– Uma Doutora em Química.

Ufa, ACABOU!

Com alegria, eis a mais nova DOUTORA: Dra Andréia de Melo Porcari, que há pouco defendeu sua tese no Doutorado em Química (e foi aprovada com louvor).

Parabéns, esposa Querida!

Anúncios

– A excepcional entrevista do dono da Guararapes ao Pânico na Rádio

Flávio Rocha, o CEO do grupo Riachuelo, 15o maior gerador de empregos brasileiros e criador do manifesto “Brasil 200”, falou sobre os desastres do comunismo, da necessidade da geração de empregos, das novas relações de “capital mais trabalho” e das virtudes e defeitos em nosso país. Retrucou a ideia de que o enriquecimento de alguns deve ser calcado no empobrecimento de muitos (dissertou sobre a importância da geração de riqueza para todos).

Abordou, ainda, temas espinhosos: desarmamento, demonização da Polícia, trabalho escravo, as bobagens da divisão da nação criada pelo “Fla-Flu” político e, até mesmo, da Ideologia de Gênero

Flávio tratou sobre a infeliz defesa da “construção da sexualidade pelo ambiente social” e a “forçação de barra” para a sexualização precoce das crianças. Na condição de maior empregador de transsexuais do Brasil, discutiu sobre o tema da erotização infantil e da confusão criada pelos defensores dos direitos LGBTT versus apologistas da Ideologia do Gênero.

Imperdível a quem quer entender de maneira inteligente o nosso país.

Assista em: https://www.youtube.com/watch?v=S_ueeFiEx8M

bomba.jpg

– O que se fará ao Nacional pelas ofensas à Chapecoense?

Fico pasmo ao ver a inércia da Conmebol pelo ato ridículo ocorrido e não punido sumariamente: em plena Arena Condá, no 1o jogo da Pré-Libertadores da América, torcedores do Nacional-URU insensivelmente ironizaram os torcedores da Chapecoense com gestos de “aviãozinho caindo”, em alusão aos mortos na tragédia que envolveu a delegação da Chape.

Quer piada mais sem graça ou ato mais insonso do que esse? Justo no estádio em que se fez o velório onde o mundo inteiro chorou as dezenas de mortos? E como os familiares e amigos das vítimas receberam tais ofensas?

Há imagens da zombaria circulando pela internet, mas por conta dos direitos de transmissão, não tenho link acessível permanente com o vídeo.

Não pode ficar impune tal situação. Aguardemos! Aqui no Brasil, o Grêmio recentemente foi eliminado de uma edição da Copa do Brasil devido a manifestação racista. E agora, qual a pena para o Nacional-URU neste ato fúnebre, macabro e desumano de seus aficcionados  Se é que se pode chamar tais torcedores imbecis de humanos…

Em tempo: não consigo acessar a súmula deste jogo. Será que o árbitro relatou o ocorrido (mesmo sendo desnecessário devido às claras filmagens)? Aliás, a ironia do destino: um Nacional (o da Colômbia) demonstra grandeza com sua torcida e seu homônimo (o do Uruguai) tal pequeneza… 

 

bomba.jpg

– Gilmar Mendes e os voos da FAB

Depois de ser hostilizado publicamente em várias situações por conta de suas polêmicas decisões (em especial, a de soltura de presos políticos e/ou de colarinho branco), o ministro do STF Gilmar Mendes foi abordado com xingamentos por duas senhoras em Portugal e por uma série de passageiros em Cuiabá.

Conclusão: o juiz só voará em voos da Força Aérea Brasileira.

Quer dizer que vamos pagar uma conta mais alta ainda do que já pagamos? Quanto custa para um avião decolar exclusivamente para ele?

Aliás, não consigo ver a foto de Gilmar Mendes na imprensa e não lembrar do personagem João Plenário, de “A Praça é Nossa”. A semelhança impressiona!

bomba.jpg

– Um teste para ajudar portadores da Síndrome do Pânico e Depressão em geral

Conheço muitas pessoas que sofrem com agorafobia, depressão e outros “parentes” da Síndrome dos Pânico. A falta de serotonina é um desses problemas.

Escrevo isso pois o jornalista da Rede Globo Jorge Pontual descobriu que após 40 anos tomando uma determinada medicação para depressão, não conseguia otimizar o resultado pois era a droga errada! O remédio era para o seu problema, mas as substâncias não conseguiam se metabolizar potencialmente. Após realizar um teste genético, verificou que outra medicação, para o mesmo problema mas com outros princípios ativos, metabolizaria em seu organismo muito melhor do que o remédio anterior.

Está aí a discussão: será que os remédios que tomamos, mesmo sendo os indicados para nossos males, respondem a contento em nosso corpo?

Em tempo: Jorge Pontual declarou estar “ótimo, estabilizado e contente como nunca” com a mudança de medicação após a realização deste teste que descobre quais as drogas que melhor reagem em seu corpo (chama-se “teste farmacogenético”).

Mais sobre isso, extraído de Vivabem.uol.com.br, abaixo:

TESTE GENÉTICO É SAÍDA PARA DEPRESSÃO QUE NÃO MELHORA

O correspondente da Globo em Nova York (EUA), Jorge Pontual revelou ter depressão e se tratar há 40 anos com o remédio errado. Ele fez um teste genético que revelou que metaboliza os remédios tão depressa a ponto de não surtirem efeitos. “O resultado do teste veio com a lista de antidepressivos que não funcionavam para mim, e eram justamente aqueles que tomei durante décadas. A boa notícia é que veio também a lista dos antidepressivos que funcionam”, afirmou.

De acordo com os especialistas ouvidos pelo VivaBem, os testes farmacogenéticos (nome do teste feito por Pontual) servem para determinar como os medicamentos se comportam em cada indivíduo a partir da análise do DNA. E servem para várias doenças como o câncer.

Wagner Gattaz, diretor do Laboratório de Neurociências do IPq-USP (Instituto de Psiquiatria da USP), explica que cerca de 20 a 30% dos pacientes com depressão não reagem adequadamente ao remédio e esse tipo de teste permite ao psiquiatra compreender o porquê disso acontecer.

O progresso da genômica permitiu que descobríssemos os genes das enzimas das células hepáticas responsáveis por metabolizar os medicamentos. Cerca de 75% das pessoas faz esse processo em uma velocidade normal, enquanto o restante ou metaboliza ultrarrápido ou lentamente”, fala Gattaz.

O paciente que metaboliza rapidamente tem uma enzima que faz com que o fígado trabalhe muito rápido aquela substância e o medicamento nem tem tempo para fazer efeito no corpo. Já os que metabolizam devagar, por sua vez, provocam acúmulo do medicamento no corpo, o que pode gerar efeitos colaterais sérios, como intoxicação.

Por isso, se o paciente tem a característica de destruir rapidamente um determinado antidepressivo, como era o caso de Pontual, a eficácia da droga será afetada. O teste, então, indica a característica de cada um e mostra quais são os remédios que o paciente tem chance de responder melhor e quais são os que ele terá uma intolerância.

Teste ou tentativa e erro?

Tanto Gattaz quanto o psiquiatra Fernando Portela, membro da ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), afirmam que o antidepressivo começa a fazer efeito a partir da segunda semana, sendo que, após quatro semanas, o paciente precisa já sentir melhora em alguns dos sintomas da depressão, como ansiedade, apatia, culpa, descontentamento, desesperança, irritabilidade, perda de apetite, fome excessiva e insônia.

Se o paciente não teve remissão dos sintomas nesse primeiro mês, cabe ao médico fazer uma avaliação para identificar se precisa trocar o medicamento”, fala Portela.

O membro da ABP explica que só indica o teste para pacientes que já tenham trocado de medicamentos pelo menos três vezes. “Normalmente um bom psiquiatra consegue avaliar e diagnosticar bem seu paciente. Mas há casos em que é preciso recorrer aos testes para entender por que ele não está respondendo a nenhuma droga”.

Já Gattaz é a favor de recorrer ao teste sempre que possível, já que o interesse do médico e do paciente é descobrir o quanto antes qual é o medicamento capaz de colocar “um fim no sofrimento gerado pela depressão”.

O entrave, no entanto, é o preço dos testes que variam de R$ 1.300 a R$ 3.990. Além de não estar incluso no SUS (Sistema Único de Saúde) também não consta no rol da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), ou seja, os planos de saúde não cobrem o exame. No entanto, segundo os psiquiatras ouvidos pelo VivaBem, alguns planos reembolsam parte do procedimento.

bomba.jpg

– Buenos dias, 6a!

Pareço estar de bom humor. E estou. Mas também com muita pressa, pois o dia urge. Assim, rapidinho, cinco cliques motivacionais da manhã-madrugada:

1. Bom dia!
Tudo pronto para suar mais uma vez. Vamos correr?
#Fui #RunningForHealth #run #cooper #corrida #saúde #sport #esporte #running
bomba.jpg

2. Correndo e Meditando:
“Ó #Jesus Eucarístico, Alimento do #Céu, socorrei-nos. #Amém.”
#Fé #Santidade #Catolicismo #JesusCristo #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância
bomba.jpg

3. Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das #flores.
#corrida #treino #flor #flowers #pétalas #jardim #jardinagem #garden #flora #run #running #esporte #alongamento #CorujãoDaMadrugada #alvorada
bomba.jpg

4. Desperte, #Jundiaí, com o seu infinito horizonte.
Que belíssimas cores!
#sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia #FotografeiEmJundiaí
bomba.jpg

5. #Céu azul e a #Serra da Ermida ao fundo: inspirador!
Como não contemplar?
#natureza #paisagem #fotografia #mobgrafia #inspirador #sky #landscapes
bomba.jpg

Ótima sexta feira a todos nós!