– Dói. Mas continue.

Querer ser um franciscano não é fácil. É imitar o Cristo na essência. Missão difícil… Muitas vezes, você dá uma de Cirineu carregando cruzes e se questiona se vale a pena .

– Como é difícil consolar, e nunca (ou somente às vezes) ser consolado!

– Como é doloroso perdoar, e eventualmente ser perdoado!

– Como é complicado dar, dar, dar e nunca receber!

– Como é cansativo amar e não se sentir amado…

Você se sente / sentiu-se assim?

Respire fundo.

Pare.

Respire de novo… e siga em frente.

Como diria a canção: “o mundo pode até fazer você chorar, mas Deus te quer sorrindo”.

– Em defesa da Cidadania e pelas Mulheres: o Projeto “Mete a Colher”

Nesses dias tão sofridos para o sexo feminino, onde o desrespeito tem-se feito maior, uma iniciativa louvável: o Projeto “Mete a Colher”, que trabalha com as mulheres vítimas de violência doméstica.

Compartilho esse vídeo com os detalhes,

Em: http://g1.globo.com/pernambuco/videos/v/projeto-mete-a-colher-reune-voluntarias-para-ajudar-mulheres-vitimas-de-violencia/5211026/

bomba.jpg

– 22 anos de Ensino Superior.

Não vou deixar passar batido: há exatos 22 anos ministrava minha primeira aula em turmas de ensino superior.

Agradeço de coração a Profa. Raquel Pereira, da Uninove, por me confiar tal oportunidade e acreditar em um jovem de 22 anos à frente de uma turma de Administração de Empresas. Depois veio a segunda turma, a terceira… e não parou mais!

Obrigado a todos.

Professor inteligente em frente a lousa | Vetor Premium

– Dever com os filhos: cansa, mas nem tanto. E é muito bom!

Pai ajudando a filha no dever de casa: sinônimo de paciência, resiliência, experiência… mas também de amor, carinho e crescimento!

É cansativo (afinal, ela tem 3 anos). Mas é ótimo (e é só a primeira atividade do dia).

Em: https://youtu.be/uM2-JNhrYOk

👨‍👧👨‍👩‍👧‍👧 💕 #Família #Educação

– Dia de São Patrício / St. Patrick’s Day

Na Irlanda, São Patrício é o padroeiro e muito festejado neste dia 17. Mas você sabe quem foi ele?

Abaixo, duas impressões sobre esse dia:

DIA DE SÃO PATRÍCIO (extraído do site da Canção Nova)

O santo de hoje nasceu na Grã-Bretanha no ano 380. Oração, penitência e uma vida de entrega a Deus foram capacitando São Patrício a responder em Cristo diante das tribulações da vida.

Aos 16 anos, foi capturado e preso por piratas irlandeses. No perdão, na oração e na atenção de encontrar um espaço para a fuga, conseguiu fugir para a França, onde continuou seu discernimento na busca da vontade de Deus.

Tornou-se sacerdote missionário, evangelizando na Inglaterra e na Irlanda. Já como bispo, salvou muitas almas através de seu testemunho de santidade, a ponto de tornar a antiga Irlanda toda católica, do empregado ao rei.

A história da Irlanda ficou marcada com a contribuição de São Patrício, que, através da construção que fez de diversos mosteiros, deixou nesse lugar a fama de “ilha dos mosteiros”.

Faleceu com cerca de 80 anos.

CURIOSIDADES / MITOS DO DIA DE SÃO PATRÍCIO (extraído da Revista Época)

O Dia de São Patrício (St. Patrick’s Day) é comemorado no dia 17 de março na Irlanda e diversos países do mundo aderiram às comemorações – inclusive o Brasil. A data celebra a morte de São Patrício, padroeiro do país. Conheça 5 curiosidades sobre a festa.

1. Afogar o trevo

O símbolo da festa é o “shamrock” (trevo de quatro folhas), com o qual, segundo a lenda, São Patrício explicou o dogma da trindade à população irlandesa durante seus anos de missionário. No Dia de São Patrício, é tradição usar um pequeno “shamrock” e, no fim do dia, deixá-lo cair em seu último copo de cerveja ou de whisky, que são bebidas tradicionais da ilha. A tradição é conhecida como “drowning the shamrock”, ou “afogar o trevo”. Diz-se que o ato traz um ano de prosperidade.

2. Sláinte!

Uma das bebidas típicas da festa é a cerveja Guinness, que surgiu em 1759 na histórica St. Jame’s Gate Brewery de Dublin, local onde essa bebida de cor marrom à base de cevada é produzida. No Dia de São Patrício, o consumo mundial passa os 2,3 milhões de litros por dia, chegando até 6 milhões. Ao brindar, é tradição gritar “sláinte”, palavra gaélica que significa “saúde”. Acredita-se que a tradição de beber no Dia de São Patrício tenha surgido pois, na ocasião da festa, havia sido suspensa por um dia a abstensão da quaresma de álcool e comida.

3. O santo pastor

São Patrício não nasceu na Irlanda, não se chamava Patrício e, tecnicamente, nem santo é, pois jamais foi canonizado. Acredita-se que ele tenha nascido na Escócia ou no País de Gales, no fim do século 4, durante a dominação romana. Seu nome de nascimento era Maewyn Succat. Aos 16 anos, foi sequestrado por piratas e levado à Irlanda, onde passou a adolescência cuidando de ovelhas. Após fugir e voltar para a Inglaterra, Maewyn entrou para a vida monástica e adotou “Patrício” como nome cristão (um dos nomes mais comuns na Irlanda). Quando adulto, voltou à ilha como missionário e introduziu o cristianismo entre a população celta, motivo pelo qual é venerado e visto como santo da Igreja Católica.

4. Festa dos imigrantes

O Dia de São Patrício não surgiu na Irlanda, e sim nos Estados Unidos, onde os imigrantes irlandeses começaram a festejá-lo a partir de 1700, para manter suas raízes vivas. A presença dos irlandeses ficou ainda mais forte em 1800, quando a grande caristia fez com que muitos deixassem suas terras. Atualmente, mais de 40 milhões de americanos têm origens irlandesas, além de 14 milhões de britânicos e sete milhões de autralianos, enquanto os habitantes da ilha são pouco mais de seis milhões. Em honra à comunidade irlandesa da cidade, a catedral católica de Nova York é dedicada a São Patrício.

5. O mundo se pinta de verde

A cor tradicional de São Patrício e da Irlanda é o verde, que relembra as gramas e as colunas da Ilha de Esmeralda. No Dia de São Patrício, cidades de vários países de língua inglesa se “pintam” de verde. O Empire State Building, em Nova York, a Sydney Opera House, e até mesmo o rio que corta a cidade de Chicago, se pintam com um verde brilhante em comemoração à data.

São Patrício - Instituto Hesed

– A incoerência do Cartola no Futebol Brasileiro

Andrés Rueda, presidente do Santos FC, no dia 04 declarou à Folha de SP que era “a favor da paralisação do futebol pois a coisa estava fugindo do controle. Foram 1840 mortes na ocasião.

Vide aqui: https://globoesporte.globo.com/sp/santos-e-regiao/futebol/times/santos/noticia/noticias-santos-presidente-andres-rueda-defende-paralisacao-pausa-futebol.ghtml

No dia em que mais de 2800 morreram, o dirigente deve ter sido altamente convencido a mudar de ideia. Afinal, todos os times da Série A1 do Paulistão (isso inclui o Peixe) votaram com a FPF pela continuação do Campeonato Paulista

Qual foi o fator decisivo para a mudança de opinião? Ou nas reuniões da entidade, a palavra do presidente deve ser de concordância unânime?

Candidato à presidência do Santos, Andrés Rueda apresenta propostas em live  - Santa Portal

– Mentiras dos Médicos!

Olha que interessante: pesquisa americana realizada pelo Charter on Medical Professionalism, por Lisa Iezzoni, mostra algumas atitudes discutíveis de médicos. A maioria delas:

-55,2% descreveram o prognóstico de uma maneira mais positiva do que deveriam ao menos uma vez no último ano;
-28% revelaram informações médicas confidenciais a pessoas não autorizadas;
-20% não assumiram erros com medo de processo;
-35,4% não gostam de deixar claro aos pacientes suas relações coma indústria farmacêutica;
-11% admitiram ter dito a um paciente algo que não era verdade.

Mais detalhes, extraído de Isto É, Ed 2209, pg 79, por Luciani Gomes, em:

AS MENTIRAS DOS MÉDICOS

Médicos mentem? Além de competência técnica, espera-se que o profissional de medicina nunca omita ou exagere, para mais ou para menos, o quadro de um paciente. Mas uma pesquisa feita nos Estados Unidos e publicada este mês na revista Health Affairs, voltada ao aprofundamento de políticas de saúde, revela que a honestidade não está sendo levada tão a sério pelos principais profissionais da área de saúde. De cerca de 1,9 mil médicos entrevistados, 55,2% confessaram ter dado um prognóstico mais otimista do que exigia a situação. “O grande problema nesses casos é a omissão de informação necessária para que o paciente tome decisões sobre sua saúde”, disse à ISTOÉ a coordenadora da pesquisa, Lisa Iezzoni, professora da escola de medicina da Universidade de Harvard.
Lisa cita o exemplo de um paciente de câncer que, ao receber o diagnóstico, não compreendeu o avançado estágio da doença. O resultado foi que não conseguiu se preparar – nem preparou a família – para as perdas emocionais e financeiras que sofreriam. “É humano não querer chatear. Mas isso não pode impedir um médico de passar a informação correta”, pondera Lisa. Para o médico Edevard José de Araújo, do Conselho Federal de Medicina (CFM), a verdade deve sempre ser dita, e de maneira muito clara. “Talvez não toda a verdade num primeiro encontro, mas durante dois, três ou mais, se for necessário, para um melhor entendimento”, defende.
O estudo apontou também uma grave omissão em relação aos erros médicos. “Somente 20% disseram ter assumido e relatado ao paciente a ocorrência de erros durante o tratamento ou diagnóstico”, afirma a pesquisadora. “O profissional não pode prometer um resultado 100% satisfatório. Mas, se algo acontecer fora do previsto, ele tem que informar”, orienta Araújo, do CFM.
Porém, 34% dos profissionais revelaram que não concordam completamente com a ideia de que devem reportar aos pacientes os erros médicos significativos cometidos no atendimento.
Outro ponto obscuro na relação médico-paciente é a transparência sobre o envolvimento dos profissionais com a indústria farmacêutica. Trinta e cinco por cento não estão seguros ou discordam da obrigatoriedade de informar ao paciente os seus vínculos com as empresas. “É um relacionamento impossível de não existir por causa do assédio e da força dessa indústria e que leva a um tipo de relação condenada, da qual nem sempre o paciente sabe”, diz Araújo.
E já que a relação médico-paciente nunca é tão clara como parece, a solução é desmistificá-la, conforme a professora Ligia Bahia, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro. “Os médicos são seres humanos e, como tais, sujeitos a diversas influências.” Ela recomenda aos pacientes exercerem sua autonomia, exigindo sempre explicação completa sobre qualquer diagnóstico ou tratamento.

bomba.jpg

– O quadro do Sol.

07h00 – Sol muito bonito de natureza e beleza indescritíveis.

Obrigado, Mãe Terra, pelo brilho do Astro-Rei.

Sintamos a energia desses raios que nos trazem energia!

🌱🌞 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#inspiração #amanhecer #morning #fotografia #paisagem #sun #céu #landscapes #BragançaPaulista #infinito #nature

– Bom dia, 4a feira!

👊🏻 Olá amigos!
Tudo pronto para suar mais uma vez em busca de #saúde.
Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária #endorfina?
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #Asics #training #corrida #sport #esporte #running
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #VirgemMaria, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.”
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da #natureza.
E esses #hibiscos amarelos?
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅 Desperte, #BragançaPaulista, com esse infinito #céu.
Que a #QuartaFeira possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Caqui!

E no café da manhã, vou comer um delicioso caqui!

Esse veio de Itatiba, e eu amo essa saborosa fruta.

Sabe o quão saudável ela é?

Abaixo, extraído de: e-Cycle

SEIS BENEFÍCIOS DO CAQUI

1- Apesar de pequeno, um caqui possui uma quantidade impressionante de nutrientes,

2- Excelente fonte de antioxidantes,

3- Faz bem para o coração,

4- Reduz a inflamação,

5- É rico em Fibra,

6- Faz bem para os olhos.

– Brigar em Rede Social? Tô fora!

Pois é, amigos virtuais… o ambiente nas Redes Sociais está difícil, hein?

O que mais me impressiona é: as pessoas perderam a Educação! 

Briga-se por política, por coronavírus, por religião… Cá entre nós: as pessoas não entendem que cada um pode ter a sua opinião, e essa é a BELEZA DA DEMOCRACIA?

Não brigue / ofenda / desdenhe de quem simplesmente pensa diferente de você.

Em: https://youtu.be/CqCQzajhwj0