– Feliz Dia do Administrador de Empresas

Parabéns a todos nós que labutamos muitas vezes contra o burocratismo e as dificuldades diárias. Somos heróis num Brasil que só pensa em arrecadar verbas mas cujo Governo permite o desvio delas.

Compartilho um bacana texto sobre desafios dos administradores, extraído de: http://www.sobreadministracao.com/hoje-e-o-dia-do-administrador-parabens/

ADMINISTRADOR, VOCÊ É LÍDER DA SUA VIDA?

por César Souza*

Cada um de nós está se defrontando com o grande paradoxo da chamada Era do Conhecimento: nunca tivemos acesso a tanta informação e, ao mesmo tempo, nunca tivemos tão pouca certeza sobre nosso destino.

Jovens estudantes se questionam se devem seguir as carreiras tradicionais insinuadas por seus pais ou se devem abrir seu próprio negócio. Alguns questionam até se devem continuar estudando-\

Empregados de negócios antes sólidos acordam sobressaltados com a perspectiva de fusão ou aquisição e de “sobrarem” nesse processo.

Pessoas de meia-idade questionam sua atual relação de trabalho e buscam um sentido maior para suas vidas.

Aposentados precoces se recusam a sair de cena e querem se sentir úteis e produtivos.

Quem não está trabalhando busca desesperadamente uma oportunidade.

A maioria dos que estão empregados anda insatisfeita com o seu trabalho e com o rumo de sua carreira.

Quais as alternativas? O que fazer?

Não tenho respostas. Trago três perguntas adicionais. São desafios com os quais me defronto e quero convidar você, Administrador, a refletir junto comigo. Esses desafios estão obviamente interligados e refletem no fundo qual a POSTURA que devemos adotar. A resposta para nossos desafios não reside em técnicas, mas em posturas perante nossa vidas.

DESAFIO # 1

CRIAR NOVOS PARADIGMAS, EM VEZ DE ACEITAR CONCEITOS, IDÉIAS E PRÁTICAS QUE DERAM CERTO NO PASSADO

O que deu certo até aqui, não dará mais! Precisamos reconhecer que estamos defronte de uma grande oportunidade. A oportunidade para reinventar a Administração. Já afirmei várias vezes que a Administração, tal como a conhecemos hoje, chegou ao fim de um ciclo. Pode parecer ousadia, pretensão, arrogância.

Mas precisamos reinventar a Administração pois a maioria dos negócios está sendo reinventada. As empresas sobreviventes serão aquelas que conseguirem reinventarem-se. Como consequência precisamos também reinventar os conceitos de Liderança, Motivação, Relacionamento com Clientes, Carreiras, Planejamento Estratégico. O que deu certo no passado não corresponde mais a realidade da vida empresarial que nos cerca.

Em vez de pensar que estamos defronte de um grande problema, devemos perceber a enorme oportunidade que nos está sendo oferecida. A oportunidade de contribuir com a Administração reinventando alguns de seus conceitos. Vamos colocar não só mãos à obra e também nossas cabeças e corações à obra. Os bem-sucedidos executivos e empresários, na sua labuta diária, já estão na vanguarda dessa reinvenção. Não temos tempo a perder !

DESAFIO # 2

INVENTAR O FUTURO EM VEZ DE FICAR TENTANDO ADVINHÁ-LO

As empresas já estão investindo considerável parcela de tempo em intermináveis sessões de planejamento estratégico, tentando advinhar o futuro. Contratam economistas, futurólogos, cenaristas … para fazer previsões que não se confirmarão.

Prefiro evitar o lugar comum desses paradigmas mais visíveis e a tentação de discorrer sobre macro-variáveis. Prefiro olhar para os novos paradigmas menos visíveis, mas que tem dado certo em algumas empresas vencedoras. São novas idéias e formas de se posicionar — mais micro que macro — que têm ajudado essas empresas a inventar seu futuro, em vez de simplesmente tentar advinhá-lo.

O papel do líder não é de advinhar o futuro. É , sim, o de inventá-lo !

E precisamos inventar um modelo de competitividade baseado na inclusão. Os modelos baseados na exclusão – social, econômica, digital, política – provaram ser ineficazes. Trouxeram infelicidade à países, negocios, empresas, famílias, indivíduos. Precisamos deixar para trás as estruturas que separaram o chão de fábrica dos gestores, o planejamento da ação, o emocional do racional. O futuro dos vencedores será construído com pontes entre os clientes e a empresa, entre os departamentos, a firma e a comunidade, o pessoal e o profissional. Precisamos de “construtores de pontes”, em vez dos “construtores de paredes” que predominaram na era industrial e nos tempos da competição artificial.

Precisamos INVENTAR NOSSO FUTURO, em vez de ficar tentando advinhá-lo !

DESAFIO # 3

SONHAR E REALIZAR NOSSOS SONHOS, EM VEZ DE “APENAS” BUSCAR SOBREVIVER NA DURA REALIDADE QUE NOS CERCA

Sonhar não é privilégio de artistas, intelectuais, ou de crianças. Nem acontece apenas quando estamos dormindo. As grandes realizações nada mais são que a concretização de sonhos.

Desenvolva a arte de sonhar e de transformar seus sonhos em realidade. Ao implementar seus sonhos, confie em alguns intangíveis: Intuição, Empreendedorismo, Flexibilidade, Informalidade, Cordialidade.

A tecnologia muda diariamente, mas a velha chave do sucesso continua sendo o sentimento que se escreve com 6 letras: P-A-I-X-Ã-O !

Apaixone-se pelas suas missões e tarefas. Ou mude. Caso contrario jamais terá sucesso no seu sentido mais profundo.

Muitos acreditam que o sucesso é o objetivo final da vida. Na verdade é apenas o começo. Gerenciar o sucesso é tão difícil quanto gerenciar o fracasso. Se não for bem gerenciado, o sucesso pode levar ao fracasso. Vários são os exemplos de empresas, atletas, artistas, executivos que se perderam no sucesso.

Cada um de nós pode ser medido pelo tamanho dos nossos sonhos. O líder é do tamanho de seus sonhos!

* Cesar Souza é consultor, palestrante e autor do novo bestseller VOCÊ É O LIDER DA SUA VIDA? (Editora Sextante, 2007). Acesse o site www.liderdasuavida.com.br

Resultado de imagem para CRA

– Neymar, um capitão para ter responsabilidade. Mas é pra valer?

Salvo engano, um dia o treinador da Argentina, Carlos Billardo, resolveu escolher o irreverente e irresponsável Don Diego Maradona para ser o capitão dos Hermanos, a fim de amadurecê-lo mais. E deu certo! Por ser craque e ter espírito de liderança, a ideia funcionou e em 1986 culminou no Bicampeonato Mundial. Logicamente, os problemas extra-campo perduraram – e em especial, o vício pelas drogas desde o final da carreira.

Tite promoveu tanto no Corinthians quanto na Seleção Brasileira que disputou a Copa da Rússia o discutível “rodízio de capitães” – que eu não gosto!

Agora, após as críticas a Neymar, Tite resolveu dar a braçadeira de capitão permanentemente a ele, talvez com a mesma ideia de Billardo.

Dará certo?

Não vejo Neymar com o perfil de liderança, embora seja inegável seu talento em campo, além da vocação de protagonista. São coisas, aliás, bem distintas.

Rogério Ceni no São Paulo; Sócrates no Corinthians, Zito no Santos ou Carlos Alberto Torres na Seleção Brasileira (até mesmo o contestável Dunga em 94): independente da condição de craque ou não, eram líderes! E Neymar?

Aqui no Brasil, a figura do capitão é pouco explorada. Na Regra do Jogo, ele serve para o árbitro comunicar o time de alguma decisão; é um representante, sem poder a mais do que os outros durante o confronto, mas lembrado jocosamente por ser aquele que tirará o “cara-e-coroa” no início da partida.

Na Europa, a situação é outra: ele é o símbolo do clube, a figura representativa em eventos, entrevistas e quaisquer outros compromissos. O capitão, por lá, é o “presidente em campo” (boleiramente falando).

Será que a estratégia de Tite resultará em benefícios ao Escrete Canarinho?

Aguardemos. Penso que com tantos assessores, profissionais e “parças” que possui, deveria cuidar melhor da imagem de profissional responsável, pois a marca de celebridade descolada já está batida (talvez até pelos seus parceiros publicitários).

Aliás, olha só esse trio de capitães da Seleção Brasileira: Neymar (não em qualidade de jogo, mas em respeitabilidade), estaria ao nível deles?

Ops: para quem os não reconheceu: Bellini, Mauro Ramos e Carlos Aberto Torres.

Resultado de imagem para capitães da seleção brasileira

– Esquerda e Direita agem iguais no Brasil! Da santificação à demonização dos candidatos pelo radicalismo dos fanáticos.

Cansa tanta proliferação de Fake News, em especial as absurdas teorias conspiratórias criadas na Web sobre a facada de Bolsonaro.

Um matéria da Veja da semana passada mostrou: Esquerda e Direita agem igual, contratando divulgadores de notícias mentirosas pela Internet através da proliferação de “robozinhos postadores de falsas manchetes”. Fomentam matérias de apoio aos candidatos, e por aí a falsidade e a picaretagem vai.

Pior é ver gente inocente (e alguns com certa vivência) acreditando nas bobagens somente pelo fato de que “leu no Facebook ou no Twitter”.

É isso mesmo que no fundo ambos querem: ignorância do povo para dominá-los seja como for.

E sobre a facada de Bolsonaro e o radicalismo criado pelo fanatismo político, já escrevi aqui: https://professorrafaelporcari.com/2018/09/06/a-facada-em-bolsonaro-os-dois-lados-vao-aproveitar-da-situacao/

Confesso: dá nojo ver as postagens nas redes sociais nos últimos dias. Bolsonaro vai de mártire pacifista da democracia até o patamar de enviado do capeta para militarizar o país e ressuscitar a ditadura com seus métodos de tortura.

Da santificação à demonização, em apenas um clique. Impressionante o fanatismo.

Resultado de imagem para esquerda e direita

– Ótimo Domingo em Meia Dúzia de cliques:

Bom dia!
Tudo pronto para suar mais uma vez. Vamos correr? Motivando:

bomba.jpg

Correndo e Meditando no Salmo Responsorial da Liturgia de hoje: “Bendize, ó minha alma, ao Senhor. Bendirei ao Senhor toda a minha vida”. Refletindo:

bomba.jpg

Fim de cooper!
Suado, cansado e feliz, curtindo a beleza das flores. Admirando:

bomba.jpg

Desperta, Jundiaí!
Mais uma alvorada para todos nós. Contemplando:

bomba.jpg

E para relaxar a mente, nosso clique do ganso no lago da Chácara Patury. Acertando o Foco:

bomba.jpg

Por fim: é a época delas – orquídeas! Olha só na casa da minha sogra. Inspirando:

bomba.jpg

ÓTIMO DIA AOS AMIGOS, com essas belas imagens para nos animar!

Ops: para ficar ainda mais bonito o dia, olha um “clique extra”, do sol no Complexo Esportivo Nicolino de Lucca (Pista de Atletismo do Bolão em Jundiaí):

CFD6EC8D-DA59-4B54-AEA5-F4933C87F77F