– O dia da revanche dos boleiros?

Não sou da turma que entende sobre Carnaval, mas leio um monte de nome de escola de samba, todas ligadas às torcidas organizadas de clubes de futebol.

Quando vejo manifesto (como o mais recente de uma agremiação da Capital) que ameaçou seu time com o “Se não jogar por amor, vai pelo terror”, fico pensando: os jogadores poderão ir aos barracões e pressionar os foliões antes do desfile, com o dito: “Se não sambar por amor, vai pelo terror”?

Pau que bate em Chico, bate também em Francisco…

Imagem extraída de: https://batucadafemininablog.wordpress.com/2016/07/21/futebol-samba-e-carnaval/amp/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.