– Vamos parar o Futebol por conta da Pandemia?

Três perguntas e duas observações, a fim de discutir: vale a pena manter o futebol profissional em atividade, nesses tempos de proliferação do contágio do Novo Coronavírus?

Questione-se:

1 – Se paramos o Paulistão 2020 com 2 mortes na época, sem imaginar que chegaríamos a quase 1000 / dia, por quê continuar com o Paulistão 2021 com 1700 mortes diariamente, sendo que as previsões dizem que se pode atingir até 3000 / dia?

2- Se os protocolos rigorosos eram para não permitir nenhum contaminado, como explicar mais de 300 jogadores infectados na Série A do Brasileirão (compare a “taxa de contaminação da população” e a “taxa entre os atletas”, percentualmente falando – dica: quantos adoecidos divididos por quantos jogaram), o erro gravíssimo com a equipe do Red Bull Bragantino x Corinthians envolvendo o Hospital Albert Einstein e outros infectados rodada após rodada?

3 – Se o futebol é tão “mundo à parte”, como defender a sua prática sem torcedores na arquibancada para “alegrar o povo” (uma bobagem, pois significa que árbitros, jogadores e imprensa podem se arriscar para divertir telespectadores), como muitos alegam, sabendo das aglomerações de pessoas nas portas dos estádios, concentrações e trajetos de ônibus? Vide quando o São Paulo brigava pelo título no Brasileirão, quando o Palmeiras ganhou a Libertadores, quando o Flamengo ía viajar e o “AeroFla” era montado… tudo errado!

Observe-se:

1 – Amo futebol, mas é indevida sua prática nesse momento. Lucas Pitton testou negativo antes do Derby, e após o jogo contra o Palmeiras, dois dias depois, o atleta do Corinthians atestou positivo para a Covid-19. Ele jogou com o vírus ou não? Não teve contato nem dividiu com ninguém? Ou espirrou, tossiu, cuspiu ou suou em campo? É óbvio que há falha no protocolo e utópico se trancafiar atleta pós-teste até o dia da partida.

2- Por quê não temos uma redução do número de jogos de futebol em nosso país? Libertadores, Paulistão, Copa do Brasil, Brasileirão… tem que jogar a tabela original, formatada para anos normais, e não readaptá-la? Mata-mata deve virar “mata”, dois turnos deve virar “turno único”, e por aí em diante.

Fico pensando: é insensibilidade dos cartolas ou ignorância mesmo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.