– Descanse em Paz, Cilinho!

Eu me lembro perfeitamente dos “Menudos do Morumbi”, o grande time do SPFC em 1985, dirigido por Cilinho, um treinador ousado, que agia como psicólogo, apostava em garotos (Silas, Careca, Muller e Sidnei) e jogava ofensivamente – e que colocou o “Rei de Roma”, Falcão, no banco.

Tive o prazer de vê-lo no Paulista de Jundiaí, e de apitar um jogo dele quando fez um trabalho no América de São José do Rio Preto. E sabem o que ele fez por lá? Montou uma biblioteca para os atletas!

Fico me perguntando: hoje, Cilinho teria o merecido espaço com os atuais conceitos e manias do futebol brasileiro?

Cilinho-São-Paulo-Twitter-1280-TOTAL

– Caminhada Alcoólica Beneficente: com que olhos encarar a iniciativa?

Recebo uma mensagem sobre a organização de um evento chamado “Caminhada Alcoologica de Belo Horizonte”, brincado com as palavras “alcoólica e ecológica”. E não é o primeiro evento que lá acontece!

O roteio dessa caminhada é por bares tradicionais da cidade (com muita cerveja) e também com discussões de causas ecológicas! E quem bolou a brincadeira, foi perspicaz: os participantes devem doar 1 litro de leite para ser revertido às instituições de caridade.

Há criatividade para tudo. Mas como você encara isso: apologia ao alcoolismo ou solidariedade à ecologia e ao aleitamento?

Achei a ideia é irreverente, não tenhamos dúvidas!

Imagem relacionada

– O Manchester City está valendo quase 22 bilhões de reais. Como os brasileiros podem competir?

De fato, não dá mais para gerir os clubes de futebol brasileiro como até então têm sido feito. Viram a venda de ações do Manchester City, para os americanos do Silverlake?

Apenas 10% rendeu mais de 500 milhões de dólares! Multiplique por R$ 4,27 (a cotação de ontem) e verá que o City Football Group vale quase R$ 22 bilhões de reais!

Na hora de tentar negociar com um atleta, como uma equipe do Brasil pode competir em dinheiro com eles?

Nos apequenamos demais e eles cresceram exponencialmente. Simples. E lembrando: o City Group agora é dono de 8 times: Manchester City (Inglaterra), New York FC (EUA), Melbourne City (Austrália), Yokohama F. Marinos (Japão), Club Atletico Torque (Uruguai), Girona (Espanha), Sichuan Jiuniu (China) e Mumbai City FC (Índia).

Extraído do Linkedin da do Consultor Fernando Ferreira, da Pluri Consultoria:

MANCHESTER CITY VALE AGORA MAIS DE R$ 20 BILHÕES.

Ontem o City Football Group, dono do MANCHESTER CITY, anunciou a venda de 10% de suas ações para a firma de Private Equity Americana SILVERLAKE por US$ 505 Milhões, o que dá um valuation de US$ 5.05 Bilhões.

Significa que o grupo inglês vale agora incríveis R$ 21.5 BILHÕES e está com o caixa abarrotado para investir. Significa também que os grupos americanos seguem ampliando sua fatia no mercado do futebol, onde já são os maiores acionistas na Inglaterra, Itália e França.

Fica cada vez mais difícil competir no mercado com nosso modelo associativo, contra corporações gigantes do futebol como o City football group. Apesar de não disputarmos as mesmas competições, a briga se dá no mercado de transferência de atletas, e aí não temos chance. Entende a necessidade de mudança da Lei de clube empresa para assim atrair investidores para os clubes Brasileiros?

0-3

– Pra quê insistir na culpabilidade de Luiz Inácio, se há gente que não acredita?

Mais uma conformação da condenação do ex-presidente Lula, agora pelo sítio de Atibaia.  E algumas perguntas devem ser feitas:

  1. Quantas pessoas deixaram de acreditar na honestidade dele depois do anúncio da pena (que foi aumentada)? Quem cegamente o segue, não se convence.
  2. Quando é que ele poderá voltar para a cadeia?
  3. Como teremos um país menos dividido e mais unido por políticos honestos e competentes?
  4. De que jeito fazer as pessoas entenderem que aqueles que não compactuam com as picaretagens e atos corruptos cometidos por Lula não são necessariamente Bolsonaristas e nem defendem a truculência do atual Chefe de Estado?
  5. Teremos, em breve tempo, sensatez do brasileiro e fim da dualidade de opiniões raivosas entre Extremas Direita e Esquerda?

Abaixo, extraído de: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2019/11/27/relator-do-processo-sobre-sitio-de-atibaia-no-trf-4-vota-por-condenacao-de-lula-por-corrupcao-e-lavagem-de-dinheiro.ghtml

TRF MANTÉM CONDENAÇÃO E AMPLIA PENA DE LULA

Pena foi aumentada para para 17 anos, um mês e dez dias em decisão unânime. Antes do voto sobre o mérito, TRF-4 rejeitou por unanimidade pedido da defesa para anular sentença

Por unanimidade, os três desembargadores da oitava turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) votaram nesta quarta-feira (27) por manter a condenação e ampliar a pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do sítio de Atibaia.

Votaram no julgamento, que o relator da Lava Jato no TRF-4, João Pedro Gebran Neto, o revisor, João Leandro Paulsen, e o presidente da turma, Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz.

O primeiro a se pronunciar foi Gebran Neto, que votou pelo aumento da sentença para 17 anos, 1 mês e 10 dias. Paulsen Thompson acompanharam integralmente o relator.

Lula havia sido condenado em primeira instância, em fevereiro de 2019, a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro pela juíza substituta Gabriela Hardt. O ex-presidente é acusado de ter se beneficiado com propinas de construtoras que teriam reformado e decorado um sítio em Atibaia usado pela família do petista.

No julgamento na sede do TRF-4, em Porto Alegre, os desembargadores se manifestaram com relação a um pedido da defesa de Lula para anular a sentença da primeira instância e a recursos apresentados pelos advogados sobre a condenação em si.

– Os três desembargadores da 8ª turma do TRF-4 votaram contra a anulação da sentença da 1ª instância no caso do sítio em Atibaia. Esse era o principal pedido da defesa do ex-presidente.

– O TRF-4 manteve a condenação de Lula na 1ª instância por corrupção e lavagem de dinheiro

– Os desembargadores aumentaram a pena 17 anos, um mês e 10 dias
Com a condenação mantida na 2º instância, Lula não voltará a ser preso de imediato, com base na mesma decisão do STF que permitiu que ele fosse solto no caso do triplex. Uma eventual prisão deverá ocorrer só depois que não houver mais possibilidade de recurso

– Após a condenação, a defesa disse que vai aguardar a publicação do acórdão para decidir se vai recorrer no próprio TRF-4 ou em tribunais superiores. O advogado de Lula também afirmou que a decisão é incompatível com o que diz o STF sobre a ordem das alegações finais dos processos

– No processo, a defesa de Lula pedia a anulação da sentença ou a absolvição do ex-presidente. Dentre outros argumentos, alegava não haver provas contra Lula e acusava a Justiça de atuar sem imparcialidade. O MPF, por outro lado, pediu o aumento da pena do ex-presidente.

Essa é a segunda ação de Lula na Lava Jato com andamento no TRF-4. Ele ficou preso de abril de 2018 a novembro de 2019 após ter sido condenado em segunda instância no processo do triplex do Guarujá. Saiu da cadeia após decisão do STF que derrubou prisões após condenação em segunda instância.

Resultado de imagem para Lula atibaia

Imagem do sítio de Atibaia onde os Pedalinhos do Lago eram personalizados com os nomes dos netos de Lula e as toalhas da piscina com os nomes do ex-presidente e da ex-primeira-dama.