– A surpresa Juan Pablo Vojvoda!

Quem é Vojvoda, o treinador argentino do Fortaleza que talvez seja o estrangeiro melhor sucedido no comando de um clube brasileiro neste ano de 2021? Vide seu desempenho no Brasileirão (superior a Abel e Crespo)…

Aliás: como o departamento de futebol do clube cearense foi encontrá-lo?

Compartilho (do mês passado), extraído de: https://www.opovo.com.br/esportes/futebol/times/fortaleza/2021/05/04/quem-e-juan-pablo-vojvoda–novo-treinador-do-fortaleza.html

QUEM É JUAN PABLO VOJVODA?

Nove dias após a demissão de Enderson Moreira, o Fortaleza tem um novo treinador. O argentino Juan Pablo Vojvoda, de 45 anos, será o novo comandante do Leão do Pici. Apesar de jovem para a profissão, ele acumula passagens por outros cinco clubes antes do Tricolor. Suas campanhas ficaram marcadas por extrair bastante de times com menos investimento financeiro.

Vojvoda iniciou sua carreira como técnico em 2016, quando ele assumiu interinamente o comando do Newell’s Old Boys, tradicional agremiação argentina. Ele também foi o interino do clube de Rosario em 2017. Ao todo, foram seis partidas à frente do Newell’s, com duas vitórias, um empate e três derrotas.

Porém, seu primeiro trabalho como treinador principal foi em outubro de 2017, quando Juan Pablo comandou o Defensa y Justicia, também da Argentina. Ele permaneceu no cargo até junho de 2018 e levou o “Defe” à nona colocação da Superliga Argentina 2017-2018, dentro da zona de classificação à Copa Sul-Americana. Vojvoda foi o técnico do Defensa y Justicia no período de “vácuo” deixado por Sebastián Beccacece, atual comandante da agremiação, que o antecedeu (Nelson Vivas assumiu por sete jogos antes disso) e o sucedeu.

Neste time, ele teve o melhor aproveitamento de pontos da carreira, 56%, com 14 vitórias, três empates e oito derrota. 38 gols foram marcados e 25 sofridos.

Seu trabalho seguinte permaneceu na Argentina, dessa vez no Talleres. Ele ficou no clube de Córdoba entre julho de 2018 e maio de 2019. Na Superliga Argentina 2018-2019, ele deixou sua equipe na 12º posição, fora da zona de qualificação à Sul-Americana. Nesta oportunidade, o aproveitamento de pontos caiu bastante, para 40%, com 14 vitórias, nove empates e 12 derrotas. O ataque produziu 42 gols e a defesa sofreu 33.

A passagem de Vojvoda no seu terceiro clube argentino, o Huracán, ao contrário das duas outras anteriores, foi bastante rápida. De junho de 2019 a setembro deste mesmo ano, ele acumulou apenas sete jogos, com um triunfo, três empates e três derrotas, resultados que culminaram na demissão precoce de Juan.

Por fim, o novo comandante do Leão atuou em sua primeira empreitada fora de seu país de origem, no Unión La Calera, do Chile. Esse também foi seu trabalho mais longevo, com duração de janeiro de 2020 a fevereiro de 2021. No Unión, Vojvoda executou o melhor trabalho de sua curta carreira. Ele foi vice-campeão chileno em 2020 e classificou os “Cementeros” pela primeira vez à Taça Libertadores da América.

Em 2020, pela Copa Sul-Americana, o Unión chegou às oitavas-de-final, após eliminar o Fluminense na primeira fase. No La Calera, Vojvoda teve 18 vitórias, dez empates e 12 derrotas, com 65 gols marcados e 45 sofridos. Ele deixou o clube chileno em comum acordo, com o objetivo de buscar novos desafios profissionais.

Vojvoda tem desempenho superior a Abel e Crespo entre estrangeiros em 2021  - 08/06/2021 - UOL Esporte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.