– Não mais do que um abraço!

O que você quer hoje? Agora? Neste exato momento?

Com toda essa pressão emocional, com pessoas repensando a carreira profissional, as relações conjugais e até mesmo o próprio sentido da vida, vemo-nos presos em nossas próprias casas. Quem tem pânico ou depressão, deve estar sofrendo demais, precisando reencontrar urgente o controle emocional. Àqueles que têm empatia para com os que sofrem, ainda conseguem entender a necessidade do momento.

Mas e quem está na rua passeando, alegre, saltitante e vacilante? Não se deu conta do risco que está correndo? Ou é uma forma de debochar do perigo ou disfarçar ou medo? Ou, ainda, de simplesmente ignorar o que está acontecendo?

Enfim: nesses tempos de gente pilhada aos nervos pela quarentena e caixões pilhados nos necrotérios pelo Covid-19, procurar a doçura dos gestos (como a simplicidade dos atos ou os sorrisos mais sinceros) é a vitamina revigorante para o bem-estar. Pode estar faltando dinheiro, mas não pode deixar de faltar a paixão. Ou melhor: compaixão! É o que o mundo precisa.

O que eu estou precisando agora? Sinceramente não sei. Acho que apenas desejoso que tudo volte ao normal. Mas se for pedir algo, quero um abraço bem gostoso, inocente, amoroso e puro – como a da minha filha Maria Estela na nossa cachorrinha Pepita.

Em tempo: um abraço dela mesmo, da minha caçula. Ou da filha mais velha. Ou ainda da Esposa Querida.

Quer saber? Das 3 juntas. Ou 4 (pode vir a cachorra também).

IMG_5023

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.