– A história corrige um erro contra Zico.

Somos um país que não reverencia seus ídolos?

Zico, que dispensa apresentações, confessou a mágoa de não ter carregado a tocha olímpica no Rio-2016. E, agora, fez um desabafo ao ter a chance de tal momento em Tóquio-2020.

Compartilho, extraído do seu próprio Facebook:

Um dia inesquecível em minha vida. Muitas coisas aconteceram em minha vida quando chegava Olimpíadas. Quase parei de jogar futebol por causa de ter sido cortado, não pelo corte em si porque todo técnico precisa ter liberdade para convocação, mas por já cedo ter dúvida em confiar na palavra das pessoas. Depois, no meu País e na minha cidade terem me negado essa oportunidade de carregar a Tocha Olímpica, hoje realizei meu sonho de participar de uma Olimpíada. Agradeço o Kashima Antlers, a cidade de Kashima e ao Japão por terem me dado essa oportunidade. Fiquei emocionado e posso dizer que tranquilamente considero encerrado meu ciclo esportivo que Deus me proporcionou. Corri junto com jogadores com quem joguei, Honda, que dirigi tanto no Kashima como na Seleção Japonesa, Nakata Koji, Takayuki Suzuki e Narahashi, que tão bem representaram o Kashima Antlers. Fica aqui meu agradecimento a todos que me enviaram mensagens de carinho e ao povo japonês pelo respeito e gratidão a minha dedicação ao desenvolvimento do futebol japonês. Depois posto mas fotos e videos.”

Justiça feita pela história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.