– E se o Jorge Wilstermann chegar à final da Libertadores? Sobre cidade-sede, altitude e Mundial de Clubes:

O surpreendente time boliviano do Jorge Wilstermann aprontou mais uma vez e venceu por 3×0 o River Plate em Cochabamba, cidade com 2500 metros de altitude e população estimada em 1,6 milhão de moradores. Aliás, muitos jovens brasileiros vão para lá a fim de estudar Medicina, já que a cidade, localizada no centro da Bolívia (ela se intitula Coração da América do Sul), possui muitas universidades com mensalidades baratas em relação ao nosso poder financeiro.

O time de futebol Club Jorge Wilstermann tem esse nome em homenagem ao primeiro piloto de avião da Bolívia, Jorge Wilstermann Camacho. Muito respeitado e querido pela população de Cochabamba, quando falecido, recebeu diversas homenagens, incluindo o nome do aeroporto local e o time de futebol da cidade, que se chamava San José de La Banda (e era formado por jogadores que trabalhavam na empresa Lloyd Aéreo Boliviano, na qual Wilstermann tinha vínculo). Assim, o escudo do clube contou com o formato de “asas laterais” e o apelido passou a ser de “O Hércules Aviador”.

Se chegar à finalíssima da Libertadores da América, novamente escutaremos a discussão: e jogar na altitude, não é prejudicial? ou ainda: “Tem chance da Conmebol tirar a final de lá?”.

Ora, a altitude de algumas cidades da Bolívia é realmente algo preocupante, mas também é o frio das cidades próximas da Patagônia, o calor do Litoral Brasileiro ou a secura do Deserto do Atacama – praças esportivas de times da competição.

Nas próximas edições, estuda-se fazer a final do torneio aos moldes da UEFA Champions League, com uma cidade-sede escolhida previamente (e que sempre tem estádio lotado, afinal, não se sabe quais serão os clubes finalistas e os torcedores de diversas equipes compram seus ingressos à espera de bom futebol e, quem sabe, do time de seu coração).

Quatro cidades já anunciaram o interesse em sediar uma final futura de Libertadores em jogo único: São Paulo, Rio de Janeiro, Lima e Quito.

Três questões:

  • Você gosta da ideia de final única em cidade-sede?
  • Cidades com elevada altitude deveriam ser excluídas de sediar finais ou jogos importantes?
  • Existe a chance real (desportivamente falando) do representante da América do Sul / Conmebol em Dubai, provavelmente contra o Real Madrid, ser o Jorge Wilstermann? E politicamente, alguém trabalharia contra essa hipótese? Nos tempos de Grondona e Nicolas Leoz…

 

Deixe sua opinião:

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s