– A 1ª bicicleta a gente nunca esquece!

Minha caçulinha ganhou a sua primeira bicicleta. Ela queria tanto uma “bike rosa”, que das últimas 24h, 25 delas foram em cima dela!

É prazeroso dar um presente e a criança amar, não?

Treinou tanto que já está “craque do pedal”! Ô doçura…

#carinho

– A Bipolaridade do Mundo Organizacional

Compartilho um artigo extremamente oportuno de um fenômeno atual: a “Mudança de ‘Humor Organizacional’ das Empresas”, retratado pelo Prof José Renato Sátiro Santiago.

Abaixo, extraído de:

http://jrsantiago.com.br/blog/texto/A_Bipolaridade_no_Mundo_Corporativo_e_seu_uso_indevido

A BIPOLARIDADE NO MUNDO CORPORATIVO E SEU USO INDEVIDO

Distúrbio caracterizado pela repentina mudança de humor de seu paciente, a bipolaridade tem invadido o dia a dia de todos nós.

Diferentemente do que acontecia em um passado remoto, hoje em dia não é tão raro conhecermos alguém que sofra deste mal.

A questão aqui, no entanto, não diz respeito ao efetivo crescimento, mas sim ao seu diagnóstico.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a OMS, há cerca de 340 milhões de pessoas que sofrem de transtornos desta natureza (1 a cada 20).

Sim, sofrer é o termo certo, pois se trata de uma doença com a qual se deve ter um enorme cuidado.

Conforme alguns estudos, o índice de suicídio entre as pessoas bipolares é cerca de 30 vezes maior se comparado com aquelas que não possuem tal distúrbio.

Assustador.

Ainda assim, há um mal maior sofrido por uma pessoa bipolar, o preconceito.

Muitos, talvez por pura ignorância no assunto, costumam associar as características deste mal como sendo “pura frescura” ou “falta de uma boa surra quando criança”.

Como se fosse possível controlar seus efeitos.

No mundo corporativo, por exemplo, não é incomum confundirem a bipolaridade com questões bem diferentes sem qualquer relação de causa e feito.

Isto é péssimo e é o pior que pode ser feito.

Quantos de nós, ao longo de nossa vida profissional, já testemunhamos colegas que mudam radicalmente de postura e comportamento de um momento para o outro.

Tal tipo de situação costuma ser marcada por frases de tal estirpe “…ele (ou ela) só pode ser bipolar…”.

A verdade absoluta é que isto está longe de ser bipolaridade.

O que seria apenas uma estratégia de sobrevivência, mesmo que vil, passa a ser entendido como algo que é feito sem que haja a devida previsibilidade.

A pessoa bipolar age de acordo com o seu humor, e este, o humor, muda de forma muito rápida e extremada.

Trata-se de algo que pode ser controlado com tratamento, inclusive com medicação apropriada.

A mudança de posicionamento repentino, conforme conveniência, não possui qualquer relação com este tipo de transtorno.

O assunto sobre o qual se refere é outro.

Além disso, e justamente por se tratar de uma doença, é uma irresponsabilidade o uso indevido de um assunto tão sério para qualificar alguém.

Uma atitude preconceituosa, pois tende a associar uma doença como sendo uma característica pessoal.

“Ah mais eu não sabia disso”.

Ainda assim, o desconhecimento sobre as características desta, ou de qualquer outra, doença não serve de atenuante ao seu uso indevido.

Aliás, isto deveria servir para tudo, não é mesmo?

Resultado de imagem para bipolar

– A tecnologia da Moderna poderá revolucionar as futuras vacinas?

Novas vacinas (para qualquer tipo de prevenção) são cada vez mais rápidaso que levam aos incrédulos formularem mais questionamentos. Entretanto, nunca o planeta investiu tanto em pesquisa, nem tanta gente se desdobrou neste tipo de investigação científica.

Ao ler essa matéria, abaixo, sobre o que a Moderna fez com inovação, somos levados a pensar: felizmente, a inteligência dos cientistas, somada à tecnologia de ponta, pode verdadeiramente ajudar a humanidade.

Extraído de: https://brasil.elpais.com/internacional/2020-12-05/novos-dados-sugerem-que-a-vacina-da-moderna-gera-imunidade-duradoura.html

NOVOS DADOS SUGEREM QUE A VACINA DA MODERNA GERA IMUNIDADE DURADORA

A ideia por trás de qualquer vacina é simular uma infecção sem causar danos, de forma que o próprio organismo gere imunidade contra o vírus. Hoje estão sendo divulgados dados que sugerem que a vacina da Moderna produz maior imunidade do que a própria infecção com o novo coronavírus.

Um grupo de 34 pessoas de todas as idades que recebeu as duas doses da vacina Moderna continua apresentando níveis elevados de anticorpos até quatro meses após a primeira dose. Os anticorpos são proteínas minúsculas capazes de se ligarem ao vírus e impedi-lo de causar doenças. Os tipos de anticorpos em que este trabalho se concentra são os mais eficazes na neutralização da SARS-CoV-2, pois se ligam à proteína S em forma de hastes que se projeta do entorno do vírus e sem a qual é incapaz de se unir às células humanas para sequestrá-las e gerar milhões de cópias de si mesmo.

“São notícias muito positivas”, explica Alicia Widge, pesquisadora do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH), que desenvolveu a vacina com a Moderna. “Todos os participantes tinham altos níveis de anticorpos contra a SARS-CoV-2 três meses depois da segunda dose da vacina [que é dada 28 dias após a primeira, o que significa quatro meses de imunidade a partir da primeira dose]. Isso sugere que a vacina vai proporcionar imunidade duradoura”, destaca a pesquisadora, principal autora do estudo publicado na prestigiada revista The New England Journal of Medicine.

O dado mais encorajador é que, quatro meses depois da primeira injeção, todos os vacinados —incluindo aqueles com mais de 71 anos— tinham níveis mais elevados de anticorpos do que o das pessoas que haviam sido infectadas com o SARS-CoV-2.

A vacina da Moderna é uma das mais avançadas e demonstrou ser 94% eficaz em um ensaio com mais de 30.000 participantes coordenado pelo NIH. Sua eficácia contra a covid-19 grave é de 100%, de acordo com os últimos dados fornecidos pela empresa. A vacina está agora na terceira e última fase de testes e nenhum efeito adverso grave foi detectado. Sua aprovação na UE está prevista para 12 de janeiro e a da BioNTech/Pfizer para 29 de dezembro.

Por ora, não há dados comparáveis sobre a duração da imunidade gerada pela outra vacina mais avançada, a da BioNTech/ Pfizer, com eficácia de 95%. Tanto esta como a da Moderna são baseadas na mesma técnica: o RNA mensageiro. No momento não existe nenhuma vacina desse tipo aprovada com base nessa molécula, mas os cientistas acreditam que possa revolucionar a biomedicina porque permite desenvolver de forma muito rápida vacinas contra vírus e até mesmo contra tumores.

O médico Uğur Sahin, diretor executivo da empresa alemã, explica a este jornal que esperam ter esses dados em breve. “Vimos níveis de anticorpos semelhantes aos que a Moderna mostra, mas ainda não publicamos os dados. Esperamos poder fazer isso no final da próxima semana”, explica. “Sabemos que nossa vacina gera células de memória, mas também que os níveis de anticorpos cairão com o tempo. Isso significa que talvez seja necessária uma terceira dose de reforço um ou dois anos depois”, acrescenta.

Os últimos dados publicados sobre a vacina da Universidade Oxford e Astrazeneca se baseiam em 560 voluntários e mostram que os vacinados apresentam altos níveis de anticorpos neutralizantes 28 dias após a segunda dose. Neste caso se trata de uma vacina com base em uma mensagem genética do DNA que entra nas células a bordo de um vírus desativado de chimpanzé. Também é uma tecnologia que não havia sido aprovada até agora. A eficácia desta vacina está entre 62% e 90%, mas a confiabilidade desses dados é menos robusta do que a das outras duas vacinas.

“São notícias muito boas”, opina África González, imunologista da Universidade de Vigo. “Um problema é que ainda não se sabe qual o nível de anticorpos uma pessoa precisa ter para saber se está protegida contra a infecção pelo SARS-CoV-2. No entanto, dadas as poucas reinfecções que se observam no mundo, e que o nível de imunidade alcançado após a primeira exposição tem sido suficiente, os dados indicam que os vacinados estariam mais protegidos do que os que tiveram a infecção natural”, destaca.

“A conclusão mais contundente é que a capacidade de neutralização nesses pacientes que receberam as duas doses da vacina aos quatro meses é maior em todas as faixas etárias do que a de 41 pessoas convalescentes de covid-19 aos 34 dias”, destaca Carmen Cámara , secretária da Sociedade Espanhola de Imunologia (SEI). “São dados muito bons que nos levam a pensar que os anticorpos podem durar muito mais tempo”, enfatiza.

Marcos López, presidente do SEI, aponta outra questão fundamental. “Os tipos de anticorpos neutralizantes que foram detectados neste estudo estão dirigidos contra o domínio de ligação ao receptor da proteína S do vírus. Isto significa que foram gerados em centros germinativos [quartéis-generais da imunidade localizadas nos gânglios e baço]. É importante porque sabemos que quando esse tipo de anticorpos é gerado também são criadas células B e T de memória”, observa. Esses dois tipos de células são o corpo de elite da imunidade de longa duração. São capazes de se lembrar de um vírus e gerar anticorpos contra ele e destruir células infectadas, respectivamente, passados meses ou anos.

Os dados mais recentes sobre a imunidade gerada por pessoas que superam a infecção trazem boas notícias possivelmente extrapoláveis para a vacina. Os anticorpos que neutralizam o vírus continuam presentes pelo menos sete meses depois, de acordo com um dos maiores estudos sobre o assunto. Em novembro, outro trabalho mostrou que os infectados retêm imunidade robusta por pelo menos oito meses depois, mediada por linfócitos B e T, o que leva a pensar que a imunidade pode durar anos.

A equipe do NIH publicou um estudo em setembro mostrando que os voluntários que receberam a vacina da Moderna tinham linfócitos um mês e meio depois da segunda injeção. “Esperamos ter em breve os dados de acompanhamento para os primeiros seis meses”, conclui Widge.

Siga a cobertura em tempo real da crise da covid-19 e acompanhe a evolução da pandemia no Brasil. Assine nossa newsletter diária para receber as últimas notícias e análises no e-mail.

Voluntário participa do ensaio clínico da vacina da Moderna nos EUA.

Voluntário participa do ensaio clínico da vacina da Moderna nos EUA.– / AFP

– Lembrete de um bom Conselho contra as Drogas!

O músico canadense Neil Young falou às páginas amarelas de Veja (Edição antiga, de 26/10/2011, à Eurípedes Alcântara), e foi enfático sobre as drogas. Disse ele:

Se quiserem ouvir um conselho meu, lá vai: sem drogas tudo é melhor. Melhor e mais barato”.

E ele fala com propriedade… 

imgres.jpg

– Dia de Santo Estevão

A Igreja Católica festeja hoje Santo Estevão, considerado primeiro mártire do Catolicismo e um dos primeiros diáconos da Igreja.

Conheça sua história, extraída do site da Comunidade Canção Nova:

SANTO ESTEVÃO

Nos capítulos 6 e 7 dos Atos dos Apóstolos encontramos um longo relato sobre o martírio de Estêvão, que é um dos sete primeiros Diáconos nomeados e ordenados pelos Apóstolos. Santo Estêvão é chamado de Protomártir, ou seja, ele foi o primeiro mártir de toda a história católica. O seu martírio ocorreu entre o ano 31 e 36 da era cristã. Eis a descrição, tirada do livro dos Atos dos Apóstolos:

“Estêvão, porém, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. Levantaram-se então alguns da sinagoga, chamados dos Libertos e dos Cirenenses e dos Alexandrinos, e dos da Cicília e da Ásia e começaram a discutir com Estêvão, e não puderam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. Subornaram então alguns homens que disseram: ‘Ouvimo-lo proferir palavras blasfematórias contra Moisés e contra Deus’. E amotinaram o povo e os Anciãos e Escribas e apoderaram-se dele e conduziram-no ao Sinédrio; e apresentaram falsas testemunhas que disseram: ‘Este homem não cessa de proferir palavras contra o Lugar Santo e contra a Lei; pois, ouvimo-lo dizer que Jesus, o Nazareno, destruirá este Lugar e mudará os usos que Moisés nos legou’. E todos os que estavam sentados no Sinédrio, tendo fixado os olhares sobre ele, viram o seu rosto como o rosto de um anjo”.

Num longo discurso, Estêvão evoca a história do povo de Israel, terminando com esta veemente apóstrofe:

“‘Homens de cerviz dura, incircuncisos de coração e de ouvidos, resistis sempre ao Espírito Santo, vós sois como os vossos pais. Qual dos profetas não perseguiram os vossos pais, e mataram os que prediziam a vinda do Justo que vós agora traístes e assassinastes? Vós que recebestes a Lei promulgada pelo ministério dos anjos e não a guardastes’. Ao ouvirem estas palavras, exasperaram-se nos seus corações e rangiam os dentes contra ele. Mas ele, cheio do Espírito Santo, tendo os olhos fixos no céu, viu a glória de Deus e Jesus que estava à direita de Deus e disse: ‘Vejo os céus abertos e o Filho do homem que está à direita de Deus’. E levantando um grande clamor, fecharam os olhos e, em conjunto, lançaram-se contra ele. E lançaram-no fora da cidade e apedrejaram-no. E as testemunhas depuseram os seus mantos aos pés de um jovem, chamado Saulo. E apedrejavam Estêvão que invocava Deus e dizia: ‘Senhor Jesus, recebe o meu espírito’. Depois, tendo posto os joelhos em terra, gritou em voz alta: ‘Senhor, não lhes contes este pecado’. E dizendo isto, adormeceu”.

Santo Estêvão, rogai por nós!

Hoje a Igreja celebra Santo Estêvão, diácono e primeiro mártir

– Boxing Day é um dia de festa!

Muita gente falando sobre o inglês “Boxing Day“. Afinal, é dia de compras ou de futebol?

Das duas coisas! A tradição dos países do Reino Unido reza que no dia 26 (sempre no dia seguinte ao Natal, exceto quando cai aos finais de semana, quando é postergado para a segunda-feira), o comércio coloca suas sobras de mercadorias em liquidações atrativas, provocando filas nas lojas. Além disso, no mesmo dia (que é feriado), se tem jogos de futebol de TODAS as divisões do campeonato. Assim, é mais do que Black Friday e mais do que evento esportivo, pois, afinal, é um dia de descanso com vida própria!

E aí, funcionaria um “Boxing Day” no Brasil, com lojas cheias e futebol da 4a até a 1a divisão?

bomba.jpg

– Bom sábado!

👊🏻 Bom dia!
Um #sábado com cara de #feriado? Sei lá, mas é o último do ano.
Só sei que já está tudo pronto aqui em casa para suar mais uma vez em busca de #saúde. Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária #endorfina?
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #esporte #running #asics
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #NossaSenhoraMãeDeDeus, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.”
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #MãeDeDeus #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da #natureza. Hoje, com essa #rosa vibrante!
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅 Desperte, #BragançaPaulista, com esse #céu azul infinito.
Que o #sábado possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– E quando o Papai Noel chegou?

Eu expliquei ao Miguel e à Maria Estela que o Papai Noel chegaria… e olhem na sequência de fotos abaixo a reação deles quando o “bom velhinho” chegou:

É legal demais a pureza das crianças, não? A espontaneidade torna-se a grande marca delas!

🎅 🪅 🎄 🎁 #PapaiNoel #Alegria #Natal  #Crianças #Kids