– Acabando o dia…

🌄 Entardecer que nos traz motivação!

Como não se inspirar com a beleza da natureza?

📸 🌗 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#fotografia #sol #sun #sky #céu #nature #horizonte #paisagem #landscape #inspiração #mobgrafia #XôStress

– O câncer de mama masculino.

Li esse corajoso depoimento abaixo e compartilho com o alerta: homens, não tenham preconceito!

Extraído de: http://agorababou.com/2020/10/17/cancer-de-mama-masculino/

CÂNCER DE MAMA MASCULINO

Por Fábio Ottolini

Um dia, eu estava andando na praia e senti que meu mamilo esquerdo estava mais sensível do que o normal. Cheguei em casa e fiz um autoexame. Para minha surpresa, havia um nódulo bem abaixo do meu mamilo.

Fui na Internet procurar sobre o assunto. Minha tia por parte de pai morreu de câncer de mama. Sei que o assunto não é brincadeira. Eu já sabia que homens também poderiam ter câncer de mama, mas ali estava eu preocupado, meio que sem saber o que fazer, até porque era domingo.

No dia seguinte, corri para um mastologista. Ele me examinou e disse que não parecia ser câncer, mas algo conhecido como ginecomastia. Pediu uma mamografia e uma ultrassonografia para fechar o diagnóstico.

E lá fui eu fazer os exames. Vi-me diante de um monte de mulheres com possíveis problemas muito mais graves nas mamas. Sei que o câncer de mama masculino corresponde a cerca de 1% dos casos, mas e se eu fosse um desses 1%? Passava de tudo na minha cabeça. Era algo que realmente estava mexendo comigo.

Fiz a mamografia primeiro, e logo depois a ultrassonografia. A mamografia é um exame desconfortável, digamos assim. E eu pensando nas mulheres lá fora, esperando para passar pelo mesmo que eu. Lembrei das estatísticas e tal, e achei que Deus queria me mostrar alguma coisa. Eu ainda não estava certo do quê.

Da mamografia, fui direto para a ultrassonografia. A médica fez o exame e pediu para ver a mamografia. Com firmeza, me disse que era a tal ginecomastia. Alívio total, mas na minha cabeça só se passava como poderia ser se a médica tivesse dito que era algo mais grave…

Voltei ao consultório do médico e ele me disse que eu poderia tomar um remédio ou tirar o nódulo fora. “Vamos tirar isso agora!”, disse eu. E marcamos a cirurgia.

Fiz os exames pré-operatórios e marcamos a cirurgia. No hospital, lembro-me de brincar com as enfermeiras que se preparavam para as cirurgias da parte da tarde. Eram quatro salas de cirurgia. Havia eu e mais três cesáreas (sim, eu operei em um hospital maternidade). E para não perder o bom humor, falei em alto e bom som: “Só para deixar claro, o meu caso não é cesárea, tá?” Risadas sem fim, até que o anestesista me apagou.

Fiz a cirurgia e tal. Acordei ainda no centro cirúrgico. Muito louco da anestesia, querendo falar com todo mundo. Fui para o quarto ficar em observação e acabei voltando para casa durante a noite, na companhia de minha mãe (que ficou lá o tempo todo), e resolvi andar pela rua para o efeito da anestesia passar (coisa que o médico disse para eu não fazer).

Foram 15 dias com os pontos. Depois, a espera pelo resultado da biópsia. Quase 30 dias no total. Realmente, um lipoma (descobri isso faz uns 30 minutos). Nada demais. Eu estava livre!

E durante esse tempo todo, entre o descobrir o nódulo e receber o resultado da biópsia, eu fiquei tentando entender o que Deus estava querendo me mostrar, e isso ficou claro:

1 – Homens: essa doença não é apenas de mulheres. Há câncer de mama masculino! Portanto, façam o autoexame e procurem ajuda o mais rapidamente que puderem caso encontrem algo diferente nas suas mamas.

2 – Mulheres (e essa foi a parte mais importante): eu vivi de maneira rasa o que vocês vivem ou podem viver com 99% de chances a mais do que eu. Queria deixar clara aqui a minha admiração e carinho pela sua força, pela sua luta, na certeza de que começar a lutar contra a essa doença terrível o quanto antes é a melhor maneira de prevenir problemas mais graves. Façam o autoexame! Cuidem-se! E recebam o meu apoio incondicional. ❤

Maiores informações no INCA.

– Meio-dia, admirando o lago.

Meio-dia no Lago do Taboão, em Bragança Paulista. A natureza é realmente exuberante

Admiremos a paisagem!

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#árvores #lago #lake #inspiration #nature #paisagem #landscapes #paisagem

– E se o PIF (Fundo Saudita de quase 3 trilhões de reais) quisesse comprar seu clube, você aceitaria numa boa?

O príncipe saudita Mohammed bin Salman comprou o Newcastle, e transformou o clube no mais rico do mundo. O novo proprietário é 8 vezes mais rico que o sheik Mansour Bin Zayed Al Nahyan, dono do Manchester City, e 2 vezes mais afortunado que o emir Nasser Al-Khelaifi, que possui o Paris Saint-Germain.

Houve muitos questionamentos entre os clubes da Premier League, já que bin Salman, assim como os outros endinheirados, são “donos” do seu país (a Arábia Saudita é um reino da sua família; Bin Zayed, idem em relação ao emirado de Abu Dhabi; Al-Hkelaifi é a mesma situação com o Catar). No fundo, são os países que se tornaram proprietários dessas equipes.

Muitos sugerem que o príncipe estaria praticando Sportswashing, um nome pomposo para “lavagem de dinheiro” (algo comum no futebol inglês). Porém, surge a perspectiva de que o clube será usado para mudar a imagem do país, com campanhas contra a homofobia, propósitos sociais e democráticos e demais campanhas de solidariedade e inclusão (temas aos quais a Arábia Saudita é criticada, ferindo os direitos humanos). O próprio príncipe é acusado de mandar assassinar um jornalista opositor. Falamos disso tudo em: https://wp.me/p4RTuC-y6n.

É sabido que alguns clubes passam por dificuldades no mundo por conta das empresas que os administram (vide outros casos também, como o Barcelona, que é uma associação). Por exemplo, o chinês Suning Group, que fechou sua equipe na China, é dono da Internazionale de Milão, que apesar de ter conquistado o Scudetto, a holding chinesa passa por uma crise financeira (ela administra um grupo varejista nos moldes da antiga Via-Varejo, de Ponto Frio e Casas Bahia). Mohammed bin Salman (ou melhor, o governo árabe) estaria de olho na aquisição desse clube italiano também! Outro time sondado foi o Olympique de Marseille, de Frank McCourt, o mega investidor americano do Los Angeles Dodgers (da Liga Profissional de Beisebol), que não gostou da experiência futebolística na França. Por fim, no seu ciclo de contratações, surgiu a especulação de que o príncipe quer um clube do Brasil (aproveitando o surgimento da SAF)!

Ora, imediatamente surgiram boatos de que o Cruzeiro estaria sendo observado (por conta da sua situação financeira). Ninguém sabe a verdade sobre isso. 

Aí vem a questão: se o dinheiro da Árabia Saudita (sabidamente de origem duvidosa) fosse oferecido para comprar seu clube do coração, como você reagiria? Ficaria feliz pela grana ou triste pelo histórico do novo dono?

Lembre-se: a fortuna pessoal de bin Salman é de aproximadamente 100 bilhões de dólares, e o comprador (a pessoa jurídica) seria o Fundo Real de Investimentos Públicos da Arábia Saudita (PIF), dono da maior reserva de petróleo do mundo e da estatal Aramco Saudi, além de diversos empreendimentos, cujo valor em 2020 era de 515 bilhões de dólares (ou R$ 2,88 trilhões).

Abaixo, a imagem oficial do PIF:

Saudi Arabia's PIF to Establish Saudi Recycling Company | Al Bawaba

– Pausa para Adoração.

Antes de ir trabalhar, passei na Capela fazer uma oração ao Cristo Eucarístico!

Como é bom contemplar um Deus Vivo, que nos ouve e nos socorre.

Aqui: Igreja Nossa Senhora do Bom Parto, Taboão, em Bragança Paulista.

🙏 #TenhaFé
#Eucaristia #Religião #Catolicismo #SantíssimoSacramento

– A importância da Inteligência Emocional no Trabalho.

Ter equilíbrio emocional é fundamental para todos os setores da sociedade. E, é sabido, melhora a produtividade das pessoas que a tem.

Especialistas agora prevêem: a inteligência das emoções será o grande diferencial do futuro.

Extraído de: https://www1.folha.uol.com.br/sobretudo/carreiras/2019/10/peso-da-inteligencia-emocional-so-aumenta-no-ambiente-de-trabalho.shtml

PESO DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL SÓ AUMENTA NO AMBIENTE DE TRABALHO

Funcionários autoconfiantes, calmos e empáticos turbinam resultados de empresas, mostram estudos

Inteligência emocional é mais que modismo. Estudos e especialistas sugerem que sua aplicação no ambiente de trabalho melhora mesmo o desempenho.

Muito repetida no mundo corporativo, a expressão “inteligência emocional” se refere a um grupo de competências ligadas a autoconsciência, empatia, calma, autocontrole. É uma espécie de contraponto às capacidades cognitivas.

Já que tarefas dependentes de capacidades cognitivas logo serão feitas por computador —e bem-feitas—, é bom treinar para manter a calma no ambiente profissional.

“Essas habilidades serão o centro dos negócios no futuro”, diz David Baker, um dos fundadores da The School Of Life Brasil, instituição de ensino voltada ao desenvolvimento de inteligência emocional.

Para Baker, essa habilidade é uma grande aliada da inovação. Mais relaxados, funcionários conseguem ser mais criativos e pensar em novas ideias, defende ele.

A rotatividade nas empresas também diminui, já que os colaboradores se sentem mais felizes e alinhados com o propósito da companhia.

Uma empresa que aposta em práticas do tipo é a rede de hotéis Four Seasons. A cada 15 dias, seus funcionários participam de treinamento cujo objetivo é reduzir a ansiedade e elevar a autoconfiança.

Betina Weber, 35, gerente de spa da rede de hotéis e uma das facilitadoras do programa, diz que a autoconsciência trabalhada no programa garante melhor conexão entre funcionários e hóspedes.

“Prestar atenção nas pessoas, olhar nos olhos e escutá-las de verdade passou a ser o maior presente que oferecemos”, afirma Weber.

A empresa patrocinou uma pesquisa feita pela Harvard Business Review que mapeou a aplicação da inteligência emocional no ambiente corporativo. Segundo o estudo, que entrevistou 599 pessoas, só 18% dos empregados reconhecem que o conceito está incorporado à cultura do lugar onde trabalham.

Os resultados também mostraram uma percepção de consumidores mais satisfeitos e de clientes mais fieis entre funcionários de companhias que estimulam a inteligência emocional. Isso reafirma a avaliação de especialistas segundo a qual a empresa que trabalha esse conceito tem melhor desempenho.

Adriana Fellipelli, presidente da Fellipelli, consultoria de desenvolvimento humano e organizacional, lembra que um dos pontos positivos é que, diferentemente da inteligência cognitiva, habilidades relativas à maneira como nos relacionamos no trabalho podem ser aprimoradas.

Segundo a consultora, estudos que ela acompanha mostram que competências emocionais respondem por até 45% do sucesso do trabalho de um funcionário.

Há três anos, a companhia de pagamentos Visa adota no Brasil práticas para desenvolver essas habilidades. Segundo o setor de RH, uma das primeiras técnicas usadas pela empresa foi a de mindfulness, meditação que treina a atenção no momento presente.

O impacto dessa ação apareceu na última pesquisa de clima organizacional (que mede percepção de funcionários), feita em 2018: foi o resultado mais positivo dos últimos cinco anos, com destaque para o orgulho dos empregados em relação ao lugar em que trabalham e para um maior equilíbrio entre vida pessoal e carreira.

Guilherme Malfi, sócio-fundador da consultoria de recrutamento Assetz Expert, afirma que as empresas com programas de inteligência emocional registram aumento de produtividade, e que há uma procura maior por essas competências já no recrutamento.

Malfi diz ainda que a falta dessas habilidades causa doenças e leva muito profissional a desistir da carreira. “Isso não tem acontecido pouco.”

Saúde mental é o eixo do programa que incorpora aprendizado de inteligência emocional na SAP, empresa de tecnologia com 2.200 funcionários no Brasil. Aberto a todos os profissionais, inclui mindfulness, técnicas de respiração e de introspecção.

“A ideia é que você tenha sua mente livre e equilibrada para desempenhar seu trabalho melhor”, afirma Eliane De Mitry, gerente de RH da SAP Brasil. “O impacto dessas práticas aparece no trabalho, nos resultados e na saúde”, diz.

ESPM cria laboratório de autoconhecimento para todos os cursos

A partir de 2020, a ESPM desenvolverá os temas de autoconhecimento e dimensão socioemocional da aprendizagem para todos os cursos de graduação.

Segundo Alexandre Gracioso, vice-presidente acadêmico e mentor do projeto, a disciplina introdutória será o laboratório de aprendizagem, composto por quatro módulos e focado em autoconhecimento e aprendizagem.

Os alunos deverão propor um plano de rotina para a organização de seu tempo, que pode incluir meditação.

“Empresas estão demandando pessoas mais bem desenvolvidas do ponto de vista de relacionamento e comportamento”, afirma.

– Se reinventando!

Para refletir com muito carinho sobre seu comportamento perante Deus, ao próximo e consigo mesmo:

“Chega o momento que você precisa romper com você. Sim, com o ser já alcançado, esgotado, incapaz de qualquer ineditismo. E, então, buscar uma nova versão de si mesmo, capaz de considerar o já alcançado, mas sem a ele se apegar, permitindo-se o risco de ser novo de novo.”

Padre Fábio de Melo.

– Brilhando forte, Astro-Rei.

E um clique inspirador do sol para aquecer nossa jornada e nosso coração!

A fotografia sempre é um relax que vale a pena…

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#amanhecer #morning #sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress

– Fundação Edmilson.

Como é legal um ex-atleta fazendo diferença na vida das pessoas!

Li e merece uma re-postagem: sobre a ação solidária do Edmilson (ex-São Paulo e Barcelona).

Extraído de: https://culturaefutebol.wordpress.com/2021/10/10/fundacao-edmilson-um-legado-para-a-comunidade/

FUNDAÇÃO EDMILSON: UM LEGADO PARA A COMUNIDADE

Fundação Edmilson. Foto: Divulgação

Pentacampeão mundial investe mais de R$ 2 milhões para iniciar projeto que vira o jogo e muda a história de centenas de pessoas em situação de vulnerabilidade

Transformar vidas por meio do esporte, educação, cultura e lazer, promovendo a inclusão social e formando cidadãos. Essa é uma das premissas da Fundação Edmilson, liderada pelo pentacampeão mundial José Edmílson Gomes de Moraes e sua esposa Simeia Moraes, que vem, há mais de 15 anos, contribuindo com a sociedade e mudando a história de crianças e adolescentes de comunidades carentes em todo o país.

A ideia surgiu em 2002, assim que o jogador retornou do Japão com a conquista do penta. “Me senti tão grato por tudo que já havia conquistado, que queria devolver algo para a comunidade onde cresci”, conta Edmilson. E desde então, ele e sua esposa vinham desenhando e buscando recursos para que o sonho se tornasse realidade. Sem incentivos e patrocinadores, ambos decidiram investir recursos próprios para consolidar o desejo, cerca de R$ 2 milhões iniciais apenas para a construção do espaço. “Queria que a Fundação tivesse a minha cara, que contasse um pouco da minha história, e hoje sua sede está construída no campo onde eu joguei as minhas primeiras peladas, o mesmo que eu fugia de casa e dos meus pais para me divertir, graças a uma doação da prefeitura, ao qual somos muitos gratos”, conta Edmilson com entusiasmo.

Com sede localizada em Taquaritinga, interior de São Paulo, a Fundação, sem fins lucrativos, foi criada para ajudar no combate à desigualdade e a exclusão social por meio de atividades voltadas ao esporte e cultura, como basquete, futebol, vôlei, karatê, balé, teatro, recreação, canto coral e batucada, escrita e leitura, informática e conhecimentos gerais. São projetos inovadores capazes de promover um impacto positivo na sociedade, contribuindo para a mudança de comportamento, criando novas possibilidades para crianças e jovens, com idade entre 5 e 17 anos. 

“Eles só precisam de um incentivo para se tornar campeões na vida. E a Fundação Edmilson nasce com esse propósito, para dar esse empurrãozinho e ajudá-los a se tornar cidadãos que vão em busca e realizam os seus sonhos”, conta Simeia, que dirige a Fundação.

Com resultados positivos na comunidade e agora com a ajuda de parceiros e investidores, a Fundação expandiu sua atuação e já ganhou filiais nas regiões de Santana de Parnaíba e Carapicuíba, em São Paulo, e Betânia, no Piauí. Hoje, a Fundação atende gratuitamente cerca de 800 crianças por dia, oferecendo atividades cinco vezes por semana, no contra turno escolar e também refeições. 5 vezes por semana. Ao longo dos 15 anos de atuação, já beneficiou mais de 25 mil pessoas, sendo 6 mil crianças atendidas diretamente.

“Estamos localizados em bairros com registro de alta vulnerabilidade social e econômica, e queremos, mais do que tirar jovens da rua ou formar futuros atletas, promover a cidadania e desenvolver inteligência emocional, oferecendo saúde e bem-estar”, acrescenta Simeia.

Para se ter ideia, nos últimos anos o Brasil perdeu 4% do interesse de meninos em fazer futebol. Dentre as atividades das unidades, o karatê tem sido um dos mais procurados. “Já tivemos uma equipe que viajou para fora do país para disputar um campeonato de karatê e voltou com medalhas”. O esporte é uma ferramenta de transformação social que ensina valores morais como trabalho em equipe, humildade, respeito, disciplina. “E são esses os legados que queremos deixar. De que o engajamento no esporte e nas atividades culturais só trarão benefícios para quem eles serão no futuro. Nós queremos e vamos virar esse jogo”, diz Edmilson.

Em breve a Fundação deve expandir, e ganhar uma nova unidade na região de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. “Vamos replicar boas ações e atitudes positivas”, finaliza o craque.

http://www.fundacaoedmilson.org.br

Créditos: Christiane Rodrigues | Agência AMB

* Este conteúdo foi enviado pela assessoria de imprensa

– Desperte com ânimo!

Começando o dia com essa bela imagem do Parque Botânico Eloy Chaves: o ganso, tranquilamente, relaxando à beira do lago…

Não deu uma “preguiça contagiante’?

Que possamos trabalhar e/ou relaxar nesta jornada também!

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Ticaracaticast é legal, mas esqueçam as mágoas…

Poxa, que podcast legal dos ex-integrantes do Pânico Bola e Carioca (o Ticaracaticast). Mas assisti alguns (do Café com Bobagem e da Amanda Ramalho), e em ambos, uma certa mágoa do Carioca com o Tutinha e o Emílio Surita.

Claro, o Bola fica na dele, sempre rindo e com a preocupação de dar uma cortada no Carioca. Mas ele próprio (Carioca) se policia para não falar mal, mas nas entrelinhas é impossível não perceber. Uma pena!

Em especial, no final desse episódio com a Amanda Ramalho, veladamente se critica a produtora Paulinha e deixa a entender que eles, que estavam na condição de contratados (eram funcionários, não donos do programa) queriam ter autoridade nas pautas e ordens do que “fazer ou não fazer”.

Enfim, a vaidade sempre será um problema no mundo.

– Bom dia, 4a feira (4 de 4).

🌅 05h30 – Desperte, Bragança Paulista, ainda gelada e nublada.

Que a quarta-feira possa valer a pena!

(E há de valer, independente da temperatura).

🍃🙌🏻 📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

– Bom dia, 4a feira (3 de 4).

🌺 Fim de cooper! Valeu o treino e o esforço, embora tenha sido puxado.

Estou suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da natureza. Hoje, com essas delicadas plantas: lantanas!

Curta flores! Elas nos desestressam e aliviam a vida.

🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

– Bom dia, 4a feira (2 de 4).

🙏🏻 Enquanto vou correndo, fico meditando e faço uma prece:

“- Ó Virgem Maria, carinhosamente chamada de Nossa Senhora da Misericórdia, rogai por nós que recorremos a vós – e intercedei a Jesus para que nós nos saibamos perdoar também. Amém.”

Reze, e se o que você pediu for para seu bem, Deus atenderá.

⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade #Misericórdia

– Bom dia, 4a feira (1 de 4).

👊🏻 Olá amigos, todo mundo bem agasalhado?

Por aqui, faz frio – mas tudo já está pronto para suar mais uma vez em busca de saúde. Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária endorfina, controlando o cortisol?

Pratique esportes. Sempre!

🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #esporte #running #kalenji #mizuno #asics