO FUTEBOL BRASILEIRO 129
15 CONCLUSÕES FINAIS 130
 
BIBLIOGRAFIA 133

O abstract:

Imagem

Um comentário sobre “– Recordando minha dissertação!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.