– Nosso presente do Dia das Mães foi a saída da UTI de nossa filhinha!

Depois de muita angústia, após 24 dias na UTI pela prematuridade (antecedidos por um dificílimo parto), eis que a Graça de Deus, a intercessão de Nossa Senhora e as orações dos Amigos, ajudaram que nossa Maria Estela estivesse nesse Dia das Mães no quarto! Quer data mais simbólica para comemorar essa vitória? Dos 50 dias previstos, surpreendentemente os prazos foram sendo adiantados: pela fé, pela medicina e pela torcida. E dessa forma a Estelinha, bem mais gordinha do que no dia em que nasceu, pode (na metade do tempo) ficar juntinha de nós (como uma benção pedida pela minha esposa Andréia).

Agradecemos a todos que rezaram / oraram / pediram e torceram pela gente. Não há como retribuir a não ser com o nosso obrigado!

Anúncios