– E alguém precisa defender o Wanderley? Já a licença do Congresso…

Há coisas incomparáveis. E, quando se tenta comparar, tornam-se risíveis.

Lembram da polêmica da delação de J Hawilla, citando Andrés Sanches como um dos operadores de um esquema de corrupção no futebol, revelada brilhantemente pelo jornalista Wanderley Nogueira?

Pois é, Andrés negou. Claro que negaria. Ou alguém acredita que ele afirmaria ser corrupto?

O advogado de J Hawilla refutou que seu cliente houvera dito o que foi mostrado. Ué, e ele diria que foi aquilo mesmo?

Lembremo-nos que aqui no Brasil os delatores dão entrevistas exclusivas às revistas de grande circulação, jornais e TV. Se bobear, viram celebridades!

Nos Estados Unidos é diferente: tudo tem que ser em segredo de Justiça, o delator não pode falar nada publicamente (nem deixar vazar) e o que falou em delação deve ser comprovado. Não tem moleza, tampouco publicidade (ou melhor: tornado público).

A partir do momento em que uma relevante e importante fonte consegue soltar algo e, ótimos repórteres como Wanderley Nogueira tem a oportunidade de divulgar, o delator “geme”. Claro, ele tem que fazer de tudo para não dar veracidade aos documentos (no furo de J Hawilla, há até mesmo as páginas em que o documento está no processo, com riqueza de detalhes), pois, afinal, a Justiça americana o obriga a silenciar e a refutar tudo.

Dessa forma, não há motivo para crer que o advogado de J Hawilla ousaria dizer que tudo é verdade. Quanto mais ele incentivar o descrédito público, melhor para Hawilla na corte dos EUA.

Compare: você acredita na informação do Wanderley Nogueira (que não precisa de defesa minha ou de qualquer outro) ou em Andrés Sanches, acusado de tanta coisa? São incomparáveis quanto ao crédito.

A propósito, Andrés Sanches havia prometido deixar Brasília imediatamente caso se elegesse presidente do Corinthians. Não se licenciou ainda, mas continua sendo presidente do Corinthians, que fica em São Paulo, e concomitantemente deputado federal, na Capital do país. Trabalha nos dois lugares simultaneamente?

Se Andrés se licenciar, deixa de receber o salário mas seu staff / gabinete continua existindo. Se ele RENUNCIAR, perde os benefícios além do FORO PRIVILEGIADO (licenciando mantém ainda o foro).

Portanto: esqueça uma renúncia!

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.