– Qual o destino?

Como sou um bom coruja, digo, pai, tento entrar na cabeça da minha filhota e pensar: “para onde vão essas bexigas tão lindas, se forem soltas”?

Viajando pela minha imaginação, não sei. Mas pela da minha Tetéia… Longe e num lugar encantado!

Que delícia ser criança…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.