– Nossa Listinha de Mercado!

A minha caçulinha Maria Estela é uma figurinha. Perguntada sobre o que ela gostaria de comprar no mercado, olhe só a lista “gourmet”

No meu tempo de criança, chocolate seria “de vez em quando”… rsrs

Em: https://youtu.be/tpbrTBxOMd0

– Cuidado com o carrapato!

Foco!

E não é que flagramos esse carrapato danadinho tentando fazer arte aqui no quintal?

Cuidado com a higiene nunca é demais… especialmente com tais bichos. Lembremo-nos: o da espécie “estrela” pode matar se picar uma pessoa!

Esse, da foto, é inofensivo…

Imagem

– Desconfie de quem se omite na Política!

Não sou lulista, comunista ou petista. Não sou Alckmin, Doria ou Serra. Não sou do NOVO, do DEM, do Patriotas. Tampouco fanatizado chapa-branca do Governo.

Sou apartidário, mas não sou apolítico (pois todos nós precisamos nos preocupar com o Brasil). E também não sou candidato a nada.

Digo isso pois o “fanatismo de muitos” nos obriga a esclarecer que se é independente quando critica certas situações dos políticos no país. E fico muito a vontade para postar esse vídeo (assista inteiro, tem 1’30”) que traz a mesma indignação e dúvida ao presidente Jair Bolsonaro que eu tenho.

Abaixo, em: https://youtu.be/7SqT01M1IqU

Ops: Eu torço para meu país, mas isso não quer dizer avalizar toda ação do presidente como se ele fosse um imaculado cidadão.

– Pessoas Eletrossensíveis e o Mundo da Tecnologia

Muito se tem falado e questionado sobre consequências ruins de ondas de celular ou equipamentos eletrônicos na saúde dos usuários. Mas sabia que se os estudos não comprovam ou desaprovam os resultados, há os que comprovadamente mostram pessoas eletrossensíveis?

Extraído de: http://www.istoe.com.br/colunas-e-blogs/coluna/380180_OS+ELETROSSENSIVEIS

OS ELETROSSENSÍVEIS

Por Mônica Tarantino

As informacões que você lerá a seguir foram extraídas da matéria que eu escrevi para a edição de ISTO__É que circula esta semana. Mas fiquei tão impressionada com a condição dessas pessoas eletrossensíveis (EHS é a sigla em inglês para designá-los) aos efeitos das ondas eletromagnéticas emitidas por torres de transmissão elétrica, antenas de televisão, celulares e Wi-Fi que decidi retomar o assunto aqui no blog. Há diversas organizações voltadas para o reconhecimento dessa condição como uma doença e para garantir a criação de locais limpos de ondas eletromagnéticas, as chamadas zonas brancas, para abrigar quem se descobre atingido pela EHS. 

Em geral, as pessoas afetadas precisam deixar suas casas e recolher-se por um algum tempo em áreas preservadas de ondas eletromagnéticas para se “desintoxicarem” dos efeitos da exposição. Você pode imaginar professores de tecnologia da informação, neurologistas, sociólogos e crianças deixando as cidades para viver em cavernas ou em vilas e abrigos projetados para bloquear ondas eletromagnéticas? Pois eles são cada vez mais numerosos. Quando expostos a campos de radiação eletromagnética, apresentam sintomas como dores de cabeça e no corpo, fadiga, estresse, distúrbios do sono. Seja qual for a sua causa, os sintomas de EHS são reais e, por vezes, incapacitantes. 

No mundo, portadores de EHS se mobilizam para que a condição seja declarada uma doença. Na semana passada, muitos se reuniram em uma zona criada para  eles na região de Saint-Julien-En-Beuchene, nos Alpes franceses. É uma área livre de antenas de telefonia e distante de linhas de transmissão de energia elétrica. Até aparelhos eletrodomésticos são evitados e as pessoas deixam o celular na entrada. 

Sob um toldo protetor, membros dessa comunidade e líderes como Phillipe Tribaudeau, da ONG Une Terre pour Les EHS, fizeram um balanço das conquistas e desafios. Há 15 dias, a Comissão de Deficientes de Essonne, na França, concedeu, pela primeira vez, ajuda financeira permanente a um indivíduo com diagnóstico de eletro-hipersensibilidade. Antes, outros haviam obtido auxílio para comprar equipamentos de proteção, como medidores de ondas eletromagnéticas. Na prática, a vulnerabilidade de cada indivíduo com EHS é variável. Vai desde quem é gravemente afetado pela exposição, como Triauadou, que precisou se mudar para uma caverna, até uma alergia por causa da proximidade com computadores ou linhas de energia. 

A medicina considera o tema controverso. Há quem julgue o conjunto de dados suficiente para caracterizar a doença, enquanto outros especialistas acreditam que os sintomas se misturam aos de outras patologias, como a intoxicação por metais pesados. Entre os estudos em andamento, um deles está sendo realizado pelas autoridades de saúde francesas e tem resultados previstos para 2015. Mas há países que já tomaram medidas com base nas evidências científicas disponíveis. Na Suécia, a hipersensibilidade elétrica é reconhecida como um comprometimento funcional. “Existem cerca de 250 mil suecos com essa deficiência”, disse à ISTOÉ o cientista Olle Johansson, do Instituto Karolinska, em Estocolmo. “Essas pessoas merecem respeito e tratamento. Jamais discriminação”, diz. Lá, a associação para hipersensíveis recebe subsídio governamental. Na Espanha, Alemanha e EUA o problema é classificado como deficiência. No Brasil, pesquisas são feitas na Universidade Federal de Minas Gerais.

Na América Latina, um caso grave é o do psiquiatra e neurologista colombiano Carlos Sosa. “Fui diagnosticado em 2006 e precisei mudar radicalmente de vida”, disse à ISTOÉ. Aos 47 anos, vive sozinho nos arredores de Medellín em uma casa na qual possui algo que chama de gaiola de Faraday, para se proteger das ondas eletromagnéticas. Sosa suporta cerca de 20 minutos de conversa pelo telefone ou computador até que apareçam sintomas como dores de cabeça e náusea. Em 2006, saiu de sua casa porque percebeu que a origem do mal-estar intenso que sentia havia três anos era a proximidade com uma antena de micro-ondas/Internet e Wi-Fi (sem fios). “Precisei me mudar quando a cidade em que vivia foi inundada por cerca de quatro mil antenas”, contou.O agravamento dos sintomas o levou a parar de trabalhar, lançando-o em uma vida de dificuldades financeiras. Ele não tem ajuda alguma.“Mas os estudos provarão que essas ondas são tão perigosas para a saúde como o tabaco e o amianto”, acredita. Para o cientista sueco Johansson, as ondas eletromagnéticas não são inócuas como muitos defendem. “Precisamos investigar em profundidade os efeitos desse novo fenômeno que se expande tão rapidamente pelo mundo por meio de dispositivos móveis.”

e59c963-1-11.jpg

– A insensibilidade de quem não dá a devida atenção aos que sofrem com depressão!

Viver com dor na coluna é difícil. Você toma os remédios para o corpo, faz fisioterapia e aos poucos e vai melhorando. Aos que convivem com o doente, necessita-se o bom senso de não pedir para a pessoa pegar peso, fazer esforço ou realizar algumas atividades. 

Existe uma perfeita verossimilhança a quem tem problemas da mente e se socorre a psiquiatras. Veja:

A pessoa tem depressão, pânico ou crise de ansiedade. Toma remédios para melhorar, faz terapia e aos poucos vai se readaptando. Aos que convivem com o paciente, vale evitar assuntos espinhosos, tomar impulsos desnecessários ou criticar seu tratamento. 

Fica a observação diante da comparação: Por quê raios se aceita todo o cuidado com as dores no corpo físico, e quando se tem alguma doença na mente, vira “frescura”?

É sabido o quanto muitas pessoas colocam empecilhos para aceitar a condição de um familiar que faz terapia com psiquiatras ou psicólogos, especialmente as mais antigas. Entretanto, os estudos da época delas não sabiam dizer o quão agressivo é esse mal silencioso, levando o paciente a estúpidas decisões. 

Sensibilidade e acolhimento, são, portanto, as palavras principais! Ninguém quer estar depressivo por vontade própria, pois isso maltrata demais. Carece-de de médico, remédios, amparo e paciência. 

Depressão: sintomas, diagnóstico, prevenção e tratamento | Veja Saúde

– Cuidado com a interpretação da informação.

Se eu disser: “Meu coração está palpitando e estou ofegante”, e tentar descobrir o que isso significa na Internet, talvez encontre coisas como:

Posso estar emocionado com uma notícia (boa ou ruim),

– Estou aflito com algo,

– Indicaria que estou infartando,

– Significa que terminei uma atividade física, que tenho saúde e que corri bastante,

– Ou outras coisas que nem imaginamos.

Tudo isso significa: a Web nos ajuda a encontrar muitas coisas e explica outras tantas, mas ela não é precisa quanto aos sentimentos que possuímos. Há de se ter discernimento para que uma busca não nos traga resultados que, ao invés de nos esclarecer, confunda-nos quanto ao que nós sentimos.

Pessoa com duvida Fotografias de Banco de Imagens, Imagens Livres ...

– A 4a divisão da FPF vê nascer uma revolta dos clubes por conta dos protocolos da pandemia e seus gastos.

Se o “custo-Covid” é alto para um time de futebol jogar na Primeira Divisão, imagine para as equipes mais humildes?

Um exemplo disso: a possível rebelião dos clubes da 4a divisão de São Paulo, reclamando das exigências da FPF para realizar o certame de 2020.

Abaixo, extraído de: https://www.esportejundiai.com/2020/08/times-da-bezinha-divulgam-manifesto.html

TIMES DA “BEZINHA” DIVULGAM MANIFESTO CONTESTANDO AS EXIGÊNCIAS DA FPF

Por Thiago Batista de Olim

Algumas exigências para a disputa do Campeonato Paulista da Segunda Divisão Sub-23 deste ano, a popular ‘Bezinha’, publicadas pela Federação Paulista de Futebol em circular enviada na última sexta-feira (21), não foram bem digeridas por alguns clubes que pretendem disputar a competição. Por conta de custos, 21 agremiações assinaram um manifesto, publicado no sábado (22) contra alguma dessas diretrizes.

Rio Branco de Americana, Araçatuba, Andradina, Matonense, Mogi Mirim, União Barbarense, Brasilis, Itapirense, Independente de Limeira, Grêmio Prudente, Tanabi, Vocem, Tupã, Oswaldo Cruz, Taquaritinga, América de São José do Rio Preto, Manthiqueira, Osasco FC, Mauá FC, Mauaense e União Suzano foram os signatários da carta, que contesta, principalmente, a cessão apenas de dois lotes com 38 testes de PCR, para covid-19, e a obrigação dos jogadores terem que trocar os uniformes durante o intervalo das partidas.

Sobre a questão dos testes, os clubes alegam que não terão verba para adquirir mais testes do que os dois lotes cedidos, pois eles terão que ser feitos semanalmente. “Hoje cerca de 80% não teriam condições de arcar com essas despesas de testes semanais, numa pesquisa rápida, em caso de 35 testes semanais, o custo chegaria a R$ 7.000,00 (sete mil reais) por semana, os clubes tem direito a cota, afinal, somos igualmente como os clubes da série A1, A2 e A3, filiados a Federação, cumpridores dos nossos deveres como federados, logo temos os mesmos direitos, ou estamos errados quanto a isso?”, diz o manifesto.

“Então como temos direito a essa cota, porque essa respeitada instituição que é a Federação Paulista de Futebol, ao invés de passar a cota integral aos clubes, não custeia os testes e caso ainda sobre algo repasse aos clubes no final da competição? Isso com certeza ajudariam os clubes a participar da competição, e fortaleceria ainda mais o futebol no interior do estado, afinal isso é uma das premissas da federação, o crescimento e fortalecimento do futebol em todo o estado, assim como a liberação esse ano para os times que quiserem disputar o campeonato com o time sub-20, poderem disputar sem a necessidade de profissionalizar o atleta (como amador com menos de 20 anos), isso também tornaria a competição mais viável aos times, ainda mais observando que esse ano não terá o Sub20 da Segunda Divisão”, completa a carta.

Os clubes deixam claro que os itens do protocolo são coerentes e necessários, porém a da troca de uniformes pode causar problema às equipes. “Ora, se todos os atletas, comissão técnica e envolvidos no evento estão testados e comprovadamente não estão contaminados, qual a necessidade dessa troca? Muitos times possuem apenas um jogo de uniforme número 1 e um jogo de uniforme número 2, teremos dois jogos por semana, acredito que isso poderia ser revisto”, diz o documento.

Além destes itens, o manifesto também fala de como as agremiações vão poder confirmar a participação antes de saberem do formato da competição. “Outro ponto é o fato de que os times precisam confirmar a participação sem saber os moldes do campeonato, fórmula de disputa, valores de cota. Primeiramente, lembramos que pelo estatuto do torcedor, o arbitral realizado no inicio do ano ainda está válido, já que a Federação Paulista emitiu um oficio apenas suspendendo as competições, mas não um documento cancelando aquele arbitral, dito isso porque não marcamos uma vídeo conferência no dia 25/08 podendo ser chamada de “pré-arbitral” onde os 40 times ainda dispostos a disputar o campeonato (já que Santacruzense e São Carlos já informaram que não irão disputar) ficariam sabendo essas informações necessárias para a tomada de decisão de participar ou não, no dia 26/08 enviariam o oficio confirmando a participação, e na data marcada 27/08 aí sim, participariam somente os times que com todas as informações necessárias em mãos decidiram disputar a competição”, relata o documento. As agremiações ressaltam a importância da FPF e acreditam que podem chegar a um acerto.

Por Redação Esporte Jundiaí – com informações do site O Curioso Futebol

Maratona de jogos na volta do futebol expõe risco de lesões e ...

– Fim de caso (e “fim de mundo”): a deputada Flordelis mandou matar o marido Pastor Anderson do Carmo

Parece história de filme, mas acaba sendo um conto que representa o fim de mundo: depois de chorar copiosamente pela morte do marido, a Polícia descobriu que sua esposa, a deputada Flordelis, foi a mandante do crime.

Que roteiro triste e cinematográfico, em: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/08/24/flordelis-combinou-morte-do-marido-em-troca-de-mensagens-ate-quando-vamos-ter-que-suportar-esse-traste.ghtml

Flordelis é denunciada pelo assassinato do pastor Anderson do Carmo

– Bom dia animada, dona 3a feira!

👊🏻 Bom dia!
Bem animado por acordar e ver que tenho mais uma oportunidade para viver, fica o convite: vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária #endorfina?
Em nome do controle do #cortisol, “#fui”!
🏃🏻👟 #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #mizuno #tênis #esporte #running
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #NossaSenhoraDaSaúde, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.”
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #NossaSenhora #Saúde #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da #natureza. Hoje, com nossa #roseira creme.
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅06h00 – Desperte, #Jundiaí.
Que a #TerçaFeira possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby