– Otimismo, Pessimismo ou Equilíbrio?

Uma verdade inconteste:

O pessimista olha para o chão e bate a cabeça. O otimista olha para cima e tropeça. O realista olha para frente e corrige seu caminho.”

Autor desconhecido

Concorda?

bomba.jpg

– O cancelamento do Leilão do Paulista FC

Após temer que seu estádio fosse arrematado judicialmente, o corpo jurídico do Paulista FC conseguiu o CANCELAMENTO do leilão para pagamento de dívidas (já houve uma tentativa de leiloar, sem compradores que se habilitaram).

As contas devedoras irão para a mesma Vara Judicial onde existe o Consórcio de Credores. A informação veio através do presidente do Conselho Deliberativo do Paulista Futebol Clube, o Desembargador Dr Cláudio Levada, que postou em seu Facebook:

“LEILÃO DO PAULISTA CANCELADO: No mesmo dia em que o Estádio Jayme de Ulhôa Cintra completa 60 anos de idade, construído no sistema de mutirão por cidadãos de Jundiaí, recebemos a notícia excelente de que foi cancelado o leilão do imóvel respectivo, passando todas as execuções a integrar o condomínio de credores na 2a. Vara da Justiça do Trabalho de Jundiaí. Isto permite que se administre melhor as dívidas diversas, bem como permite que o Paulista possa procurar, mais aliviado, as soluções para o seu futuro. Parabéns ao Corpo Jurídico do Paulista, às advogadas Edilene, Lívia e Célia, por seu denodo e combatividade, muito bem secundadas pelos advogados Célio e Berol e, pelo tempo de ajuda sem qualquer retribuição, ao advogado Fábio Leme. Se antes criticavam, e sem saber todo o esforço de vocês, agora gostaria de ouvir aplausos desses mesmos críticos – embora alguns não o façam por terem o interesse no “quanto pior, melhor”. Volto a dizer: não vamos morrer!

Com tal medida, o Paulista continua devedor, mas legalmente dentro da renegociação já realizada pelo Consórcio – e o importante: com fôlego para pagar as contas num prazo mais adequado.

Além das pessoas citadas pelo Dr Levada que merecem os aplausos, corroboro o que postou nessa mesma mensagem o comandante do Time Forte do Esporte da Rádio Difusora, Adilson Freddo, complementando os cumprimentos:

“Parabéns, também, ao Milton Demarchi, Pepe, e doutor Mauro Brescancini”.

Tal notícia é tão especial que coincidiu justamente quando se rcomemora o aniversário de 60 anos do Estádio Dr Jayme Cintra (17/05/1957 – Paulista FC 3×1 SE Palmeiras).

Agora, é reconstruir o clube e principalmente, sua dignidade.

bomba.jpg

– Eu também renuncio. E você?

Está com saco cheio de muita coisa cansativa e chata? Amauri Segalla, colunista, relatou o que o aborrece e eu me identifiquei.

Veja se é assim com você também,

Extraído de: http://istoe.com.br/eu-renuncio/

EU RENUNCIO

Depois dos acontecimentos extraordinários dos últimos dias, resolvi renunciar a tudo que me aborrece na vida. Eu não quero mais:
1. Debater política com amigos.
2. Debater política com inimigos.
3. Defender o indefensável.
4. Deixar de defender o defensável.
5. Ler no Facebook que o chefe do partido A é santo e que o rival do partido B é o capeta encarnado.
6. Ler no Facebook que o líder do partido A é o capeta encarnado e que
o rival do partido B é santo.
7. Entrar no Facebook.
8. Adular o político A ou B, nem que seja por um motivo justo.
9. Falar sobre a próxima delação premiada.
10. Falar sobre a última delação premiada.
11. Usar expressões como “a República de Curitiba”.
12. Esperar o Jornal Nacional para ouvir o áudio revelador.
13. Esperar o Jornal Nacional por qualquer motivo.
14. Escutar as entrevistas sabujas do Datena com gente como Bolsonaro.
15. Rir da coluna política metida a engraçadinha que o Duvivier escreve na Folha.
16. Ficar com inveja da coluna política engraçadinha do Duvivier.
17. Deixar a TV ligada o dia inteiro na Globonews e ouvir mais o Merval Pereira do que qualquer outra pessoa na face da Terra.
18. Levar a sério os blogueiros A, B e C.
19. Ignorar os blogueiros A, B e C.
20. Levar a sério boatos do WhatsApp que só envenenam a gente.
21. Ficar puto com os comentários que alguns leitores deste texto deixarão na caixa de comentários do Facebook.
22. Dar voz aos “haters” de plantão.
23. Usar palavras pedantes como “hater”.
24. Destilar ódio, como você, seu vizinho e quase todos os outros fazem.
25. Pensar só na política e esquecer
o resto.
26. Ficar ansioso com o noticiário político.
27. Usar palavras como canalhas, mortadelas e coxinhas.
28. Escutar o debate infértil de cientistas políticos e especialistas na coisa pública – sim, tem gente que se define assim.
29. Procurar no dicionário jurídico
o exato sentido da palavra “prevaricação”.
30. Começar um texto com “as investigações mostram que…”
31. Escrever um texto com as palavras “denúncia” e “escândalo”
31. Dizer que fulano “me representa.”
32. Renunciar à política e ignorar que ela nos levou ao porão e que só ela pode tirar a gente dali.
33. Fazer listas como essa.

bomba.jpg

– Novas orientações das Regras do Futebol 2017/ 2018

Antigamente, as mudanças na Regra do Futebol aconteciam com muita demora, e quando impactantes (mesma linha no impedimento, surgimento dos cartões amarelo e vermelho, permissão para substituição de atletas, entre tantas), apesar da não-amplitude das comunicações como temos hoje, todos sabiam.

Curiosamente, em pleno século XXI, com tanta tecnologia, as mudanças que estão ocorrendo anualmente não têm o mesmo alcance. Digo isso pois as últimas orientações e mudanças das Regras pouco foram divulgadas, sendo que a maior parte (não é exagero escrever isso: a maior parte sim!) desconhece o que mudou. Provavelmente, por falta da promoção de quem deveria esclarecer.

Para a temporada 2017 / 2018 (que começará no segundo semestre de 2017, mas que para o Brasil começou antes devido ao calendário diferente do europeu – as mudanças já estão valendo desde a Rodada 01 do Brasileirão e da 6a fase da Copa do Brasil), teremos as seguintes novidades (separei as que sugerem uma observação mais atenta, e convido: destaque os itens 6, 7, 9 e 10 dessa postagem):

1) Antes, uma substituição de jogador que ocorresse no intervalo e que passasse despercebida pelo árbitro, renderia o cartão amarelo para quem entrou em campo (afinal, o árbitro não estava ciente). Agora, não se deve mais aplicar cartão amarelo.

2) As entidades nacionais podem dar a permissão (caso desejem) de até 5 substituições nos campeonatos não-profissionais. Para os profissionais, se mantém o máximo de 3.

3) Caso um médico seja expulso por mau comportamento, e se não existir outro profissional para atendimento aos atletas, esse médico poderá permanecer no jogo.

4) Antes, quando ocorria a prorrogação para se decidir o resultado de uma partida, não existia intervalo do 1o para o 2o tempo. Agora, se permitirá um tempo curto (não determinado) para hidratação (não é intervalo para orientação ou tempo técnico, é apenas um espaço de tempo para tomar água).

5) Melhorou-se o texto do início e reinício de jogo, desde a mudança da permissão de que a bola pudesse ser tocada para trás. Agora, a Regra diz que “o jogador que dará o chute inicial pode estar na metade do campo adversário” (aqui, é só a melhora redacional).

6) Goleiro que cometer infração na hora de defender um pênalti (se adiantar, por exemplo), deverá obrigatoriamente receber o cartão amarelo (tanto faz se é no tempo normal de jogo ou durante a cobrança de tiros penais para se determinar o resultado de uma partida).

7) Se Goleiro e Batedor cometerem alguma infração na cobrança de um pênalti, ambos receberão o Cartão Amarelo e o tiro penal deverá ser repetido caso não seja gol. Mas se for gol e ambos cometerem uma irregularidade, somente o Batedor recebe o cartão amarelo e o gol é invalidado (reinicia-se com tiro livre indireto para a equipe do goleiro), justificando que o goleiro tentou evitar ilegalmente o gol e não obteve êxito – daí o motivo de não ser advertido.

8) Melhora no texto redacional onde se recorda que a bola que bater no árbitro não tira o impedimento.

9) Faltas que ocorram em jogadores na posição de impedimento antes que toquem a bola devem ser consideradas infrações (antes, se a infração ocorria em alguém impedido, desconsiderava a falta tecnicamente pois “o jogo já estava parado” devido ao impedimento). Vide o lance do pênalti de David Braz em Alecsandro no Santos x Coritiba desse ano, onde houve a correta aplicação dessa nova orientação da Regra – e já abordamos, em: http://wp.me/p55Mu0-1tg.

10) Há dois anos, quando um jogador impedia uma jogada clara de gol e fazia pênalti disputando a bola, se aplicava cartão vermelho e marcava o pênalti. No ano passado, esse lance passou a ser cartão amarelo (no caso de agressão continua sendo vermelho). Neste ano, outra novidade: se um jogador evita um ataque promissor dentro da área, ao invés de receber o cartão amarelo, não se deve mostrar a advertência. Ou seja: se eu for zagueiro e atingir o adversário com uma falta temerária dentro da área, EM DISPUTA DE BOLA (não sendo clara oportunidade de gol), se marca o pênalti e não aplica o cartão. Se essa mesma falta acontecer fora da área, aplica-se o cartão amarelo (a mesma polêmica do ano passado: se eu evitar uma clara e manifesta oportunidade de gol dentro da área, é amarelo e pênalti; se eu evitar fora, é vermelho e falta).

Gostou das novidades? Espero que os departamentos profissionais das equipes de futebol tenham profissionais especializados nas Regras do Jogo orientando seus jogadores (o que acho, infelizmente, improvável – mas que seria um ótimo diferencial). Mas dizer o quê? Como se cobrar conhecimento de Regra, se há pouco tempo descobriu-se que os jogadores da Seleção Sub 17 desconheciam quem era Mário Jorge Lobo Zagalo, talvez o maior participante de títulos mundiais do Brasil (sendo jogador, treinador e coordenador técnico)? Em qualquer lugar do mundo, Zagalo teria uma estátua e seria lembrado com carinho por gerações. Aqui, neca de pitibira.

A propósito, está fácil dominar o conhecimento das Regras do Futebol? Logo, árbitro terá que ter torcida nos estádios para ter sorte e acertar tudo…

IMPORTANTE – Sidão (São Paulo), Hudson (Cruzeiro) e Thallyson (Sport), mesmo no banco de reservas, foram punidos pela recomendação para que se evite comemoração excessiva de gol. Isso foi orientado pela CBF. Confesso que não encontro nas Regras do Jogo da Internacional Board a infração claramente definida do que é “excessivo” cometido por esses atletas. Aqui no Brasil, se “entrou no campo de jogo para comemorar”, levará cartão.

bomba.jpg

– De ontem para hoje em cliques mobgráficos!

Bom dia. E que seja bonito seu início tanto quanto ele ontem acabou. A propósito, veja o entardecer de 2a feira da divisa de Jundiaí com Itupeva na foto 1:

bomba.jpg

Sendo assim, para começar bem a jornada depois do lindo clique do começo da semana, vamos correr bem cedinho? Foto 2:

bomba.jpg

Durante o treino, pensando nas coisas do Alto. Hoje, na Virgem Maria, a Mãe de Jesus, numa de suas invocações não tão conhecidas aqui por nós brasileiros, a de “Nossa Senhora da Salete”. Foto 3:

bomba.jpg

Depois do treino, alongar é preciso! E o fiz entre as flores do jardim. Red Flower na Foto 3:

bomba.jpg

Por fim, hora de encarar a labuta! E no caminho, o céu que ameaça chuva e sol ao mesmo tempo:

bomba.jpg

Ótima terça feira para todos!