– Daughter and Dog: love!

Como é bom brincar com a cachorrinha! Maria Estela e Pepita em completa sintonia de amor…

Crianças e animais mostram como a simplicidade dos sentimentos é prova de paixão verdadeira. Por quê nós, adultos, complicamos tanto as coisas?

Abaixo:

Imagem

#PaiDeMeninas #Amor #Carinho #Pet #Dog #Baby #Família

– A culpa de chefes ruins é de…

quem os escolhem!

Segundo o livro dos consultores em Administração Jefrrey Cohn e Jay Moran (“Por que somos tão ruins para escolher bons líderes?”), alguns fatores são decisivos. Abaixo, a lista deles:

(extraído de: http://is.gd/p5wZ61)

POR QUE HÁ TANTOS LÍDERES RUINS?

Rafael Palladino, do Banco Panamericano. Carly Fiorina, da HP. Bob Nardelli, do Home Depot. Gilberto Tomazoni, da Sadia. Bernie Ebbers, da WorldCom. Harry Stonecipher, da Boeing. Dominique Strauss-Kahn, do FMI. A lista de executivos-chefes que se mostraram inadequados, por motivos que vão de fraude e escândalos sexuais a erros de gestão ou omissão, é enorme. Tão grande que impõe a questão: é assim tão difícil escolher um bom líder para a empresa? Pelo ritmo intenso de trocas de comando – o estudo anual da consultoria Booz & Co. conclui que a rotatividade nas 2,5 mil maiores companhias abertas em 2010 foi de 11,2% –, parece que sim. Por quê?

O primeiro motivo é a pressão a que estão submetidos os executivos-chefes. Num mundo mais competitivo, em que os resultados precisam vir mais rapidamente, é natural que a rotatividade aumente. Mas um estudo psicológico de como são feitas as escolhas de líderes apontou problemas recorrentes, capazes de causar grandes prejuízos. O estudo é dos pesquisadores Jeffrey Cohn e Jay Moran, da consultoria Spencer Stuart, autores de Why Are We Bad at Picking Good Leaders? (“Por que somos ruins para escolher bons líderes?”). A seguir, as cinco principais armadilhas em que conselho e acionistas caem:

O GRANDE CARISMA DIANTE DO PÚBLICO ÀS VEZES CAMUFLA
UMA FALHA NA HABILIDADE DE SE COMUNICAR FACE A FACE

1. Síndrome da patota_Cercar-se de iguais é intrínseco ao ser humano. “Muitos executivos do alto escalão favorecem, mesmo que inconscientemente, os profissionais com histórico, experiências e características similares às suas próprias”, dizem os autores. No Banco Panamericano, Rafael Palladino, um ex-personal trainer sem diploma em administração sob cuja gestão o banco quase fechou, era primo em primeiro grau de Íris Abravanel, mulher de Silvio Santos.

2. Síndrome dos holofotes_A loquacidade e o carisma, o talento de magnetizar uma plateia, costumam impressionar os selecionadores. O prestígio do CEO carismático é ainda residual da “Era Jack Welch” na GE. Casos como o de Steve Jobs, que dá verdadeiros shows nas apresentações da Apple, reforçam o mito. Porém, como advertem os autores, o grande carisma diante do público às vezes camufla uma insuficiência na comunicação íntima, face a face. “Falar em público é uma capacitação aprimorável com um coach. Já a comunicação direta com o interlocutor é algo bem mais difícil de desenvolver”, dizem.

3. Síndrome do deslocamento_Poucos CEOs foram tão demonizados na década passada quanto o autocrático Bob Nardelli, em sua desastrada passagem pela rede de varejo Home Depot. Ao tentar gerar eficiência operacional, Nardelli quase destruiu a cultura descentralizada, informal e amigável que era marca registrada da rede. O CEO chutado, obviamente, estava longe de ser um tolo. Na década de 90, fora um dos executivos mais admirados dos Estados Unidos, na General Electric. “Há casos em que as competências do executivo estão deslocadas, e não têm como ser bem utilizadas na empresa”, dizem Cohn e Moran. O caso de Nardelli era mais ou menos como exigir de um caminhão Scania a performance de uma Ferrari.

4. Síndrome do menino-prodígio_É fácil ficar impressionado com profissionais brilhantes, principalmente se forem jovens geniais. Mas esse encantamento às vezes impede de enxergar falhas grandes em outros aspectos, como a ética ou a capacidade de comunicação. O caso mais notório, na última década, foi o de Jeffrey Skilling, ex-CEO da Enron, hoje cumprindo pena de 24 anos numa cadeia americana por causa de uma bilionária fraude de “contabilidade criativa”. Precoce, Skilling era braço direito do então presidente Kenneth Lay, nos anos 90. Ajudou-o a catapultar a capitalização de mercado da Enron, de US$ 2 bilhões para US$ 70 bilhões. Tornou-se sucessor natural de Lay. Foi um desastre.

5. Síndrome do bom-moço_É o contrário da anterior, o encantamento com o executivo-modelo, querido por todos. A justificativa em geral vai para o lado de que a pessoa é uma ótima “formadora de equipes”, ou “cria sinergia”. A dura realidade, dizem os autores, é que “os melhores líderes raramente são bons membros de equipe”. O profissional “bom-moço” tem ascensão rápida na escada corporativa. Mas quase sempre dá um ótimo número 2, não número 1. Tendendo à gestão por consenso, ele costuma agregar profissionais de pensamento homogêneo.

Ter em mente essas armadilhas não vai livrar as empresas de sofrerem deslizes. Mas diminui, dizem Cohn e Moran, a possibilidade de um desastre.

Contabilidade criativa – É a manipulação das demonstrações financeiras de empresas, aproveitando brechas na legislação para turbinar resultados. A expressão tornou-se célebre em 2001 com os escândalos contábeis da Enron e da WorldCom

Você conhece os principais Estilos de Liderança? Saiba mais

– O pênalti de Palmeiras 1×1 Internacional

Caramba, quando a fase não é boa, tudo dá errado.

Criticado pela atuação “excessivamente cautelosa e demorada” no último domingo na Vila Belmiro, o árbitro Wilton Sampaio marcou um pênalti inadmissível para um FIFA como ele na Allianz Arena. Uma bola que acidentalmente, sem ser movimento antinatural, sem bloquear deliberadamente a jogada, com qualquer falta de intenção em ampliar espaço (e etc, etc, etc…) bateu sem querer no braço/mão de Luan.

Ali, não precisa de VAR. É um lance claramente casual de jogo. “Caçar elementos” para justificar uma infração (como fez com o árbitro de vídeo) não pode. E mesmo se pudesse, não encontraria irregularidade alguma naquela jogada.

Errou na interpretação totalmente equivocada.

O jogador Zé Rafael, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Nonato, do SC Internacional, durante partida válida pela sétima rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

– Recrutamento de trainees via Redes Sociais: cuidado com suas postagens…

Há 8 anos, publicamos essa matéria. Mas o tema é atualíssimo! Abaixo:

Cada vez mais as empresas usam Twitter, Orkut e Facebook para interação com candidatos a boas vagas de emprego. Compartilho interessante material do Estadão aos estudantes e recém-formados:

Extraído de: http://www.estadao.com.br/suplementos/not_sup481942,0.shtm

SELEÇÃO DE TRAINEES USA REDE SOCIAIS

por Carolina Stanisci

SÃO PAULO – Os longos e penosos processos seletivos de trainees têm ficado mais criativos e dinâmicos com as ferramentas online, como redes sociais. Ambev, Natura, Unilever e Reckitt Benckiser são algumas das que intensificaram o uso desses recursos este ano.    

Em agosto, a Natura postou no Youtube o vídeo “Próximos líderes”, que não revelava o nome da empresa. O material se disseminou na internet e ao todo 13,4 mil candidatos se inscreveram. “Queríamos alinhamento de valores, de visão de mundo”, diz Denise Asnis, gerente de Recursos Humanos da Natura.

Os inscritos ficaram hospedados em uma comunidade, onde analisavam vídeos e escreviam textos. “A abordagem foi excelente”, diz Amarílis Ventura, de 22 anos. Formada em Jornalismo e Empreendedorismo na PUC-RJ, ela aprova as etapas online nas seleções, menos as provas. “São padronizadas. Às vezes, é igual à nota de corte”, diz. Na da Unilever, ela viu um diferencial. O teste consistia num jogo de negócios online. “Você era ambientado na empresa e tinha que tomar decisões.”    

A Unilever também inovou em uma das fases eliminatórias. Os candidatos tiveram de criar um blog com a sua “visão de mundo”. Para enfrentar a tarefa, podiam usar a imaginação. Foi o que Flora Faria Rosa, de 25 anos, formada em Administração na Universidade Federal de Juiz de Fora, fez. “Escrevi sobre valores importantes para mim, como a diversidade e a educação”, diz ela, que frequenta a comunidade Trainee Brasil, no Orkut, para saber dicas.    

Apesar dos elogios, Flora foi eliminada na entrevista por telefone na Unilever. Seu colega de faculdade Miguel De Vito, de 22 anos, assim como Flora, foi eliminado numa entrevista por telefone. “O bom de fazer as coisas online é que é menos custoso e otimiza o tempo. Mas frente a frente você vê melhor as reações das pessoas”, diz Miguel, que ainda está no páreo no concurso da Natura.    

As empresas só veem vantagens no uso do online. “A qualidade dos currículos recebidos melhorou este ano”, conta Ricardo Monteiro, da área de recrutamento da Reckitt Benckiser, multinacional do setor de produtos de limpeza. A empresa tem um blog e uma página no Twitter alimentados por estagiários de vários países, incluindo o Brasil.  “Começamos com um blog, depois passamos para o Facebook e o Twitter”, conta. “Ano que vem, vamos fazer um jogo.”    

“As redes ajudam muito”, endossa Thiago Porto, gerente corporativo da Ambev. O Orkut foi usado para divulgar a empresa entre os jovens, com o jogo “Vai uma aí?”, em que eles provavam conhecer as marcas da empresa. O aplicativo vinha com link para o hotsite da Ambev, onde o candidato poderia se inscrever no programa, encerrado em setembro. O resultado foi o aumento significativo do número de inscrições: de 33 mil em 2008 para 60 mil.

O que é mais atrativo para os brasileiros em uma vaga de emprego? | Exame

– Ora et Labora: São Gregório Magno e a Vida Contemplativa!

Hoje é dia de um grande Santo do Catolicismo – São Gregório Magno!

Conhecido pela sua forte espiritualidade e pelo discurso em prol ao trabalho e à oração, a fim de lutar por uma sociedade melhor, foi Papa no século VI. Como pontífice, pregou a caridade e o despego do materialismo mundano. Contemplativo ao extremo, deixou como marca da aproximação a Deus o canto – daí a busca da calmaria e introspecção através do que chamamos hoje de canto gregoriano.

  • São Gregório Magno, rogai por nós! Amém.

Resultado de imagem para são gregório

– Não faça isso, Marinho!

Na partida entre Santos 2×2 Vasco, o atacante Marinho fez um gol e, ao invés de comemorar com seus companheiros, foi “fazer uma graça com o VAR”, ironizando o monitor.

É sabido que o Santos está pilhado com a arbitragem (embora a anulação dos 2 gols contra o Flamengo tenha sido correta, em que pese a demora tenha sido absurda – vide aqui: https://wp.me/p4RTuC-rg8), mas é perceptível também que Marinho tem recebido cartões evitáveis, fruto de indisciplinas cometidas pelo atleta. Então… pra quê provocar a cabine do equipamento eletrônico?

Correu o risco ali de receber Cartão Amarelo por reclamação à arbitragem (e haveria nova chiadeira). Não seria mais inteligente festejar o tento com seus colegas de trabalho?

Santos: Marinho tira sarro de VAR após gol do Santos contra o Vasco

– 5a com muito pique, em 4 cliques!

👊🏻  1. Bom dia!
Desejando que hoje seja muito mais proveitoso do que ontem, s’imbora correr?
Hora de suar a camisa a fim de ter disposição para o dia que se inicia!
🏃🏻 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #corrida #sport #esporte #running

🙏🏻  2. Correndo e Meditando com São João Crisóstomo, que dizia: “Quando adotares uma resolução, considera os resultados e não as dificuldades.”
 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

🌺  3. Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das #flores do nosso #jardim. E a generosidade da #natureza?
🏁 #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardinagem #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

🌅  4. Desperte, #Jundiaí.
Que a #QuintaFeira possa valer a pena!
🍃 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– #tbt: Alegria da Ingenuidade e Pureza

Há 5 anos… que ótima lembrança:

Alguém acordou feliz com um dentinho a menos!

O sorriso ingênuo e puro da nossa filhota banguelinha é muito lindo. Hoje deu adeus ao Oitavo Dente!

Aliás, a  “fada do dente” já passou por aqui…

São essas coisas que nos tiram dos problemas mundanos e nos levam a crer que a felicidade habita primeiramente na família, sempre buscando a paz, a concórdia e a simplicidade no sentimento sincero do amor!!!

index.php-5

– Sabe para que serve o dinheiro que você tem?

Numa referência Geek, disse um dia Ben Parker (o tio do Homem Aranha): “com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades”.

Sendo assim: como você usa os seus poderes (dinheiro, talentos, carisma, vocação)? Eles servem (ou deveriam servir) pra quê?

Em: https://www.youtube.com/watch?v=FQScnt88XAI