– Reféns do Tempo.

Eu procuro ser um sujeito organizado. Planejo tarefas, horários e planos A, B e C. Durmo muito pouco pela carga de atividades, mas… muitas vezes, as 24 horas diárias não são suficientes.

E o que fazer? Descansar menos ainda?

Sinal dos tempos atribulados. Poderemos ficar um dia sem celular, computador ou simplesmente abandonar o relógio?

Paciência… não sacrifiquemos com tudo isso, ao menos, o convívio com a família.

Somos reféns do nosso tempo e o... Alvaro Granha Loregian

– Conquistando as crianças. 🐔

Ganhou e não tira mais!

Minha Estelinha foi presenteada dias atrás com a máscara do “meu Paulistinha”, como ela carinhosamente chama o Galo da Japi (Paulista FC).

É esse mesmo o caminho: incentivar as crianças a torcerem, pois elas são o futuro dos clubes.

Parabéns ao Alexandre, responsável pelo Marketing do Tricolor Jundiaiense.

– Dicas Criativas Incomuns: para Poetas, Administradores de Empresas e à Todos que Buscam Inspiração/Inovação

Olha que bacana: Rodrigo Rezende escreveu sobre “Mentes Brilhantes” em uma edição antiga na Revista Galileu. E na matéria, defendeu que muitas vezes é preciso fazer coisas diferentes, extravagantes ou incomuns para buscar inspiração e criatividade!

Para isso, ele dá algumas dicas práticas de grandes pesquisadores para pensar melhor. São 8 conselhos:

  1. TUDO AZUL: recorra aos ambientes ou mesmo a uma folha azul para resolver problemas. Pesquisadores da Universidade British Columbia (Canadá) revelaram que a cor azul favorece aos insights. Por remeter a ambientes amplos como céu e mar, ajudaria a expandir a mente.
  2. CORRA DO VERMELHO: ele funciona como o sinal de “Pare” no semáforo. No estudo da British Columbia, ajudou na memória e atenção, mas prejudicou a criatividade, já que lembra restrição.
  3. PENSE DORMINDO: quando mais sonolento estiver, melhores ideias terá. O cansaço melhorou em até 50% o desempenho em testes de criatividade feitos pela psicóloga cognitiva Mareike Wieth, da Albion College (EUA).
  4. SONHE ACORDADO: você vive no mundo da lua? Continue assim. Uma pesquisa de Jonathan Schooler, da Universidade da Califórnia (EUA), descobriu que gente desligada se sai melhor em diversos experimentos de criatividade.
  5. SEJA CRIANÇA: criar pode ser uma brincadeira. Literalmente. O psicólogo Michael Robinson, da Universidade da Dakota do Norte (EUA), pediu que pessoas imaginassem ter 7 anos de idade. Resultado: elas se deram muito melhor em testes criativos.
  6. SOLTE O RISO: Rir é o melhor remédio. Mark Beeman e John Kounios (responsáveis pela descoberta do ponto G da criatividade) mostraram um vídeo de Stand-Up Comedy do Robin Willians para algumas pessoas e, depois, as colocaram para resolver problemas. O desempenho foi 20% melhor do que o de quem havia assistido a vídeos chatos ou assustadores.
  7. SAIA DO CAMPO: Se você quer ter uma grande ideia, fuja das áreas rurais. Físicos do Instituto Santa Fé (EUA) descobriram que mudar de uma cidade pequena para uma grande aumenta em 15% a chance de criar uma nova patente.
  8. AH, VÁ TOMAR BANHO: quem diz isso é o psicólogo Joydeep Bhattacharya, da Universidade Goldsmith (Londres). Ele descobriu que o banho aumenta a quantidade de ondas cerebrais alfa, que faz crescer a chance de você ter um insight.

E aí, gostou das dicas? Funcionariam para você?

Resultado de imagem para Mentes brilhantes

– Precisamos de Deus?

Artigo do bispo diocesano de Jundiaí, Dom Vicente Costa, aborda uma importante reflexão: como EXCLUÍMOS Deus no dia-a-dia.

Vale a leitura,

Extraído de: http://www.jj.com.br/opiniao/dom-vicente-costa-graves-consequencias-de-excluir-deus-da-vida/

AS GRAVES CONSEQUÊNCIAS DE EXCLUIR DEUS DA NOSSA VIDA

“Pois em Deus vivemos, nos movemos e existimos” (cf. At 17,28). Vivemos tempos difíceis e conturbados. Apesar de vivermos numa sociedade com raízes cristãs, temos visto uma larga difusão de sinais e fenômenos de secularismo e descristianização. Deus já não é mais o centro da história humana e o ser humano quer fechar-se em si mesmo, sem nenhuma abertura à dimensão transcendental, determinando, com suas técnicas e intelectualidade, o curso de todas as coisas.

Cada vez mais Deus diz respeito somente para os que n’Ele creem. Claro que o avanço tecnológico traz benefícios extraordinários à humanidade. Mas penso que estas tendências escondem uma ameaça muito grave. Perigosas podem ser as consequências com que temos de arcar quando excluímos Deus e a dimensão ao Infinito da vida humana.

O presbítero espanhol, Emiliano Jiménez Hernándes, em seu livro “Decálogo, dez palavras de vida” (Brasília: Editora Centro Neocatecumenal de Brasília, 2017), escreveu ser bem verdade que “o homem pode excluir Deus de sua vida. Mas isso não ocorre sem gravíssimas consequências para o próprio homem e para sua dignidade como pessoa. O afastamento de Deus carrega consigo a perda daqueles valores morais que são base e fundamento da convivência humana” e, consequentemente, na sua carência, é produzido um “vazio que se pretende encher com uma cultura centrada no consumismo desenfreado, no afã de possuir e desfrutar, e que não oferece mais ideais que a luta pelos próprios interesses ou o prazer narcisista. (…) Em vários países desenvolvidos, (e também aqui no Brasil), uma séria crise moral já está afetando a vida de muitos jovens, deixando-os à deriva, amiúde sem esperança, e impelidos a buscar uma gratificação imediata” (pp. 11-12).

Diante desta realidade, a Igreja, fiel ao Evangelho de Jesus Cristo e sendo perita em humanidade, pode e tem a missão de iluminar esta realidade na qual nossa sociedade está imersa. Como? Sugerimos três conceitos para isto: (1) Resiliência e Fé: a primeira é uma palavra moderna entendida como a capacidade de retornar à forma original e não deixar que nada nem ninguém desfigure a imagem de Deus presente em nós; (2) Maturidade e Educação: para que todos estejam dotados de um grande sentido de responsabilidade para o bem comum, a partir de um sistema educacional de qualidade, baseado na verdade e na formação de personalidades maduras e responsáveis, evitando qualquer confusão moral, insegurança pessoal e fácil manipulação; (3) A sacralidade da nossa consciência, que é, no dizer do Concílio Vaticano II, “o núcleo mais secreto e o sacrário do ser humano, no qual este se sente a sós com Deus (cf. Gaudium et Spes, n. 16)”.

Temos visto diariamente, nos meios de comunicação, as graves e impactantes consequências de excluir Deus da nossa vida – corrupção, violência, drogas, abortos, um crescente número de ideologias, uma cultura fragmentada, as grandes mídias e empresas politizadas partidariamente, o relativismo, a ditadura do hedonismo, do prazer e do consumo a todo custo, entre outras coisas. Não deixemos que nos roubem a esperança. Não deixemos que nos roubem a alegria de viver. Não deixemos que nos roubem de nós mesmos!

Resultado de imagem para Deus infinito fé

– Sobre a Arbitragem para São Paulo x Flamengo.

Júlio Cazares, novo presidente do São Paulo, esteve nesta semana na CBF e parece que retirou os vetos da gestão Leco contra alguns árbitros. No dia seguinte, por exemplo, a Comissão de Arbitragem divulgou que Rodolpho Toski Marques (FIFA-PR) apitará SPFC x Flamengo no Morumbi.

Ele, que não está fazendo jus ao escudo FIFA há algum tempo (mas não tem substituto para a honraria), foi sacado do jogo São Paulo x Grêmio após ter atuado muito mal na partida do Tricolor contra o Fortaleza. Na oportunidade, Leonardo Gaciba atendeu o pedido de veto e, pior, declarou isso publicamente, abrindo um enorme precedente (relembre em: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2020/10/16/a-interferencia-indevida-e-o-aceite-da-pressao-na-escala-de-sao-paulo-x-gremio/).

Eu evitaria tal escala. Afinal, se o juizão errar a favor do São Paulo, se dirá que tem medo de novo veto. Se errar a favor do Flamengo, se dirá que quis mostrar que não aceita pressão e na dúvida marcou contra o mandante com mágoa do veto que sofreu anteriormente. O ideal, óbvio, é ser perfeito e não errar nada (mas isso é utópico).

Toski terá dois árbitros conhecidos trabalhando como VAR: Wagner Reway – PB (como árbitro de vídeo) e Ricardo Marques Ribeiro – MG (que apesar de árbitro, está listado como assistente de árbitro de vídeo, ou seja, AVAR 1). O bandeira de vídeo propriamente dito será Oberto da Silva (como AVAR2).

Tomara que a arbitragem não sinta nenhum tipo de pressão e trabalhe com tranquilidade, pois suas limitações técnicas (do árbitro e dos VARs) são conhecidas ao longo dessa e de outras temporadas).

Em tempo: teremos Wilton Pereira Sampaio (FIFA – GO) no Internacional x Corinthians, outro jogo com cara de decisão. A melhor árbitra do campeonato, Edna Alves (FIFA – SP), foi escalada na partida que vale muito pouco: Atlético-GO x Coritiba, assim como Raphael Claus (FIFA-SP) estará num jogo de menor importância: Ceará x Botafogo. Já para Red Bull Bragantino x Grêmio, uma escala interessante: o jovem catarinense Ramon Abatti Abel, que vem sendo testado e terá uma grande chance de mostrar suas qualidades num jogo que não terá impacto relevante na tabela.

São Paulo x Flamengo: onde assistir, escalação, horário, arbitragem e últimos resultados

– Bom dia, 4a feira!

🌅 05h45 – Desperte, Bragança Paulista.

Que a quarta-feira possa valer a pena, com esse magnifico horizonte:

🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia