– A foto de hoje foi…

… a deste céu repleto de nuvens!

Aqui, 08h30, entre Jundiaí e Itupeva.

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

 

– Ibuprofeno (Alivium, Buscofem, Atril, Advil)… não use para tratar o Coronavírus! Use dipirona ou paracetamol!

Alguns remédios para dor como o Ibuprofeno e outros como os de cólicas menstruais e até mesmo artrites (incluindo corticóides) devem ser evitados para o combate ao Coronavírus Covid_19.

Deve-se usar, ao invés dos citados, dipirona e paracetamol!

Extraído de: https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2020/03/anti-inflamatorios-podem-agravar-infeccao-pelo-coronavirus-de-acordo-com-pesquisa.shtml

REMÉDIOS PARA USAR E EVITAR NA SUSPEITA DO CORONAVÍRUS

O ministro da Saúde da França, Olivier Véran, pediu que as pessoas com febre e suspeita de infecção pelo novo coronavírus evitem tomar anti-inflamatórios como o ibuprofeno para controlar seus sintomas. “Em caso de febre, tomem paracetamol. Os anti-inflamatórios poderiam ser um fator de agravação da infecção”, declarou Véran em uma de suas redes sociais.

O pedido foi reiterado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) na terça (17). O porta-voz da organização em Genebra, Christian Lindmeier, disse a repórteres que especialistas da ONU “estão analisando o assunto”.

“Enquanto isso, recomendamos o uso de paracetamol e não usar ibuprofeno como automedicação. É importante”, disse.

A lista de medicamentos cujo princípio ativo é o ibuprofeno é bastante longa. Ela inclui remédios como o Buscofem, indicado para cólicas menstruais, e o Artril, para artrite. Com o nome de Alivium, a droga também é receitada como antitérmico para crianças.

“O ibuprofeno é muito utilizado como primeiro remédio contra a febre na Itália, o que explica, em parte, a preocupação em usá-lo durante a pandemia de coronavírus”, diz o infectopediatra Victor Horácio de Sousa Costa Júnior, do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba.

Segundo ele, há evidências de que o uso do medicamento pode diminuir a resposta das células de defesa do organismo diante de um agressor, como o vírus Sars-CoV-2, causador da nova pandemia. “Ele poderia até favorecer a proliferação do causador da doença. Portanto, trata-se de uma orientação bem fundamentada. Os infectologistas concordam que o melhor é empregar o paracetamol contra dor e febre nesses casos.”

O pedido de cautela do ministro francês, que também é médico de formação, ecoa também uma pesquisa que acaba de ser publicada na revista médica Lancet, uma das mais respeitadas do mundo, tentando mapear os efeitos do Sars-CoV-2.

Um trio de pesquisadores liderado por Michael Roth, do Hospital da Universidade de Basileia, na Suíça, analisou os dados já divulgados sobre mortes e casos graves da covid-19, como é conhecida a doença causada pelo novo vírus. Já está claro que pessoas com problemas cardiovasculares (em especial hipertensão) e diabetes correm risco aumentado de ter problemas mais sérios com a moléstia, e eles propõem que parte da razão tem a ver com remédios que funcionam de modo semelhante ao ibuprofeno.

Ocorre que pessoas com doenças cardiovasculares e diabetes muitas vezes utilizam medicamentos conhecidos como inibidores de ECA (enzima conversora da angiotensina). Essa molécula, presente de modo natural nas células humanas, é importante nos processos que acabam levando ao aumento da pressão do sangue. Portanto, faz sentido que hipertensos e diabéticos usem remédios que barrem a ação da ECA.

O problema é que os inibidores de ECA, bem como outros remédios com efeito similar sobre o organismo, acabam levando à ativação mais intensa de outra molécula parecida, a ECA2. E, conforme mostrou um estudo recente na revista especializada Science, a ECA2 é o receptor, ou seja, a “fechadura química” usada pelo novo coronavírus para invadir as células de suas vítimas. Tal como ocorre com esses medicamentos, o ibuprofeno também é capaz de aumentar a presença de ECA2 nas células.

Ou seja, o uso de tais remédios multiplicaria as “fechaduras” nas quais o vírus se encaixa, potencializando sua ação. Isso explicaria o porquê de hipertensos, pessoas com doenças cardíacas e diabéticos estarem sofrendo mais: os medicamentos tomados por esses pacientes dariam um empurrão extra à ação do coronavírus.

Na pesquisa da Lancet, Roth e seus colegas apontam que há outros tipos de remédios para essas doenças preexistentes, os quais, pelo que se sabe, não teriam o mesmo efeito facilitador para o coronavírus. Assim como o paracetamol pode substituir o ibuprofeno, os remédios para problemas cardiovasculares com esse efeito negativo também podem ser substituídos por outra classe de drogas sem perda significativa de eficácia.

É importante lembrar que a análise feita pelos pesquisadores envolveu apenas correlações – eles não chegaram a testar o efeito nocivo dos medicamentos citados analisando células humanas ou cobaias em laboratório que foram infectadas pelo novo coronavírus, por exemplo. Outros médicos ouvidos pela Folha limitaram-se a dizer que, por via das dúvidas, estão recomendando que se evite o uso do ibuprofeno, embora as evidências científicas sobre seus possíveis efeitos negativos nesses casos ainda não sejam sólidas.

O ministro francês também sugeriu que os pacientes não usem anti-inflamatórios como a cortisona, presente em remédios para tratamento de bronquite, asma e problemas reumáticos, por exemplo. O motivo é o mesmo: eles também tendem a diminuir a ação do sistema de defesa do organismo.

Resultado de imagem para ibuprofeno

– Como aprender melhor?

A dificuldade de aprendizado é um grande problema para muitas pessoas. E para você?

Talvez a questão seja simples: apenas mudar o hábito!

Compartilho ótimo texto, extraído de Época Negócios, ed Janeiro, pg 90

TENHA O HÁBITO DE ROMPER HÁBITOS

O cérebro precisa de situações variadas para entender e lembrar

por Márcio Ferrari

Seguir horários fixos, fazer os mesmos itinerários, ter uma mesa de trabalho, comer nas horas certas e curtir os amigos de sempre pode dar conforto. Mas, segundo Benedict Carey, reporter de ciência do The New York Times e autor do recém-lançado “Como Aprendemos”, a rotina limita a habilidade cerebral de desenvolver conhecimentos e habilidades.

Como é impraticável jogar tudo para o alto e viver cada dia de um modo diferente, Carey sugere que estejamos atentos para variar hábitos – como mudar o caminho de casa para o trabalho de quando em quando – e para isso, três regras:

1) Dividir o tempo de aprendizado em dois – Em vez de estudar duas horas hoje, melhor estudar uma hora hoje e uma amanhã – a capacidade de lembrar das informações dobra, diz. A ideia por trás disso é que o cérebro só retém o que parece útil. Se voltarmos ao tema de ontem, é sinal de que não queremos que aquele conhecimento fique “trancado” na mente.

2) Mudar o ambiente de trabalho – Levar o material de leitura ou estudo para a mesa de um café, por exemplo, fará o cérebro “acordar” de novo para o aprendizado

3) Distrair-se quando houver um bloqueio de entendimento – Em geral, o bloqueio acontece porque o cérebro está insistindo na tecla errada. É melhor parar e começar de novo mais tarde.

Resultado de imagem para livros estudar

– Modelo de Gestão? Campeão? Mas a irresponsabilidade do Flamengo no caso “Coronavírus” não pode ser deixada de lado.

Muita gente alertou para o fato de que Maurício Gomes de Mattos, um dos vice-presidentes do Flamengo, havia contraído o Coronavírus e sem saber que estava infectado, ficou no mesmo hotel que o Mengão e viajou com a delegação da Colômbia para o Brasil. 

Ao invés de fazer prevalecer os protocolos de isolamento quando se descobre que houve o contato, antes da manifestação ou não dos sintomas, a equipe se concentrou e entrou em campo contra a Portuguesa da Ilha do Governador pelo Campeonato Carioca. O risco era lógico, e falamos aqui: https://wp.me/p4RTuC-p46.

Não é que Jorge Jesus, o treinador flamenguista, nos exames que fez para o Covid-19, não conseguiu negativo, mas “inconclusivo com chance de positivo”?

Quantas pessoas quiseram uma abraço carinhoso, um aperto de mão afetuoso ou um simples cumprimento do português?

Aliás, pense: quantas pessoas Maurício Gomes de Mattos pode ter contagiado sem saber; e essas, não cientes, passaram para quantas outras que passaram para outras… Mas o número poderia ser menor se o Flamengo, na sua grandeza indiscutível e sabendo que havia um caso positivo e real de quem esteve próximo do elenco e que conviveu com todos (hospedado e viajando junto), tivesse se recusado a entrar em campo contra a Lusa carioca.

Ficará a dúvida: não valerá a pena fazer um “pente fino” em todos os identificáveis que se relacionaram com eles (VP, Comissão Técnica e Jogadores), já que infelizmente os ilustres anônimos e admiradores não poderá ser?

Algo totalmente evitável, se levássemos a sério.

Resultado de imagem para Jorge Jesus

– Sucesso e Felicidade são obrigações? Como medir?

Vejo um sem número de pessoas que “precisam” ter sucesso a qualquer custo, e abrem mão de valores que trazem felicidade (como família, descanso, lazer…). Aí ouvi dias atrás uma entrevista do Professor Willian Sanches. E não é que ele abordou esse tema: a Obrigação em Agradar a Todos, ser Feliz e ter Felicidade!

Ninguém é obrigado a buscar tais coisas, mas ao mesmo tempo, elas não são difíceis de se mensurar? O que é sucesso: dinheiro ou paz? Conforto ou um abrigo próprio? Sorriso ou mansidão?

Tudo isso (sucesso e felicidade) são subjetivos. Agradar a todos é dispensável; porém, o respeito ao próximo, não.

No fundo, cada um sabe se é ou não feliz ao seu próprio modo de viver…

Resultado de imagem para obrigação de ser feliz

– Qual jogo você pediria para reprisar?

Com a decisão da Rede Globo em interromper as gravações de suas novelas em decorrência do Novo Coronavírus, eis que foi anunciado que algumas novelas marcantes serão reprisadas nos horários habituais.

Na área esportiva, não há como tapar o buraco da programação com a mesma facilidade. Mas hipoteticamente: se você pudesse escolher alguns jogos para o domingo às 16h, já que os campeonatos estão paralisados, quais partidas você escolheria para reprisar?

O 1o confronto, eu não tenho dúvida: Brasil x Itália, decisão da Copa do Mundo de 1970. Rever os craques, a arbitragem, o clima entusiasmado dos mexicanos… seria incrível!

E você, qual partida escolheria?

Resultado de imagem para jogos antigos de futebol copa do mundo

– O novo modelo de concessão de bolsas de ensino da CAPES

Passou batido pelo excesso de notícias dos últimos dias, mas a CAPES iniciou o novo processo de distribuição de bolsas de ensino para Mestrado e Doutorado, baseando-se no IDHM da cidade onde o curso é ofertado e no desempenho do candidato.

Compartilho abaixo, extraído de: https://educacao.uol.com.br/noticias/2020/03/06/capes-inicia-hoje-novo-modelo-de-concessao-de-bolsas-de-pos-graduacao.htm

CAPES INICIA NOVO MODELO DE CONCESSÃO DE BOLSAS

A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) inicia hoje o novo modelo de concessão de bolsas de pós-graduação para mais de 350 instituições de ensino superior públicas e privadas do país. A distribuição será com base no desempenho acadêmico e no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) da cidade onde o curso é ofertado.

A relação das bolsas de mestrado e doutorado será divulgada no site da autarquia. Elas estarão disponíveis para serem distribuídas pelos cursos aos estudantes em março. Essa é a primeira vez que a Capes define regras unificadas para a concessão do benefício. Serão redistribuídas 84,1 mil bolsas.

Não se tratam de novas bolsas, mas de bolsas existentes que serão redistribuídas de forma gradual de acordo com os critérios estabelecidos pela Capes. Os estudantes que já têm bolsas de estudo não serão atingidos. As regras valem apenas para as vagas que estão desocupadas ou cuja previsão de conclusão de pesquisa seja este ano.

Cursos que perderem bolsas pelo novo cálculo, mas que estiverem com as bolsas ocupadas, permanecem com as bolsas até a conclusão das pesquisas, mas não poderão ofertar o benefício a novos estudantes.

Atualmente, as universidades e os programas de pós-graduação têm uma determinada quantidade de bolsas de estudos. Se um bolsista conclui a pesquisa, a bolsa é repassada para um novo bolsista do mesmo programa.

Agora, as bolsas não permanecerão, necessariamente, no mesmo programa. Um curso de mestrado ou doutorado poderá perder ou ganhar bolsas de acordo com os critérios estabelecidos. Haverá uma transição para que os cursos não sejam prejudicados. Eles poderão perder, no máximo, 10% das bolsas ou ganhar até 30% das bolsas atuais.

Segundo a Capes, o modelo foi pensado para corrigir distorções. “O modelo revê, por exemplo, a distribuição de bolsas de estudos para cursos que possuem a mesma nota, estão na mesma área de conhecimento e localização geográfica, mas contam com quantitativos de bolsas muito diferentes. Também entram nesse contexto cursos de excelência com número de bolsas inferior ao de cursos com nota mínima permitida”, informou a autarquia.

Os critérios valem até fevereiro de 2021 e poderão ser revistos após esse período. As regras valem para o Programa de Demanda Social (DS), o Programa de Excelência Acadêmica (Proex), o Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (Prosup) e o Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições Comunitárias de Ensino Superior (Prosuc).

Atualmente, os bolsistas de mestrado recebem, por mês, R$ 1,5 mil e os de doutorado, R$ 2,2 mil.

*Colaborou Mariana Tokarnia, repórter da Agência Brasil.

Resultado de imagem para bolsas de ensino

– Boa 3a feira, amigos!

👊🏻 Bom dia!
Apesar do sono, bastante motivado para correr. Sendo assim, vamos suar?
Correndo em 3, 2, 1… (hoje, na esteira, pois chove desde às 02h30).
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #corrida #sport #esporte #running

🙏🏻 Correndo e Meditando:
“Ó #NossaSenhoraDeFátima, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.”
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das #flores. E nossa rosa vermelha? (Clique de ontem, porque o de hoje não deu).
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

🌅 Desperte, #Jundiaí. Como o dia está bem escuro devido ao temporal da madrugada, um amanhecer bem bonito de outro dia que compartilho aqui. 
Que a #TerçaFeira possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby