– As dificuldades da vida estimulam ou não a criatividade?

A dificuldade pode ser um fator tanto desanimador quanto incentivador. Porém, vemos que muitas pessoas, ao se sentirem desafiadas pelos percalços, acabam se superando. Um artigo fala sobre isso, extraído do Caderno Inteligência, da Revista Época Negócios, ed Jan/13, pg 100.

Abaixo, compartilho, sobre “dificuldades desejáveis“:

NÃO FACILITE

A dificuldade estimula a criatividade

Nosso cérebro responde melhor às dificuldades do que imaginávamos. Na verdade, elas estimulam nossa criatividade. O pesquisador Robert Bjork, da Universidade da Califórnia, até cunhou a expressão “dificuldades desejáveis” para defender um intervalo maior entre uma aula e outra, obrigando um esforço adicional dos alunos para lembrar a lição anterior. E cientistas da Universidade de Princeton descobriram que alunos assimilavam melhor os conteúdos impressos em fontes tipográficas mais feias e difíceis de ler. Estudos neurológicos mostram que, confrontadas com obstáculos inesperados, as pessoas conseguem aumentar seu “escopo perceptivo”, recuando seus pensamentos para enxergar o quadro mais amplo.

O poeta britânico Ted Hughes defendia que poesia deveria ser escrita à mão: o esforço para usar uma caneta em uma folha de papel obriga a criar expressões mais densas e sintéticas. Os Beatles são um exemplo de que as “dificuldades desejáveis” ajudam a criatividade: em 1966, depois de lançar Rubber Soul, planejavam gravar seu próximo disco nos Estados Unidos, onde os equipamentos eram muito mais sofisticados. Obrigações contratuais os obrigaram a gravar nos estúdios da gravadora, em Londres. Resultado: com a ajuda de um grande produtor e excelentes engenheiros de som, exploraram todas as possibilidades dos quatro canais de gravação disponíveis e produziram os revolucionários álbuns Sgt. Pepper e Revolver.

imgres.jpg

 

Anúncios

– JMJ 2019: Jovens testemunhas da reconciliação e portadores da Paz!

A 32a edição da Jornada Mundial da Juventude está começando, e a mensagem de paz, coragem e esperança não poderia ser melhor!

Compartilho, extraído de: https://www.metrojornal.com.br/foco/2019/01/23/jornada-mundial-juventude-2019.html

COMEÇA A JMJ 2019

O papa Francisco chega hoje ao Panamá para a 32ª JMJ (Jornada Mundial da Juventude), realizada pela primeira vez em um país da América Central. São esperados ao menos 375 mil fiéis no encontro, que será inspirado nas palavras “Eis a Serva do Senhor, Faça-se em Mim Segundo a tua Palavra”.

A JMJ reúne milhares de católicos de todo o mundo, sobretudo jovens. Este é o maior evento religioso da Igreja – celebrado internacionalmente a cada três anos – e foi instituído pelo papa João Paulo 2º em 20 de dezembro de 1985. “Será uma grande festa de fé”, diz dom José Domingo Ulloa Mendieta, arcebispo do Panamá e principal responsável pelo evento.

A principal mensagem que o papa deseja passar durante os seis dias do encontro é a de que os jovens precisam ser testemunhas da reconciliação e portadores da paz. “A Igreja e a sociedade precisam de vocês. Com as suas propostas, com a coragem que têm, com os seus sonhos e ideais, são derrubados os muros do imobilismo e são abertos caminhos que nos levam a um mundo melhor, mais justo, menos cruel e mais humano”, disse Francisco em um vídeo.

Em 2013, a JMJ aconteceu no Rio de Janeiro. O tema do encontro foi “Ide e Fazei Discípulos Entre as Nações!”. O evento reuniu cerca de 4 milhões de jovens, que foram orientados que quem evangeliza é evangelizado.

Durante a 32ª JMJ, o papa deve chamar atenção para problemas envolvendo pobreza, imigração e direitos humanos. A América Central está envolvida em uma crise migratória à medida que milhares de pessoas tentam seguir para os EUA em busca de asilo ou empregos.
Desde outubro do ano passado, milhares de centro-americanos, principalmente de Honduras, têm atravessado o México em caravanas, muitos andando a maior parte do caminho, para tentar chegar aos EUA.

Quando visitou o México em fevereiro de 2016, Francisco criticou o compromisso do então candidato à Presidência dos EUA Donald Trump de construir um muro na fronteira dos dois países para conter a imigração ilegal.

“Muitos dos jovens naquela região são imigrantes, acho que podemos esperar referências (à crise migratória) por parte do Santo Padre”, disse o porta-voz do Vaticano, Alessandro Gisotti, ontem, a jornalistas.

Resultado de imagem para jornada mundial da juventude 2019 tema

– Fumar ainda é uma boba autoafirmação para o jovenzinho?

“Manhã cedinho”, como se diz no Interior: vejo uma linda menina no ponto de ônibus, acendendo seu cigarro. Não deve ter mais do que 14 anos! Cara de criança, corpo esbelto fruto de puberdade precoce. Mas mente bobinha… afinal com tanta informação, por quê fumar?

Digamos que a menina tenha 16 anos. Pra quê desejar se viciar tão nova ainda? Ou é apenas um gesto rebelde e de autoafirmação para dizer que já é moça?

Há 20 anos, isso dava para entender (era moda). Hoje não! Há muita campanha sobre os prejuízos de tal ato e os jovens sabem disso. Eles têm ciência de que fumar causa dependência e provoca câncer (além de outros males). É feio. É brega. É bobagem. Ou, se preferir, é idiotice!

Coitada da mocinha. Tão nova e acha que para ser mulher precisa fumar. Uma outra hipótese é que tenha más companhias e daí para a maconha e outras drogas (pois é sabido que o cigarro é uma porta de entrada para narcóticos entre os adolescentes) é fácil, fácil.

Enfim: tão bela, mas desperdiça o ar puro aqui da Serra do Japi logo na manhã fresquinha. Que desperdício… sem contar que estar fedendo (sim, como cheira mal a pessoa que fuma!).

bomba.jpg

– Fatores que se repetem todo ano no começo da temporada de futebol…

Ainda estamos em Janeiro, a primeira rodada dos estaduais aconteceu e sintomas de um futebol intolerante se repetem. Veja se todo ano esse tipo de notícia não é corriqueiro:

1. BRIGA ENTRE TORCIDAS: O Palmeiras foi jogar contra o Red Bull e ocorreu briga entre torcedores palmeirenses e… ponte-pretanos! Pode? Aliás, é o fim do respeito às instituições de segurança pública assistir São Paulo x Guarani num torneio de juniores (em Araraquara) com torcida única! A PM não dá conta de uma partida desse porte?

2. DEMISSÕES DE TREINADORES: O Comercial de Ribeirão Preto tirou do São José o treinador Ricardo Costa, de excelente campanha no ano passado. Fez pré-temporada, jogou diversos amistosos e, na 1a rodada, após perder seu jogo de estreia, demitiu o técnico! Ué, não devia demitir quem o contratou? Jogou fora toda a preparação? Time que demite profissional depois de deixá-lo trabalhar por tal período e só depois vê que não deu certo (se é que ele teve tempo para “dar certo”), é porque tem diretoria com competência questionável.

3. ÁRBITROS NA GELADEIRA: Já falamos aqui do erro da arbitragem no jogo entre Flamengo 2×1 Bangu. A FERJ afastou a árbitro assistente adicional Rejane Caetano da Silva (FIFA-RJ), por não ter visto a bola sair (e ter sido atropelada pelos jogadores que disputavam-a em velocidade, dando um carrinho). Mas o que fará a moça melhorar colocando-a na geladeira? Aliás, cartola do apito fica afastado? Não vejo dirigente de arbitragem, que insiste em apadrinhados e outros árbitros de seu círculo pessoal íntimo, serem punidos Brasil afora por má escala. Sobra só para o juizão (no caso, a juíza) e para quem não tem proteção / blindagem.

4. CONTRATAÇÕES POR PAIXÕES: O Corinthians quer a volta de Romarinho. Me lembro que Christian, quando voltou para o Timão, era lembrado por ter mostrado o dedo-do-meio à torcida adversária e não jogou nada (mas ganhou bem). Emerson Sheik, já em final de carreira, também veio por “agradecimento” aos bons serviços prestados no passado, mas não rendeu. Agora, é a vez de Romarinho (marcado pelos gols importantes de outrora) voltar. Será como da mesma forma que os demais?

Enfim: entra ano e sai ano, o futebol reprisa a mesma novela… Não está faltando profissionalismo por parte de todos os envolvidos?

Resultado de imagem para Calendário

– Agora existe a Sapiossexualidade?

Cada dia, um modismo novo: agora a discussão é sobre o sapiossexualismo, a preferência de pessoas que sentem atração sexual por… parceiros inteligentes!

É mole?

E se o rostinho bonito for de alguém “burrinho”?

Saiba mais, extraído de: https://t.co/zpNVTvopjx

VOCÊ É SAPIOSSEXUAL?

Agora existem até apps específicos para quem diz que se sente atraído pela inteligência alheia. Verdade ou modinha, o que a ciência tem a dizer sobre isso?

Por Ana Carolina Leonardi

Você está zapeando no Tinder quando, de repente, descobre que um possível match se diz “sapiossexual”. Você se sente obsoleto – isso é uma gíria? É uma nova forma de orientação sexual ou identidade de gênero da qual você ainda não se atualizou?

É mais simples que isso, no papel. Sapiossexual é o nome moderno para quem garante que é atraído sexualmente pela inteligência alheia.

Tá bom, tá bom: todo mundo valoriza inteligência em alguém que quer namorar. Nem faria sentido, evolutivamente, se atrair pela pessoa menos intelectualmente capaz do bando de hominídeos ao seu redor – o tamanho do seu cérebro é a prova de que a seleção natural e sexual favoreceu os espertos.

Mas, em teoria, para ser sapiossexual você teria que ir além: a inteligência deveria ser o maior gatilho para você, em termos de excitação sexual – acima dos atributos físicos. É ter tesão, muito literalmente, na inteligência alheia. Com o termo em alta, surgiu até o Sapio, um app de encontros feito exclusivamente para esse público.

Sempre que há um fenômeno estranho há um cientista pronto a estudá-lo. E veja você, em pleno 2018, já temos um artigo científico publicado avaliando o que a ciência tem a dizer sobre os sapiossexuais: quem são? Como funcionam? Como são? Eles existem mesmo?

O estudo, feito na Austrália, criou o Questionário de Sapiossexualidade (SapioQ) para medir com segurança, em uma nota de 1 a 5, o quanto uma pessoa é atraída sexualmente só pelo intelecto. No teste, o participante tinha que concordar ou discordar com frases como “Escutar alguém falar de forma extremamente inteligente me excita sexualmente”.

A maioria das pessoas não tirou notas muito altas no questionário, nem nos outros testes sobre atração sexual e inteligência feitos no estudo. Para elas, outros fatores tinham influência superior à atração sexual.

Isso você já esperava né? Mas 8% dos participantes tirou uma nota maior que 4 – sinal de que sim, algumas pessoas são sexualmente atraídas por inteligência.

Mas peraí. Os pesquisadores colocaram mais uma hipótese: se essa relação excitação-inteligência realmente se aplica, então quanto mais inteligente for alguém, mais atraente ela vai aparecer para um sapiossexual, certo?

Errado. Eles testaram como a atração sexual variava de acordo com o QI de um parceiro hipotético. No começo, tudo certo: as pessoas realmente demonstravam muito mais atração por alguém com um QI que fica na média do que por alguém que tinha um QI entre os 25% mais baixos da população.

E a atração sexual ia crescendo conforme o QI subia, até chegar ao QI 120 (mais alto que 90% do resto da população). Aí caía abruptamente! As pessoas se sentiam progressivamente menos atraídas conforme o QI subia acima de 120. Os 10% das pessoas com os QIs mais altos da população eram considerados muito menos atraentes do que seus colegas menos bem-dotados mentalmente.

Entre os 8% que eram sapiossexuais, segundo o SapioQ, a queda era menos pronunciada, mas ainda existia. Um dos possíveis culpados é o estereótipo do gênio destrambelhado e sem habilidades sociais, como o Sheldon, que ilustra este texto.

Ainda que o estudo não afirme categoricamente que o sapiossexual não existe, ele conclui que é extremamente provável que outros fatores não-intelectuais influenciam a atração, em qualquer cenário.

Ah, e vale lembrar: o quanto você é atraído por inteligência não depende da sua própria: pessoas avaliadas como menos e mais inteligentes que a média tinham a mesma chance de curtir pessoas intelectuais (dentro do limite de 120 de QI).

A única diferença é que pessoas mais inteligentes tinham mais aversão sexual a pessoas de baixo QI. Veja só que beleza.

Ser sapiossexual, portanto, não te torna mais inteligente que a média. No máximo, um pouquinho mais prepotente. E a inteligência só é sexy até um certo limite, independente do que você coloca no seu Tinder.

bomba.jpg

– A 4a é bela porque… (em 5 poses mobgráficas)

… porque foi precedida pelo entardecer maravilhoso de 3a (clique 1):

… porque me permitiu ter disposição para logo cedo ir correr, suar e produzir endorfina (clique 2):

… porque enquanto eu corria, meditava no amor infinito de Deus (painel do Santuário de Aparecida registrado por mim dias atrás, clique 3):

… porque depois de suado possibilitou minha recuperação e alongamento curtindo a beleza das flores (clique 4):

… e, enfim, porque mostrou toda a sua grandiosa inspiração da Criação no amanhecer com cores fortes e vibrantes (clique 5):

Sendo assim, só posso desejar um incrível dia de vida (mais um!) para todos nós. Ótima terça-feira, amigos!