– Motivos para pedir demissão de uma empresa.

E ao procurar elencar os fatores que levam funcionários a se demitirem de uma empresa, me deparo com essa interessante e didática imagem. Abaixo:

– Seu Cérebro está mais ou menos como o da figura abaixo?

Vi e gostei, pois me identifiquei com a imagem: meu cérebro precisando de conserto. Ou de descanso?

Qual seria o problema REAL?

1) Ele próprio, o cérebro?

2) As ferramentas que uso para “consertá-lo”?

3) O mecânico que está consertando ele?

De maneira bem clara: se estamos com problemas em nossa mente, é culpa dela, das coisas que fazemos para melhorar ela ou única exclusivamente somos nós mesmos o problema?

Difícil responder, hein?

– Mais dinheiro para a Defesa e menos para a Educação?

Segundo o jornal “O Estado de São Paulo”, que teve acesso aos dados do Orçamento de 2021 da União a ser enviado ao Congresso,

“A Defesa terá um acréscimo de 48,8% em relação ao orçamento deste ano, passando de R$ 73 bilhões para R$ 108,56 bilhões em 2021. Enquanto isso, a verba do Ministério da Educação (MEC) deve cair de R$ 103,1 bilhões para R$ 102,9 bilhões. Os valores, não corrigidos pela inflação, consideram todos os gastos das duas pastas, desde o pagamento de salários, compra de equipamentos e projetos em andamento, o que inclui, no caso dos militares, a construção de submarinos nucleares e compra de aeronaves.”

Como se vê, um aumento considerável nos gastos com as Forças Armadas e um decréscimo na Educação. Também ontem, à Rádio Jovem Pan, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, declarou que sua pasta poderá ter um corte de até 18% em pesquisa científica.

A repercussão destes dados importantes, como se vê, não foi tão barulhenta. Será que esses rearranjos financeiros são adequados?

O ministro da Ciência,Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, disse que corte será dentro do "nosso orçamento que já é baixo" - Kleyton Amorim/UOL

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, disse que corte será dentro do “nosso orçamento que já é baixo”. Imagem: Kleyton Amorim/UOL

– Ânimo! Por que lamúrias?

Está desanimado?

Tente rezar (mas faça sua oração com fé). Leio um tuite do Papa Francisco que muito consola.

A Esperança é um dom. É um presente do Espírito Santo.

Se ficamos com a alma retraída, desanimada, moribunda, como sarar? Pedir o Espírito Santo para nos animar (ânimo = alma viva; desânimo = sem alma), é pedir vida nova.

Portanto… Reze, ore, clame pelo dom da Esperança ao Paráclito de Deus! E o mais importante: não deixe a depressão tomar conta de você.

bomba.jpg

– Futebol é cíclico. Para onde deveria ir Messi, sendo assim?

Repare no início de uma grande fase: o Barcelona tinha Rivaldo como estrela do seu time, e preparou como sucessor dele, Ronaldinho Gaúcho. Anos mais tarde, lançou como estrela maior Lionel Messi. E mais ou menos nesse ritmo foi preparando… Neymar, que no meio do caminho resolveu ir ao PSG.

Talvez o grande problema do Barça é não ter achado um substituto à altura de Messi nem ter renovado seus companheiros a contento. Agora, o argentino deseja buscar outros ares.

Se você fosse Messi, o que faria (pois convites não faltarão)?

– Iria para o Manchester City reencontrar seu treinador e amigo Pep Guardiola;
– Iria para a Internazionale de Milão que com seus sino-dólares sinaliza em seu interesse;
– Respiraria fundo e permaneceria no Barcelona, mesmo com um time não tão encantador quanto antes: e, por fim,
– Toparia em ser um showman em Ligas menos importantes como EUA e China para desfrutar do sucesso e ganhar ainda mais dinheiro do que já ganha?

Para mim, entendo que o ciclo mágico do Barcelona terminou, como aquele do Milan dos anos 90 ou de outras grandes esquadras que reinaram por um certo tempo. Aliás, qual a equipe que dominará o cenário do futebol mundial nos próximos anos?

Champions League: Bayern Munich humiliates Barcelona; is this the ...

– O profissional de jornalismo padece nos dias atuais!

Cada vez mais vejo amigos jornalistas em dificuldades para se realocarem no mercado de trabalho. Os jovens, sem experiência, aceitam quase tudo para conseguirem uma oportunidade. Os experientes, com muita bagagem, imploram para que surjam vagas.

E a culpa é de quem? Somente do mercado?

Consideremos: há muita gente boa procurando emprego. A diminuição brutal das equipes jornalísticas em rádios e jornais impressos, com redações menores e extremamente enxutas, somando-se ainda ao advento da Internet (onde os blogs não necessariamente são montados por jornalistas), pode explicar tal realidade. Mas outro dado importante: o sem-número de cursos de jornalismo, formando muita gente numa desproporcional quantidade de profissionais frente às vagas existentes.

Trocando em miúdos: a Web mudou o panorama neste meio de trabalho, os costumes são outros e não tem trabalho para todo mundo. Uma triste verdade…

Jornalismo. Entenda mais sobre esta profissão! - Brasil Escola

– 10 anos da promessa dos Naming Rights da Arena Corinthians, e…

De novo, às vésperas de uma Eleição e com contestação política sobre o atual presidente Andrés Sanches, fala-se da venda do Direito do Uso do Nome da Arena Corinthians, em Itaquera.

Já cansou ver as inúmeras notícias de que os Naming Rights estavam “quase negociados” e nada. Há 10 anos (31 de agosto de 2010), alardeou-se que o estádio seria construído e com R$ 400 milhões (valor da venda do nome da Arena) a construção seria paga. Estamos em Agosto de 2020 e…

Relembre essa postagem (aqui mesmo do nosso blog):

NAMING RIGHTS DO CORINTHIANS, SE VERDADEIROS, SERÃO OS MAIORES DO MUNDO (31/08/2010)

Veja os seguintes números:

– Emirates Stadium: 90 milhões de dólares por 15 anos (Estádio do Arsenal – Inglaterra)

– Allianz Arena: 90 milhões de euro por 15 anos (Estádio do Bayern e do Munich 1860 – Alemanha – valores divididos entre as equipes)

– American Airlines Center: 195 milhões de dólares por 30 anos

– Gillete Stadium: 90 milhões de dólares por 15 anos.

Esses são os valores dos naming rights de algumas praças mundiais (em tradução simplória: direito de uma empresa comprar o nome de uma arena de eventos e usá-lo com o nome que bem entender).

Aqui no Brasil, causou surpresa o anúncio do Corinthians sobre a decisão de construir seu estádio através de uma parceria com a Construtora Odebrecht. A empreiteira dá um estádio de aproximadamente 300 milhões de reais, e o Corinthians paga esse valor permitindo que a Odebrecht venda o naming rights do estádio por 15 anos (permitindo-se mais 5 anos de renovação automática, subindo para R$ 400 milhões).

Compare com os valores citados acima. Enquanto que o Allianz Arena arrecada 6 milhões de dólares anuais, o Corinthians arrecadará 20 milhões de reais. Maior do que qualquer outra arena do mundo!

Segundo o site da Abril Esportes, em colaboração com a Gazeta Press (citação e link em: http://www.abril.com.br/noticias/esportes/futebol/corinthians/estadio-corinthians-sera-financiado-pelo-bndes-1247057.shtml ), a negociação envolve totalmente o BNDES. Como o Corinthians tem dívidas atrasadas e impostos não recolhidos, não pode contrair empréstimos governamentais. Assim, a Odebrecht solicitaria esse dinheiro do banco, sendo uma espécie de “barriga de aluguel” da grana. Uma espécie de “terceiro” do negócio, com participação mais ativa do que os costumeiros intermediários.

Sobre naming rights, é válido lembrar que na Liga dos Campeões nunca é citado o nome “Emirates Stadium”, mas sim “Arsenal Stadium”, devido a acordos do organizador. Entre os torcedores dos Gunners, o estádio ainda é chamado carinhosamente pelo nome antigo, “Highbury”. É claro que a Odebrecht não usaria o nome de “Odebrecht Arena”; afinal, empresas utilizam produtos destinados a consumidores físicos ou as próprias marcas nos estádios. Qual o retorno que a Odebrecht teria com o naming right do novo estádio? Nenhum! A não ser que o revenda, por um valor mais alto ainda (o que é improvável de se obter). Sem contar que o brasileiro adora apelidos: Canindé, Vila Belmiro, Morumbi, Pacaembu, Vivaldão, Castelão, Maracanã, Mineirão, Barradão, Teixeirão… (que mania de grandeza, não?). Teríamos nascendo um… Itaquerão, por exemplo?

O estádio servirá para a abertura da Copa do Mundo em SP. E algumas coisas assustam: foram tantos laudos que o São Paulo FC enviou à FIFA, através da CBF, e nenhum satisfez. Problemas técnicos barraram o Morumbi. O Palmeiras não consegue nenhuma licença para o início das suas obras. E o Corinthians já teve o estádio aprovado e as licenças permitidas?

Coisas assim foram cantadas e contadas no prenúncio da Copa do Mundo no Brasil. E não deu outra… Tomara que nossos bolsos não banquem tanta gastança…

E você, depois desse imbrólho: ainda é a favor de uma Copa no Brasil? Eu nunca fui e cada vez mais acho que a conta de cada estádio, natural e forçosamente, estourará o orçamento para que existam superfaturamentos. Há coisas mais importantes do que Copa…

Deixe seu comentário!

– O Cansaço das Consequências da Pandemia

As restrições necessárias que temos passado, fruto dos cuidados da pandemia, estão sendo cada vez mais maçantes. Mas não se pode relaxar!

Talvez o tempo de isolamento, o medo de contágio e tantos outros transtornos (não venha politizar esse texto, não tem propósito algum disso aqui), esteja deixando todo mundo exausto. O desejo de voltar à “normalidade verdadeira” é grande, e que ela seja o ideal, não o “novo normal”, pois esse é ainda “anormal” (falamos disso aqui: https://wp.me/p4RTuC-qVW).

Eu não aguento mais usar máscaras, álcool em gel a todo instante e banhos a cada saída de casa (que só faço quando necessário). Estou passado de inúmeros cuidados com as pessoas que amamos, a fim de que não se contaminem. Cansei de aceitar home office, home schooling, home isso ou aquilo. Quero a normalidade, a volta das escolas, a possibilidade de passear e se divertir com quem gostamos; o retorno das catequeses e celebrações religiosas, a vida em comunidade e a alegria de participar de eventos esportivos. Evidentemente, sem vírus, sem riscos, sem neurose e com a certeza da segurança.

Procuro fazer a minha parte; sei que outros fazem mais ainda do que é o necessário e outros que não estão nem aí.

Aguardemos. Haja paciência e, mais difícil ainda, resiliência. Vide as crianças sentindo a saudade dos amiguinhos e dos parques, os idosos desejosos de espairecerem e carentes de contato físico (que nunca será substituído pelo virtual).

Essa experiência que passamos é traumática pela duração e esforço, e o impacto dela em cada um é muito particular.

A sociedade não sairá pior nem melhor de tudo isso, em minha humilde opinião. Algumas pessoas sim, mas o coletivo, reforço, não, justamente pela sua proporção gigante e a parcela de egoísmo. E a vida continuará, como ocorreu ao longo da história mundial.

Talvez, no fundo, alguns cidadãos mais conscientes do ocorrido e engajados numa sociedade melhor, reflitam o seguinte pensamento (elaborado pelo filósofo Mário Sérgio Cortela):

“Depois de tudo o que passou, terei saído com vergonha ou com decência?”

É isso aí. Vamos dar nossa parcela de contribuição para que não tenhamos remorso e possamos acabar logo com essa situação cansativa econômica, sanitária e socialmente falando.

COVID-19: ¿qué ha cambiado para pasar de epidemia a pandemia?

– Boa e chuvosa 3a feira!

👊🏻 Bom dia! E chove lá fora…
Tudo pronto para suar mais uma vez em busca de #saúde. Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária #endorfina?
Hoje, na esteira!
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #esporte #running #adidas #asics
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #NossaSenhoraDosRemédios, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.”
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #NossaSenhora #Remédios #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da #natureza. Nossas #folhagens bem molhadas na madrugada nos relaxam…
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅07h00 – Desperte, #Jundiaí.
Que a #TerçaFeira nublada possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia #nuvens #clouds
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby