– Não adianta vídeo se não tiver competência – O circo de Sport x Vasco!

Que coisa horrível nesta segunda-feira à noite em Pernambuco, não?

Sandro Meira Ricci marcou um pênalti inexistente a favor do Sport de uma bola que supostamente foi interceptada pela mão de um jogador Vascaíno. NADA DISSO: a bola bate despretensiosamente no ombro/peito do defensor, e mesmo que batesse na mão, deveria seguir o jogo, pois seria involuntário o toque.

Fiquei assustado pela marcação. E sob muito protesto do time do Vasco, mais assustado com o Árbitro Assistente Adicional Rodrigo Guarizzo Ferreira do Amaral, que estava na linha de fundo e confirmou ao árbitro central que houve um giro intencional. Quase que na hora de cobrar o pênalti, o bandeira Marcelo Van Gassen chamou a responsabilidade para si e avisou o arbitro que não ocorreu nenhuma infração.

O detalhe: a jogada aconteceu do LADO CEGO de Van Gassen. Se ele está na lateral, como poderia ter visto o lance que ocorreu voltado para a sua lateral oposta???

Marcelo Van Gassen é um dos melhores árbitros assistentes que eu já trabalhei e um dos melhores do quadro atual. Ele salvou o lance, mas não dá para deixar de imaginar que houve interferência externa!

Será que depois de transformar a Regra 12 (onde se fala da mão na bola) em Regra 12B (bateu, marcou), a CBF que não tem um árbitro de vídeo resolveu criar um Video-árbitro Ghost, informal e às escuras?

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s