– Qual era o segredo da FIFA?

Lembram-se de que, às vésperas da Copa das Confederações (e já faz quase 2 anos), o presidente da FIFA Joseph Blatter, deu uma entrevista coletiva sobre a competição e falou sobre a arbitragem do torneio?

Não nos esquecemos! Disse ele naquela oportunidade que abriria mão do uso de árbitros adicionais (AAA), mas que:

Durante a Confederation Cup o 4o árbitro, além de suas funções habituais, usará uma tecnologia até agora não discutida e que será testada em sigilo.

Pois é. O torneio acabou, o Brasil venceu, já passou a Copa do Mundo e nem a Comissão de Árbitros ou a própria FIFA revelaram o que foi testado secretamente. O uso de equipamento eletrônico para a confirmação da bola que ultrapassa totalmente a linha não era segredo. Então, o que teria estado às mãos do 4o árbitro que ninguém nunca viu e nem sabe?

Na necessidade de se conseguir alguma novidade ou metodologia inovadora em benefício ao futebol, criam-se expectativas até mesmo frustrantes. Eu mudaria algumas coisas para ajudar a arbitragem, e em especial, o uso de imagens para lances duvidosos (em situações específicas a se regulamentar).

E você, o que faria se pudesse ajudar a mudar o futebol?

milton-carneiro-e-jo-soares-faziam-o-bandeirinha-e-o-juiz-ladrao-em-quadro-do-viva-o-gordo-em-1983-1358272944300_300x300.jpg

– Dirigir usando o celular já mata mais do que Dirigir Embriagado!

No Brasil, a Lei Seca conseguiu diminuir o número de mortes no trânsito em decorrência da bebida. Mas há outro problema: agora, as mortes causadas por uso de Mensagens de Texto no Celular superaram as do Álcool!

Extraído de: http://migre.me/eufCP

MENSAGEM DE TEXTO NO CELULAR CAUSA MAIS MORTES QUE BEBIDA AO VOLANTE

Pesquisa aponta que número de mortes não para de crescer, apesar das campanhas educativa

NOVA YORK – Enviar mensagens de texto pelo celular ao mesmo tempo em que se dirige já ultrapassou o uso de bebida associado à direção como principal causa de morte de adolescentes nos Estados Unidos, de acordo com um estudo do Centro Médico Infantil Cohen, em New Hyde Park.

Mais de três mil adolescentes morrem por ano por causa de acidentes provocados por distração durante o envio de mensagens de texto pelo celular diante do volante de veículos em movimento. Os mortos por acidentes provocados pelo uso de álcool  em acidentes automobilísticos são 2.700 por ano, segundo o estudo. 

Apesar de uma campanha publicitária nacional e inúmeros alertas de autoridades e especialistas, o estudo revela novos números impressionantes: 50% dos estudantes americanos costumam enviar mensagens de texto via celular enquanto dirigem.

”A realidade é que os jovens não bebem diariamente, mas eles levam o tempo todo os seus celulares e querem continuar conectados com os amigos mesmo quando estão dirigindo, e por isso esta ocorrência tornou-se mais comum, embora seja tão perigosa quando beber e dirigir”,  afirmou à rede de televisão CBS o médico  Andrew Adesman, chefe de Pediatria do Desenvolvimento e Comportamento do Centro Médico Infantil Cohen.

Principal autor do estudo, Andrew Adesman disse que as leis que proíbem mensagens de texto ao volante não são eficazes. 57% dos jovens disseram que mandam mensagens enquanto dirigem em estados com leis que proíbem o comportamento, e 59% disseram que fazem o mesmo em estados que não adotam legislação sobre o tema.

”As pessoas estão escrevendo e dirigindo o tempo todo”, disse Mike Xirinachs, um dos entrevistados pela emissora de TV. “Eu não sei o que deve ser feito, mas alguém precisa fazer alguma coisa””, disse.

”Todos os dias eu vejo isso”, disse um motorista. “As pessoas dirigindo e dedilhando ao celular, ou falando ao telefone. Eles não deveriam fazer isso, mas fazem – crianças, adultos, todo mundo faz isso”.

”É perigoso e irresponsável, mas virou uma cena comum”, disse o ex-policial John Montone. “Um veículo é uma arma, assim como um revólver ou uma faca, e você pode matar pessoas. Você não merece ter uma carteira de motorista se é irresponsável a esse pondo”, completou.

As estatísticas mostram que quem se comunica por celular enquanto dirige tem 23 vezes mais chances de causar um acidente do que se estiver prestando atenção.

imgres.jpg

– Guilherme Ceretta de Lima na final do Paulistão! O que esperar?

Foram 8 árbitros no globinho após a fase 1. E 7 foram sorteados para 7 jogos sem repetir um só sequer, restando para o 8o jogo (a Final) o 8o árbitro, que virou “bola cantada”.

Probabilisticamente, tal evento é raro. Mas aconteceu. E a lógica e a coerência foram rendidas. Luís Flávio foi guardado dos grandes jogos, “escondido” nos sorteios dos mata-matas e… de tanto que foi falado que seria sorteado, não foi! Talvez os motivos estejam bem explicados no “PORÉM” nesse link: http://wp.me/p55Mu0-qq .

A FPF conseguiu escolher 8 árbitros para 8 jogos das fases eliminatórias. Luís Flávio de Oliveira (FIFA), o número 1 de SP, acabará o Paulistão sem ter apitado nenhum jogo decisivo. Ceretta será o único a ter apitado dois jogos dessa fase. E, acreditem, acabou-se por nenhum dos 2 árbitros FIFAS paulistas serem escalados para as finais.

Guilherme Ceretta começou a carreira muito bem. Fez grandes e bons jogos. Entretanto, foi ultrapassado na corrida pelo escudo da FIFA por Raphael Claus e Luís Flávio de Oliveira.
Alguns alegam que o ofício de modelo (sua atividade profissional) atrapalhou a carreira. Discordo, creio que ele consegue separar bem as coisas. Outros alegam que fisicamente não está tão bem. Concordo, ele realmente teve problemas nos testes físicos mas já os superou.

A crítica que faço está bem nítida na memória: um certo “desprezo” a jogos menos importantes, nos quais ele não costuma vibrar. Vide o ano passado, uma ruim atuação em Oeste x Paulista (em: http://wp.me/p55Mu0-eS) e com o mesmo defeito em Botafogo x Paulista (vide em: http://wp.me/p55Mu0-dO).

No histórico, Claus teria problemas na Vila Belmiro por ter expulsado Serginho Chulapa que posteriormente invadiu o campo para lhe questionar. O problema do sobrenome Oliveira pesou contra Luís Flávio. Ceretta não teve vetos do Palmeiras e, no jogo que apitou do Santos contra o XV de Piracicaba, uma boa atuação EXCETO o “pênalti de queimada” (o lance de mão na bola e bola na mão).

Espero um bom jogo e desejo uma boa arbitragem. E peço desculpas publicamente ao amigo Luís Flávio, já que, sem querer, “secamos ele”. Aliás, deveria procurar uma BENZEDEIRA: o único dos 8 não sorteados e, de tão preservado, ficou de fora de tanto que deu na cara…

Pela matemática, a proporção foi incrível: 7 ÁRBITROS SORTEADOS NÃO-REPETITIVAMENTE em 7 jogos, sendo que no penúltimo jogo foram Claus, Thiago Peixoto, Vinícius Furlan e Luís Flávio.

Acho que valeu o tal do “almoço modesto”!
bomba.jpg

– Mensagem Encorajadora!

Chiara Lubich, fundadora do movimento católico “Focolares”, deixou esse dito:

A Nossa Revolução não consiste simplesmente em combater o mal, mas em fazer o bem”.

Correto! A Paz, o Bem e o Amor são maiores do que uma simples antítese.
bomba.jpg

– Quem apitará a final do Paulistão? Conto aqui:

A tendência diz que será Luiz Flávio de Oliveira, a não ser que dê tudo errado. Explico:

Não se deve repetir os nomes dos mata-matas (a lógica, o bom senso e a METODOLOGIA adotada mostram isso). Portanto, foram selecionados 8 árbitros para as fases eliminatórias: Flávio Rodrigues de Souza, Marcelo Aparecido Ribeiro, Marcelo Rogério, Guilherme Ceretta de Lima, Raphael Claus, Thiago Duarte Peixoto, Vinícius Furlan e Luís Flávio Oliveira.

Vejam só: nas quartas-de-final,

  1. Flávio Rodrigues de Souza apitou Corinthians x Ponte Preta,
  2. Marcelo Aparecido Ribeiro apitou São Paulo x Red Bull,
  3. Marcelo Rogério apitou Palmeiras x Botafogo,
  4. Guilherme Ceretta de Lima apitou Santos x XV de Piracicaba.

Nas Semifinais:

  1. Raphael Claus apitou Santos x São Paulo,
  2. Thiago Duarte Peixoto apitou Corinthians x Palmeiras.

Nas finais:

  1. Vinícius Furlan apitou Palmeiras x Santos,
  2. e Luís Flávio Oliveira… é o que sobrou! Seria ele o árbitro a ser sorteado para Santos x Palmeiras?

Na verdade, algumas considerações:

– Falamos há 1 mês que Luís Flávio estava sendo poupado de jogos de apelo midiático; claro, não se pode queimar um bom cartucho;

– O Universo conspirou que sobrassem os teoricamente 4 melhores árbitros para as semifinais, sobrando Luís Flávio no último jogo;

– Ele é FIFA, o melhor ranqueado do Estado de São Paulo. Seria o árbitro número 1 do Estado de São Paulo esquecido para a Finalíssima?

PORÉM…

– Sabemos que a semana foi cheia na Barra Funda. O Palmeiras tem restrições com a família Oliveira (não por culpa de LF, mas do seu irmão Paulo César, que nunca “deu química” nos jogos do Verdão).

– O Jornal Lance publicou na 3a feira que Modesto Roma almoçou com a cúpula da FPF. Tema do almoço: ARBITRAGEM.

– Meu medo é que, de tanto que falamos do Luís Flávio, ele seja tirado de cena… Mas algum nome terá que ir no globinho da sorte junto ao dele!

Quem seria o seu árbitro da final?

Deixe os eu comentário:

(OPS: somente as 15h de hoje sairá o nome do “sortudo”.)

bomba.jpg