– Empreendedorismo de maneira simples, pelo Sebrae – IBS Americas

Que ótimo material do Sebrae sobre Empreendedorismo, Gestão e Marketing!

Quem não conhece os cursos gratuitos da entidade, saiba: valem a pena. Já falamos dele em: https://professorrafaelporcari.com/2021/01/20/o-empreenda-facil-do-sebrae-ibs-americas-governo-de-sp-e-uma-boa/

Imagem

– A inovação, de fato, tem ocorrido a contento nas empresas?

Muitas vezes falamos que uma empresa é inovadora por algo pontualmente novo. Mas ser específico em algo inovador classifica-a no mesmo patamar de inovação de quem é, de fato, perenemente criativo?

Extraído de: https://medium.com/@jrsantiagojr/a-equ%C3%ADvocada-gourmetização-da-inovação-f65917f49a4e

A EQUIVOCADA GOURMETIZAÇÃO DA INOVAÇÃO

por José Renato Santiago Sátiro

A busca pela estruturação de novos processos bem como pelo desenvolvimento de novos produtos sempre fez parte do dia a dia das organizações que buscam crescer e se perpetuar no mercado. Da mesma forma a intenção de atuar em novos mercados também tem estado presente entre as metas e objetivos traçados por tantas empresas ao longo de décadas. Ainda que já houvesse sido citado a exaustão por muitos grandes pensadores, para citar apenas um, Peter Drucker, estes movimentos dificilmente eram agrupados como voltados para inovação. Muitas destas ações, no entanto, poderiam assim serem chamadas, inovadoras, ainda mais ao evidenciarmos que apenas as empresas que conseguiram geri-las com maestria se mantêm ativas até os dias atuais. Em outros tempos, no entanto, as características presentes nas demandas mercadológicas não explicitavam a inovação como um requisito diferencial para a aquisição de um produto. Sendo assim, ainda que houvesse algumas poucas exceções, o uso de qualidades associadas a confiabilidade e durabilidade costumavam ser mais bem quistas que aquelas relacionadas com inovação.

Atualmente a inovação passa por um patamar dos mais relevantes quanto a sua necessidade, a ponto de muitas empresas citarem isso em quaisquer de seus chamadas comerciais e publicitárias. Outras chegam até mesmo a nominar suas iniciativas e projetos com anagramas formados por seus nomes e palavras relacionadas com inovação. Não é difícil notar, no entanto, que muito mais do que serem, parecer serem inovadoras tem sido a mais importante meta a ser alcançada por organizações. Isto mesmo, cabe repetição: “as empresas investem muito mais em parecer serem inovadoras, do que em serem inovadoras realmente”. Boa parte das grandes empresas, por exemplo, investe muito mais em publicidade do que em atividades de pesquisa e desenvolvimento. A preocupação em mostrar aos seus consumidores o que não são é infinitamente maior do que a de gerar de maneira sistêmica esta identificação imediata, algo que pouquíssimas organizações conseguem (A 3M, por exemplo, faz com maestria). Esta postura míope não ocorre apenas em grandes organizações. Bem sabemos que hoje, não se cria mais uma nova empresa, e sim uma startup. Poucos têm pontos de vistas e crenças, mas sim mindset. A gourmetização irrestrita da inovação segue um caminho muito próximo ao estruturado pelo ramo de alimentação e significa, o que é um paradoxo, um dos maiores entraves ao seu crescimento de forma consistente e efetivo. O ‘dogão’ do ‘carro lanche’ se transformar em ‘big dog cheese special’ do ‘food truck’ é fruto desta visão distorcida de inovação. O custo desta mudança, no entanto, foi notada imediatamente apenas nos preços, multiplicados às vezes por 3 ou 4, sem que houvesse qualquer novo requisito que gerasse real riqueza percebida aos seus consumidores, a não ser ‘a redução com o ingrediente xpto no molho vegano’, ainda que muitos sequer saibamos do que isto se trata. Longe de querer desmerecer as muitas tentativas feitas, mas fato é que a inovação exaltada hoje é muito mais sofisticação semântica associada, às vezes, com tecnologia aplicada, na maioria das vezes um aplicativo para mobile, do que qualquer outra coisa.

Obviamente que isto não a torna sem valor, mas ainda a posiciona bem longe de ser algo que possa se tornar gerador perpétuo de riqueza. Sua pouca profundidade é notória. Não por acaso que tantas profissões, supostamente ultrapassadas, continuam vivíssimas e obtendo cada vez maiores margens, uma evidência de geração de riqueza, como tem acontecido com alfaiates, fotógrafos profissionais e tantos outros.

A popularização da web e a clara evolução no desenvolvimento de muitas tecnologias de telecomunicações catapultaram a inovação a um nível de relevância jamais visto e, ao mesmo tempo, de difícil comprovação que ela possua. A vertiginosa diminuição na intensidade das relações humanas fruto imediato da popularização do uso de aplicativos, por exemplo, é apenas um reflexo disso e um forte sinal que há algo de muito podre sustentando esta realidade. Até os psicólogos e analistas de outros tempos têm perdido seus espaços para coaches, muitos deles profissionais formados em cursos de finais de semana, que se propõem a ‘ensinar’ os caminhos das pedras em milacrosas sessões virtuais. É óbvio entender que movimento algum que potencialize o uso raso do conhecimento com o indiscriminado uso de tecnologia como propósito fim, não como meio para gerar riqueza, pode ser utilizado como referência para a construção, manutenção e crescimento de uma sociedade. Os exemplos se amontoam. Será que alguém tem dúvida que o percentual de pessoas que faz seus trabalhos bancários pelo celular é ínfimo e continuará assim sendo por dezenas décadas? Assim como o uso de muitos dos aplicativos de inteligência artificial deste segmento, exemplo límpido de apropriação de conhecimento alheio, no caso humano, e venda como conhecimento de máquina. Como as histórias são cíclicas, não irá demorar muito para este tipo de ‘bolha inovativa’ exploda, o que estará longe de significar o fim do que realmente é inovação, hoje em dia encontrada verdadeiramente em poucas organizações e pessoas. Neste sentido, inovação ainda é um diferencial, não uma realidade.

– Dando cores à 2a feira!

Como fotografia é nosso grande hobby, nada melhor do que essa imagem incrível do nosso botão de rosa vermelho para inspirar o dia, não?

Ótima segunda-feira (de novo, pois já fiz minha saudação pela manhã) com um clique tão belo como esse, abaixo:

bomba.jpg

– Como não expulsar Leandro Castan no Vasco 0x0 Bahia?

Leandro Castan perdeu o tempo da bola e acertou com a sola o rosto do goleiro Douglas. Não tem como não dar Cartão Vermelho (tendo intenção ou não, força excessiva ou imprudência). É expulsão indiscutível.

O lance impressiona, mas mais impressionante ainda é a qualidade do clique do fotógrafo André Durão. Que exatidão do momento!

Abaixo:

– Já Fevereiro? Mas você começou a cumprir sua lista de final de ano?

Puxa, estamos no dia 01 de fevereiro. Já foi embora janeiro…

Lembra da sua lista de “planos para 2021”? Neste ano atípico de “continuidade da pandemia”, você já começou a cumprir seus propósitos?

O que está esperando? Precisa o mundo voltar à normalidade ou, de tudo o que você almeja, nada pode ser feito agora?

Aliás, por quê fazer listas somente no final do ano? Por quê não AGORA, hoje?

A urgência e a pressa de melhorar precisam ser, sem dúvida, nossa mesmo!

Bem-vindo Fevereiro 2018 - We Art

– O Radicalismo da Fé (ou da falta de) na Indústria do “Cancelamento”!

A falta de respeito ao próximo é um ato não-cristão, isso não se discute. Jesus combateu o proselitismo (vide quando ele não forçava a conversão de ninguém, respeitando o livre-arbítrio), sentou-se com marginalizados (foi muito criticado por isso em seu tempo) e separava o materialismo mundano da espiritualidade (a César o que é de César, a Deus o que é de Deus).

Pois bem: recentemente, o Papa Francisco foi criticado por negacionistas após dizer que não se vacinar ou ir contra a Ciência era um ato egoísta. Passou a ser chamado de “comunista” e outros adjetivos críticos por parte, acredite, de quem se diz cristão (incluindo alguns católicos) e que apoiam o boicote às vacinas.

Agora, não sei por quê, volta à Internet uma matéria do Padre Fábio de Melo, na qual ele posa para foto ao lado de um travesti que lhe pediu a lembrança. O fato foi em 2015, mas as postagens recentes dão a impressão de que é algo novo – e acompanhado por reclamações, nas quais taxam de pecado o ato do sacerdote.

Caramba, se Jesus Cristo cansou de dizer que não veio para os que têm saúde, mas sim para os que precisam da palavra de Deus, e por isso justificou quando comia juntamente à mesa com bandidos, prostitutas, pecadores e outros tantos rotulados pelas pessoas de sua época, não faz o mesmo o Padre Fábio (sendo que isso já foi dito e repetido na ocasião)?

Vivemos tempos de intolerância religiosa e de Cristofobia, é sabido. Mas ao mesmo tempo, contraditoriamente, de intolerância ao… tolerante!

Na dúvida, pense: o que Jesus faria em tal situação? É muito melhor discernir assim, do que seguir conselho de políticos que se rotulam como cristão (católico ou evangélico) e agem de maneira contra a vida.

A reportagem dita acima em: https://extra.globo.com/famosos/travesti-que-ficou-famosa-por-foto-com-padre-fabio-de-melo-morre-aos-56-anos-21304768.html

Jesus Cristo veio acolher a todos, não se duvide disso.

Pin em Jesus Misericordioso

– O pênalti marcado em Internacional 2×1 Red Bull Bragantino: à luz da Regra, foi ou não?

Viram o lance polêmico no Beira-Rio, em que o Colorado venceu o Massa Bruta com um pênalti “pra lá” de polêmico?

Uma bola é cruzada no ataque do Internacional por Patrick, e ela bate no corpo e depois na mão de Weverton do Red Bull Bragantino. Se você não assistiu, veja em: https://www.youtube.com/watch?v=1hXbSbMlhLo.

O atleta pode admitir sem problema algum que a bola bateu em sua mão (como já fez à imprensa), afinal, bater na mão é diferente de colocar a mão para interceptá-la. E, cá entre nós, muitos jogadores estão confusos com o que fazer com os braços durante o jogo. Correr-se-á amarrado?

Falaremos bem didaticamente sobre esse lance: não seria uma infração nas competições internacionais (é só assistir a conduta dos árbitros de qualquer bom campeonato estrangeiro), mas “poderia ser” no Brasil (para quem tem uma interpretação tipicamente uniforme com a CA-CBF, que está equivocada com o resto do mundo): culpa do tão dito “ampliar o espaço” que inventaram para orientar aos árbitros do nosso país, esquecendo de relatar que “ampliar espaço” se refere UNICAMENTE à avaliação ao movimento antinatural / intenção subjetiva (já que ampliar o espaço intencionalmente é uma infração óbvia). Se “o ampliar o espaço” ocorrer por força da jogada sem intenção de colocar a mão na bola, algo ocorrido pela natureza do lance em si (casualidade), sem que tenha sido um movimento antinatural (portanto: fisiologicamente natural), NÃO É INFRAÇÃO. E ao ver a imagem do jogo, avalie algumas condições: velocidade / rapidez da bola, proximidade do chute, tempo para recolher ou estender o braço, reflexo de quem bate na bola, entre tantos fatores.

Em tempo: para que seja uma avaliação fidedigna à Regra, não pode avaliar em câmera lenta, pois deturpa / mascara os argumentos citados acima.

Confesso novamente (como tenho dito há tempos): temos uma Regra 12B, típica do Brasil, onde, diferente do restante do “Planeta Bola”, condicionou-se que “bateu, marcou”. Lembre-se: a 1a condição para marcar pênalti continua sendo a intenção, e somente daí as outras variantes… Caso se faça o contrário, vira “jogo de queimada”! A única exceção em que a Regra é no “bateu, marcou” se refere a lance onde a bola toca na mão de um atacante e na imediatez da situação vai ao gol (é o 4o item deste texto que explica as últimas mudanças da Regra, em: https://wp.me/p55Mu0-2zB).

Enfim: não caia na onda de “ação por imprudência, desviou a trajetória da bola, ía para o gol, etc”, pois são mitos do lance da regra da mão / braço na bola (que aqui virou bola no braço /mão como infração).

Para saber mais sobre “o que é mão na bola e bola na mão”, além de “onde começou essa confusão”, clique aqui: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2016/09/11/os-penaltis-de-mao-na-bola-no-brasileirao-perdemos-a-vergonha-com-a-regra-12b-2/

Inter x Bragantino: veja como assistir, escalações, desfalques e arbitragem | brasileirão série a | ge

– Você está precisando de Vitamina D?

Gostei dessa matéria sobre Vitamina D, tão importante para o nosso dia-a-dia, e desprezada por muito.

Você consegue perceber a falta dela? 

Compartilho, extraído de: https://pitacoseachados.com/2021/01/18/10-sinais-de-que-seu-corpo-esta-com-falta-de-vitamina-d/

10 SINAIS DE QUE SEU CORPO ESTÁ COM FALTA DE VITAMINA D

Vitamina D é uma vitamina extremamente importante, que tem efeitos poderosos sobre diversos sistemas em todo o corpo. Uma deficiência neste nutriente foi vinculada a muitas condições graves, como doenças cardíacas, doença autoimune, hipertensão, diabetes, e enfermidades ósseas e articulares.

É fácil ignorar a deficiência de vitamina D, pois alguns dos sintomas podem ser atribuídos a outras condições. Mas, quais são as chances de que você seja deficiente de vitamina D? Seguem alguns possíveis sinais.

1. Você sofre regularmente de dores musculares e articulares

Os sintomas de deficiência de vitamina D são sutis no início. Alguns dos primeiros sinais são dores musculares e fraqueza articular, que você pode facilmente achar que são devido à sua rotina diária árdua ou devido aos efeitos do envelhecimento.

Você pode ser capaz de tolerar os desconfortos das dores musculares e fraqueza articular simplesmente diminuindo suas atividades físicas. Contudo, se você está com deficiência de vitamina D, este problema vai continuar aparecendo. Além disso, pode piorar ao longo do tempo.

2. Você sofre de dores crônicas

Dor crônica abrange uma condição ampla. Além de dor muscular e articular, você também pode sofrer regularmente de enxaqueca, dor na coluna, ou outros desconfortos no corpo.

É tecnicamente considerada uma dor crônica se você tem a condição por mais de três meses.

3. Você sente-se cansado o tempo todo

Você já teve um daqueles dias em que se sente muito cansado mesmo quando teve uma boa noite de sono? É possível que você tenha baixos níveis sanguíneos de vitamina D, e seu corpo ainda se sinta fatigado.

Seu corpo precisa de vitamina D para criar energia. Se você não tem uma quantidade suficiente deste nutriente, irá facilmente sentir esta exaustão.

4. Você frequentemente fica resfriado e com tosse

Crianças com falta de vitamina D correm o risco de infecções respiratórias, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Mas, o mesmo risco também se aplica a adultos com deficiência de vitamina D, especialmente se eles já sofreram de asma antes.

5. Sua cabeça transpira

Transpiração excessiva na cabeça ainda está intimamente ligada a uma falta de vitamina D. Embora seja comumente inofensivo e essencialmente apenas um incômodo, pois você precisará enxugar a cabeça com frequência, esta condição também pode indicar condições médicas como diabetes, problemas na tireoide e infecção. Contudo, o que estas doenças têm em comum é que elas também estão ligadas à uma falta desta vitamina.

6. Você sente-se deprimido

O sol é frequentemente representado como algo positivo nas caricaturas, e a ciência pode responder o porquê. De acordo com o Conselho de Vitamina D, a falta de luz solar pode realmente arruinar o humor. Quando você é deficiente deste nutriente, seu cérebro processa menos serotonina, e isto pode afetar seus pensamentos positivos, emoções e estado de espírito.

7. Você tem hipertensão

Se você é hipertensivo, corre o risco de doenças cardiovasculares, ataque cardíaco e derrame. Portanto, não menospreze a falta de vitamina D no seu sistema.

Especialistas ainda estão tentando estudar os efeitos e a patologia da vitamina D e pressão arterial. Uma possível explicação aponta para o teor de cálcio desta vitamina específica, o qual é um nutriente importante para os processos metabólicos e celulares do corpo.

8. Você está sofrendo de queda de cabelo

Queda de cabelo é bastante comum em pessoas que sofrem de estresse. Mas, se a queda do seu cabelo parece anormalmente excessiva, você pode ser deficiente de vitamina D.

A vitamina D alimenta e estimula os folículos capilares. Se você não tem uma quantidade suficiente desta vitamina, isto poderia impedir o crescimento do seu cabelo.

9. Ossos fracos

Você sabia que seus ossos param de crescer quando você tem trinta e poucos anos? Você alcançará o pico da saúde de seus ossos neste estágio, mas a reconstituição de seus tecidos ósseos ainda continua conforme você envelhece.

Porém, se você não tem vitamina D o suficiente, os tecidos ósseos também não obterão uma nutrição apropriada.

É assim que você desenvolve ossos mais macios, que aumenta seu risco de fratura e de outros problemas ósseas como osteoporose.

10. Suas feridas não cicatrizam rapidamente

Você tem uma ferida que parece cicatrizar mais devagar do que o normal? Este pode ser outro sinal de baixos níveis de vitamina D. Especialistas do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba estudaram os efeitos da deficiência de vitamina D em pacientes com úlceras nas pernas.

Pitacos: Ser deficiente de vitamina D é bastante comum. Mesmo assim, é melhor prestar atenção aos sinais, pois sua saúde geral e bem-estar estão ligados a ela. É muito fácil tratar esta condição, mas também é importante conversar com seu médico para obter mais informação, orientação e conselho.

Para muitas pessoas, aumentar a dose dos suplementos de vitamina D, mudar a dieta incorporando mais alimentos ricos nesta vitamina, e passar mais tempo ao ar livre pode ser um divisor de águas, especialmente se sofrem de doenças autoimunes.

– Começando tudo de novo!

👊🏻 Olá amigos!
Dia novo, semana nova e mês novo. Caramba!
S’imbora começar a jornada bem cedinho para cumprir as tarefas?
Sendo assim, vou para o meu cooper motivacional!
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #esporte #running
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #NossaSenhoraDoDesterro, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.”
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #Desterro #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da #natureza. Hoje, com a #rosa vermelha tão intensa!
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento #red
Clique 3:

🌅 Desperte, #BragançaPaulista.
Que a #SegundaFeira possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– INTERNET: Liberdade de Expressão ou Falta de Educação?

Já repararam que existe uma “molecada” que confunde Liberdade de Expressão com Desrespeito?

Quem disse que na Internet, tudo pode? Aparece cada valentão nas Redes Sociais… Pra começar, alguns textos parecem ser “raivosos”! Vai discutir com o autor para ver o que acontece…

Em: https://www.youtube.com/watch?v=8ghBg1hFl5g