– Como explicar o fiasco de público no Campeonato Carioca?

Meu amigo Thiago Batista de Olim observou e é verdade: repararam no pífio público nos estádios do RJ?

Exatos 7.605 pagantes estiveram presentes nas duas semifinais da Taça Guanabara (2145 para Boa Vista x Bangu e 5460 para o CLÁSSICO Flamengo x Botafogo).

No Paulistão (que não é lá essas coisas), quase 12000 pagantes em Mirassol x Palmeiras e mais de 8000 para Santo André x Corinthians, estando no meio da 1a fase. Ou seja: a soma das semifinais no Rio de Janeiro não é maior do que jogos “que nada valem” em São Paulo.

Algo está errado, não acham?

Lembrando que para Ferroviária x Santos, em Araraquara, apenas 3861 pagantes. Não me consta que o torcedor araraquarense tenha trocado o futebol pelos desfiles de Carnaval…

bomba.jpg

Anúncios

– Dia do Orgulho Ateu: Respeitar não é Concordar. Algumas observações…

Respeito todas as crenças – e as descrenças também.

Leio que hoje é “Dia do Orgulho Ateu“. Democrática e respeitosa data, mas que leva à reflexão: se Deus não existe, tudo o que existe é fruto do acaso?

O sistema solar, a natureza, o corpo e seus órgãos… Seriam eles apenas fruto de uma gigantesca coincidência?

Repito o que disse: respeito o ateísmo e seus adeptos, mas não tem apologia nem concordância minha.

Eu não sabia, eis um símbolo ateísta:

bomba.jpg

Aliás, há uma campanha contra o preconceito ateu. Mas algo errado – chamar de MITO a crença dos outros, aí não pode… 

bomba.jpg

Para se ter respeito, evidentemente, deve respeitar. Afinal, pede-se o não preconceito ateu, mas pratica-se o preconceito religioso?

– O Bullying sobre o Vídeo-Árbitro

Meus amigos estão carecas em saber sobre o que penso sobre a utilização do Árbitro de Vídeo (VAR) no Brasil e no Mundo (pois, inacreditavelmente, são cenários bem diferentes para o desenvolvimento e o propósito de seu uso nesses lugares “distintos”).

Um texto bem curioso sobre o VAR que compartilho abaixo:

(Escrito por Juca Kfouri na Folha de São Paulo do último domingo, postado pelo Blog do Paulinho em: https://blogdopaulinho.com.br/2018/02/11/abaixo-o-futebol-perfeito/)

ABAIXO O FUTEBOL PERFEITO

Jornalista britânico fica contra vídeo-arbitragem com argumentos do humor inglês

Recente artigo da revista inglesa “The Spectator” aborda a vídeo-arbitragem (VAR) com o sabor do peculiar humor daquelas bandas britânicas.

Quando o árbitro não tem certeza sobre algum acontecimento crucial no campo, ele convoca outro árbitro por meio de um fone de ouvido para ajudá-lo. O outro árbitro está a muitas milhas de distância, assistindo à partida na televisão. O árbitro paralisa o jogo e vai dar uma olhada numa tela de vídeo ao lado do campo. E ele e o outro árbitro, a todas essas milhas de distância, falam sobre o que veem por dois ou três minutos, enquanto a torcida fica entediada e a dinâmica do jogo se perde. Então, ele toma a decisão: errada! Ou talvez, quem sabe, a decisão certa. Uma decisão, enfim.”

Segue o articulista Rod Liddle, equivocado na humilde opinião deste que vos escreve, mas divertido:

“Acho que, em breve, as dúvidas serão levadas para um painel de especialistasOu, talvez, para um Tribunal Internacional de Justiça. Ou, ainda, em dia não muito distante, para representantes de Jesus Cristo, Buda, Maomé, todos colados a uma TV em um quarto de hotel em algum lugar, discutindo sobre se o talentoso, ou histriônico, atacante Mohamed Salah, do Liverpool, mergulhou ou foi derrubado na área: ‘Falta clara no meu livro’, diz Maomé enquanto pega um salgadinho. ‘Bobagem, você está sendo tendencioso’, responde Cristo, terminando sua lata de cerveja.”

E prossegue o jornalista:

“Porque, na verdade, é disso que se trata, é isso que o VAR realmente é: por um jogo, se transforma em deus substituto, com poderes acima dos mortais.É um apelo à onipotência porque, hoje em dia, muito dinheiro está envolvido no futebol para as decisões serem tomadas por apenas um solitário ser humano. As autoridades do futebol querem eliminar as dúvidas da vida. Só que sempre haverá dúvidas e não é um segundo homem com uma TV que mudará isso. Nem que olhe as coisas em câmera lenta, porque o jogo não é jogado em câmera lenta, a menos que você seja um fã do Manchester United. O movimento lento geralmente faz com que os carrinhos, as entradas por trás, pareçam muito piores do que realmente são, não importa quão experiente seja o observador. Estão tentando fazer o futebol perfeito, apesar de tantos de nós saborearmos suas imperfeições tanto quanto gostamos da sua habilidade, de sua magia. Sim, nós podemos nos relacionar com as imperfeições do futebol porque também temos as nossas.”

Por fim, apela:

“Parem de tentar fazer o futebol perfeito: seus erros é que o fazem tão divertido”.

Desnecessário repetir: apesar da graça do autor, que só faltou gritar “ódio eterno ao futebol moderno!”, o VAR chegou para ficar após resistir durante anos ao conservadorismo.

Sem deixar de dizer que, para muitos, o futebol é o esporte mais popular do planeta exatamente por recusar as novidades e a ânsia por justiça. O esporte não foi feito para ser justo, dizem, mas para ser emocionante.

Eis o desafio do VAR: fazer da espera pela decisão do tal deus, instantes tão emocionantes como aqueles antes da cobrança de um pênalti.

bomba.jpg

– Malandro é Malandro e Mané é Mané!

Viram o prefeito João Dória Jr se esforçando para uma foto com Zeca Pagodinho?

O músico, esperto como só, sempre correu de todos eles – dos de esquerda ou dos de direita. E no Sambódromo Paulistano fez um verdadeiro malabarismo para não deixarem achar que estaria apoiando o atual mandatário de São Paulo.

Faz bem! Zeca tem meu respeito desde que o vi ajudando desabrigados numa enchente em Xerém, como um ilustre anônimo de coração solidário.

Dá-lhe Pagodinho! Olha o “sorriso” que ele deu para o clique:

bomba.jpg

– 3 cliques para uma boa 2a feira, colorindo a manhã!

Para quem está na labuta como eu, começando a semana nesta segundona – sem desculpa de folião – em 3 cliques motivantes e inspiradores:

1- Por quê reclamar? Se temos saúde, por quê não trabalhar?
S’imbora para o serviço, com o céu ainda no escuro. O sacrifício vale a pena:
bomba.jpg

2- Sol das 07h, brilhando nessa foto panorâmica.
Dispensa comentários tal beleza, não?
bomba.jpg

3- E para dizer que não falamos das flores…
Ainda gotejada pela garoa, nosso botão de rosa! Jardinagem e fotografia são meus hobbies.
bomba.jpg

Ótima semana a todos.