– Campeonatos Jabuticabas

Daqui alguns dias começarão os Campeonatos Regionais, que assim como os Pés de Jabuticabas, só existem nos Brasil. Tirando os de São Paulo e o do Rio de Janeiro, os demais não dão chances aos pequenos. E esses mesmos pequenos paulistas e cariocas, todos sabemos, estão falidos.

Os pequenos precisam das verbas desses torneios para sobreviverem, e elas existem não por eles, mas pelos grandes.

É sabido que as potências não querem jogar os Campeonatos Estaduais. Mas também não se movem para evitá-los (com exceção, o Atlético Paranaense que tem disputado em seu estado com o Sub 23).

Será que esses torneios não poderiam ser melhor espaçados no calendário? Ou que fossem divisões locais de acesso às nacionais?

Na Inglaterra, existe a Northern Premier League, que congrega times regionais das 7a e 8a divisões e que permitem aos clubes (se tiverem condições financeiras e técnicas) a chegarem à badaladíssima Premiere League (1a divisão). Por quê não podemos ter série E, F, G representando os Regionais? Cravo que um jogo entre Paulista de Jundiaí x Bragantino valendo acesso da 6a divisão para a 5a Nacional levaria mais público do que valendo a queda da 1a divisão para a 2a do Estadual.

Para mim, a resposta para que não se discuta para valer o fim dos regionais (os quais, confesso, sou apaixonado mas entendo a dificuldade financeira do modelo) é clara: a perda de Poder das Federações Estaduais!

No ano retrasado, Rogério Ceni questionou:

O que vale ganhar o Paulista?”

Vencer o Paulistão só vale o status. Mas se perder… o time grande sofre com a pressão!

Algo tem que ser feito. Não dá para abrir um Morumbi para o São Paulo jogar com público de 5.000 pagantes contra o Audax, enquanto o clube gostaria de estar excursionando pela Ásia ganhando dinheiro e treinando. Ao mesmo tempo, não dá também para XV de Piracicaba, Noroeste, América de Rio Preto e tantos outros times tradicionais montarem times para apenas 3 meses nas divisões que disputam e fecharem as portas.

Quem aceitará ceder? Os times grandes continuando com o assistencialismo, clubes pequenos fechando as portas de vez ou as federações estaduais abrindo mão do poder?

bola-murcha.jpg

Anúncios

– Precisamos de Papas Franciscos nas Instituições Brasileiras já!

Anos atrás, o papa Francisco anunciou várias reformas, mudanças e auditorias no Vaticano. Por exemplo, divulgou os dados do Banco do Vaticano (nunca feito antes em 125 anos de instituição).

Simplesmente, ele quer dar “uma limpa” no que considera irregular ou imoral.

Não precisamos justamente disso nas nossas instituições (sejam elas quais forem) no Brasil?

url.jpg

– Quanto tempo levará para o Brasil ficar rico?

Olhem que interessante matéria de Exame.com, por Nicholas Vital: o prazo para sermos uma nação desenvolvida seria de 20 anos!

Extraído de: http://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/0980/noticias/vinte-anos-para-ficar-rico

20 ANOS PARA O BRASIL FICAR RICO

Está em curso um fenômeno novo para o país: o amadurecimento em massa da população. Mas é preciso correr, pois a janela de oportunidades tem data para fechar

Ronaldos e Giseles à parte, a maioria dos mortais segue um roteiro de vida semelhante. Primeiro experimentamos as delícias da infância e da adolescência. Depois, chega a hora de começar a trabalhar, um momento marcado por muito esforço e pouco dinheiro. Com o tempo, as oportunidades vão surgindo e o desafio é conseguir garantir um descanso tranquilo no período final. E assim passamos de geração em geração. Também os países seguem uma trajetória semelhante, com graus diferentes de sucesso. Numa fase inicial, nações jovens têm uma fatia grande da população abaixo da idade de trabalho. Com o tempo, as crianças crescem e começam a trabalhar. É um período ideal para aproveitar o impulso e crescer. Depois vem a fase do envelhecimento, em que o ímpeto econômico se esvaece. Se tudo der certo nesse caminho, haverá, então, riqueza suficiente para financiar o sossego dos idosos.

O Brasil já foi uma nação jovem. E seremos, no futuro, um país velho. A boa notícia é que estamos — agora — no auge do período produtivo. Encontra-se em curso um fenômeno demográfico e social novo para o país: o amadurecimento em massa da população. O crescimento populacional vertiginoso ficou para trás. Após crescer geometricamente por dois séculos, o número de brasileiros aumenta cada vez menos e não deve ultrapassar a marca de 220 milhões. Ao mesmo tempo, com expectativa de vida de 73 anos, o país tem hoje dois terços da população entre 15 e 64 anos — a faixa etária considerada economicamente mais produtiva. A proporção dos que estão em idade de produzir vai continuar a crescer até 2022, quando atingirá um pico de 71%. A previsão é que nessa data o número de brasileiros em idade ativa passe dos atuais 130 milhões para 147 milhões. As chances de negócios abertas por essa transformação silenciosa são enormes. “Se em dez anos não abrirmos 100 milhões de novas contas, é porque algo deu errado”, diz Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Bradesco. Segundo estimativa da Federação Brasileira de Bancos, o número de agências bancárias no país deve crescer 50% na próxima década, o que significa a criação de cerca de 150 000 postos de trabalho. O crescimento no setor bancário é apenas um exemplo do salto esperado em inúmeros mercados na próxima década.

“Essa é uma chance única na história de qualquer país”, disse a EXAME Ronald Lee, diretor do departamento de demografia e economia da Universidade de Berkeley e membro da Comissão Americana para Estudos do Envelhecimento. A chance a que Lee se refere é batizada pelos especialistas de bônus demográfico — a fase com o máximo possível de gente trabalhando. Uma projeção realizada pelos professores Cássio Turra e Bernardo Queiroz, da Universidade Federal de Minas Gerais, mostra que o Brasil tem um potencial de crescimento de 2,5% ao ano gerado exclusivamente pelo bônus demográfico. Outra conta, feita por Marcelo Neri, pesquisador do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getulio Vargas, sugere um aumento de até 2,7% ao ano na renda média dos brasileiros em função do bônus e do aumento da escolaridade, iniciado nos anos 90. No cenário elaborado por Turra e Queiroz, o Brasil, se crescer apenas à média anual de 2,5% propiciada pelo bônus demográfi co, chegará a 2030 com um produto interno bruto de 3,3 trilhões de dólares, 50% maior que o atual. Mas o país tem crescido mais que isso — e os economistas avaliam que será possível manter um ritmo de 4,5%. Isso elevaria, no mesmo prazo, o PIB para 4,8 trilhões de dólares, o sufi ciente para alcançar um padrão de renda equivalente ao que Portugal tem atualmente. Numa hipótese mais otimista, de o bônus ser aproveitado para impulsionar reformas mais profundas, em duas décadas o Brasil atingiria o nível de renda per capita atual da Espanha e teria um PIB de 7 trilhões de dólares. “Os brasileiros estão diante de uma oportunidade de ouro, mas ela é temporária. Após duas décadas, o envelhecimento da população inverterá a curva e fará a proporção de inativos subir. Por isso, para tirar o máximo proveito até lá, o Brasil deve investir fortemente nas novas gerações, em especial provendo boa educação básica”, diz Lee. O recado é claro: temos mais 20 anos para fazer a lição de casa, modernizando a economia e melhorando a qualidade da educação, e, assim, nos tornar uma nação rica. Caso contrário, estaremos no pior dos mundos. Corremos o risco de envelhecer sem ter conseguido integrar o clube dos desenvolvidos — e aí será muito mais difícil chegar lá.

url.jpg

 

– Você acredita num mundo melhor?

Eu educo minhas filhas para que sempre acreditem na mudança do planeta (para melhor). Insisto que cada um de nós é um agente transformador – e devemos transformar no sentido do bem! Mudar a vida das pessoas; ajudar; incentivar; motivar…

Li essa frase transformadora e gostei demais. Veja as 3 etapas da afirmação:

“Eu creio em um mundo melhor / Eu creio em um mundo melhor / Eu crio um mundo melhor”

Se queremos mudanças, sejamos ela!

Estamos fazendo a nossa parte?

bomba.jpg

– Os Cartolas não querem defender Del Nero para não se queimarem. Mas atacá-lo, menos ainda!

Leio do sempre bem informado jornalista Ricardo Perrone em seu blog no UOL, que na última segunda-feira alguns dirigentes do futebol brasileiro queriam promover um manifesto de apoio a Marco Polo Del Nero, mas foram demovidos da ideia por Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF e interessado na cadeira de presidente da CBF, pois, segundo ele, a iniciativa causaria desgaste na imagem da cartolagem.

Pior do que apoiar Marco Polo Del Nero é ler que há aqueles que o defendem e entendem que ele é uma vítima! Veja só o discurso do representante da Roraima:

“A situação de Marco Polo começou a ser debatida pelo sindicato [Sindicato do Futebol, em São Paulo], a partir de críticas à Fifa feitas por Zeca Xaud, longevo presidente da Federação Roraimense. Ele sugeriu que a CBF se rebelasse e não aceitasse a suspensão. Classificou a atitude da entidade internacional como covarde.”

Será que o senhor Zeca Xaud, há décadas no cargo da federação do seu estado “sem largar o osso”, crê realmente na inocência de Marco Polo a ponto de incitar uma rebelião pró-Del Nero contra a FIFA? Ou é mais uma “puxada de saco” para agradar a quem manda o famoso “mensalinho do futebol” (que é oficializado pela Confederação Brasileira de Futebol sob o título de ajuda de custo aos estados da federação)?

Pobre futebol brasileiro… está sendo jogado numa verdadeira lata de lixo…

A matéria completa em: https://blogdoperrone.blogosfera.uol.com.br/2018/01/apos-fala-de-cartola-da-fpf-dirigentes-enterram-nota-de-apoio-a-del-nero/

bomba.jpg

– O Acordo da Língua Portuguesa, modismos e vícios!

O que você está achando do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa entre os países que falam a língua-mãe, assinado há algum tempo?

Eu tenho muita dificuldade em escrever voo, ideia, para (tudo se acento). E as palavras com hífen? Vixi…

Confesso que não sei como isso está funcionando em Portugal, Angola e nas outras nações. Sempre imaginei que, pelas expressões, gírias e modificações ao longo da história, teríamos uma legítima língua brasileira; afinal, tudo vai mudando. Pergunte em Portugal se “a pessoa já pegou uma fila?” Você se surpreenderá… Ou peça a um português narrar um jogo de futebol e ouvirá que “o atleta da camisola número 10 entrou no relvado e marcou um golo“!

E o famoso “PresidentE” e “PresidentA”? Existe estudante/estudanta, escrevente/escreventa, dirigente/dirigenta, etc?

Pior é que até existiam/existem tais termos; eram/são palavras antigas, cairam em desuso e se era ‘feio falar”. Dilma ressuscitou por vontade de Lula, que talvez nem sabia da existência delas, mas a usou por popularismo.

Voltando à questão: será que em Cabo Verde, Macau, Timor Leste e outros pontos do planeta o Acordo Ortográfico está padronizando mesmo a Língua Portuguesa? Ou inventaram por lá um “presidento”, “estudanto” e estão relutantes em afirmar que a equipa (sim, não é equipe) ganhou com 5 golos no placar e não gols?

Enfim, padronizar e conseguir isso na nossa língua nada mais me parece ser do que diálogo flácido para acalentar bovinos… (e você deve ter entendido a expressão).

bomba.jpg

– Domingo, Domingando, Domingueira

BOM DIA!
Hoje é dia de descanso para uns e de trabalho para outros. Eu estou nas duas situações. Assim, carregando a bateria para a jornada (em 4 cliques dos meus 4 momentos):

👊🏻Bem disposto cá estou!
Já de pé para gastar a #adrenalina. Vamos correr?
🏃🏻 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #corrida #saúde #sport #esporte
bomba.jpg

😇Correndo e Meditando com a #MãeDeJesus:
“- Ó #DesatadoraDosNós, rogai por nós. #Amém.”
#Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace
bomba.jpg

🌺Fim de #cooper dominical, sem passar do limite e nem ficando para trás!
Suado, cansado e feliz, curtindo a beleza das #flores inspiradoras e perfumadas do #jardim.
🏁 #corrida #treino #flor #flowers #pétalas #jardinagem #garden #run #running #esporte #alongamento #CorujãoDaMadrugada #alvorada
bomba.jpg

🌅Despertai com suas cores, ó Terra Querida #Jundiaí!
Essa #natureza caipira é incrível, não?
🍃 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia #FotografeiEmJundiaí
bomba.jpg

ÓTIMA JORNADA A TODOS!