– O erro do bandeira no clássico mineiro pela Libertadores ligou o sinal de alerta dos clubes!

O América vencia o Atlético Mineiro até sofrer um gol irregular anotado por Ademir, em condição de impedimento, tirando-lhe dois pontos pela Libertadores da América.

O Coelho reclamou que queria VAR em todas as fases do torneio (já que a ferramenta só entrará na fase 2). O Galo concordou com a queixa.

Mas mais do que isso: o erro mostra o condicionamento dos bandeiras de, por trabalharem com VAR, na hora do jogo, se comportarem em caso de dúvida na permissão para o lance seguir.

Explico: os árbitros assistentes têm a orientação de que, em caso de dúvida de um impedimento, deixar o jogo seguir para que o VAR possa fazer a correção. Erguer seu instrumento só em caso de certeza absoluta! E como todos os bandeiras estão treinados à exaustão para que não se precipitem em paralisar as jogadas, “o chip” demora para mudar e você “vicia” em uma orientação costumeira.

Não tenho dúvida: muitos bandeiras deixarão o jogo correr na dúvida, por conta dessa situação. Antes do VAR, um comportamento informal era: “aparece sozinho e está em dúvida, pare o lance”.

Portanto, nesta fase de grupos da Libertadores da América, veremos mais gols irregulares por conta do posicionamento duvidoso.

Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press, extraído de https://www.em.com.br/app/colunistas/jaeci-carvalho/2022/04/13/interna_jaeci_carvalho,1359890/em-jogo-historico-e-com-gol-em-impedimento-galo-empata-com-o-america.shtml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.