– Árbitros locais para uma melhor logística e menos riscos de Covid_19

Surge como um burburinho, mas eu gostaria de lançar a proposta: árbitros locais para os jogos do Campeonato Brasileiro, a fim de minimizar os riscos de contágio, de exposição e de substituição às pressas de juízes nos jogos.

Explico: dias atrás, falamos do equívoco em se tratar o Brasil de maneira uníssona no tratamento e prevenção do Novo Coronavírus, já que as diferentes realidades dos estados mereceriam protocolos diferentes devido à gravidade das situações locais. Insistimos até que a volta do Campeonato Paulista pode ter iludido muita gente, já que fatores como a extensão territorial reduzido e as partidas sendo realizadas em praças com menor índice de óbitos (e não necessariamente das cidades-sedes das equipes) possibilitaram o término do torneio (vide em: https://wp.me/p4RTuC-qW8). Assim, com realidades distintas, o Brasileirão sendo jogado na casa de cada clube, num país-continente como o nosso, seria loucura.

Vejam a NBA, que confinou atletas na Flórida a fim de realizar o torneio! De tal forma, cidades que estão somente agora tendo picos de contaminação não poderiam receber jogos como as que estão saindo (muito embora, apesar dos protocolos sanitários, creio que não era o momento adequado de voltar o futebol nacional, com a marca de 3 milhões e infectados e 100.000 mortos).

Mas e os árbitros? Imagine um juiz gaúcho que vá apitar Corinthians x Flamengo: ele tem que ser testado e isolado até a hora de entrar em campo. Não adianta fazer o teste em Porto Alegre e viajar. Tem que fazer o teste em SP e aguardar o resultado. Se der negativo, troca-se o árbitro (e o árbitro originalmente escalado fica resguardado em São Paulo, longe da sua casa, com as despesas ocorridas e precisando ser substituto).

Um exemplo real: hoje teremos Red Bull Bragantino-SP x Botafogo-RJ em Bragança Paulista (cidade que lutou para entrar na Fase Amarela). Os árbitros, bandeiras, VAR e AVAR vêm de Goiás (estado onde tivemos uma partida suspensa devido ao alto número de contaminados do Goiás e onde o Atlético Goianiense também acusou infectados ontem).

Pra quê? 

Escale-se um árbitro próximo, que tenha feito o teste e que aguarde o resultado há tempo de se isolar e entrar em campo sem chance de ter se contaminado. Os árbitros goianos viajarão de avião (portanto, estarão expostos) e terão feito os testes perto do estádio Nabi Abi Chedid, se isolarão e garantidamente darão negativo até o momento da partida? Se derem positivo, não teremos jogo, já que o árbitro reserva e demais membros estarão juntos em contato.

Repito: árbitros locais testados e isolados na proximidade dos estádios, esta é a solução. E que os clubes não reclamem de serem do mesmo estado da equipe mandante, já que a condição para apitar não deve ser a origem de nascimento, mas a honestidade!

noticia_0000019332-711x400

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.